Aparelho Ortodôntico

O aparelho de cerâmica é um dos modelos mais tecnológicos e mais estéticos de tratamentos ortodônticos. 

Conheça aqui quais são as indicações, benefícios e preço desse aparelho:

O que é aparelho de cerâmica

O que é aparelho de cerâmica?

Com o tempo, a tecnologia se tornou uma grande aliada das evoluções e das inovações da odontologia, não deixando a ortodontia de lado. Hoje em dia, a ortodontia é composta de uma série de alternativas ao modelo de aparelho metálico, entre eles o aparelho de cerâmica.

O modelo de cerâmica é um dos tipos de aparelho dental que mantém as estruturas características do convencional, mas que tem como diferencial borrachinhas e  braquetes estéticos, e às vezes também o fio.

Composto por óxido de alumínio (Al2O3) manufaturado em alumina policristalina, o aparelho de cerâmica possui partículas cerâmicas grossas, o que permite um visual transparente e opaco.

O material usado para esse modelo apresenta boa resistência a mudanças de cor, o que permite que os benefícios estéticos sejam vistos por mais tempo. Esse acessório estético permite que a aparência do sorriso seja mantida em sua melhor forma em meio a correção ortodôntica, mantendo um visual quase imperceptível.

Como funciona o aparelho de cerâmica?

O aparelho de cerâmica possui um sistema semelhante ao aparelho fixo convencional, uma vez que mantém o fio metálico, os braquetes e borrachinhas, e assim as suas funções características.

Enquanto o fio fica encarregado de conectar os braquetes e realizar a pressão e os estímulos necessários para que os dentes voltem ao lugar, proporcionando o alinhamento e o nivelamento dos dentes. Quanto aos braquetes, conectam o fio ortodôntico ao dente e tornam possível a sua ação na arcada dentária. 

Já as borrachinhas do aparelho, os famosos elásticos coloridos, ou transparentes, nesse caso, são responsáveis não só pelo efeito estético do aparelho, mas também por prender o fio aos braquetes, realizando a pressão necessária para que o fio entre na pequena ala do braquete.

Há ainda a presença das bandas, que são estruturas semelhantes a anéis e que são encaixadas nos dentes molares, prendendo a parte final do fio ortodôntico.

Dessa forma, a única diferença nítida é os benefícios estéticos que o tipo de material estético escolhido é capaz de promover. Outro contraste está presente no preço, já que os valores do material também alternam. 

Para que serve o aparelho de cerâmica?

Assim como demais modelos de aparelho ortodôntico, o aparelho de cerâmica é indicado para a correção do desalinhamento dentário e de problemas na mordida dos dentes (má oclusão dentária). Podendo ser indicado em qualquer caso que possa ser tratado por um modelo fixo.

Entre as complicações que o aparelho de cerâmica é capaz de tratar estão: diastema, mordida aberta, mordida cruzada, mordida profunda (sobremordida) e apinhamento dentário. 

Entre demais problemas que podem está entre as indicações estão desgaste dentário e problemas mandibulares (DTM).

Enquanto esse tipo de aparelho estético irá atuar solucionando seus problemas, é a opção ideal para quem quer passar esse processo de forma mais discreta. Geralmente, é a opção escolhida por jovens e adultos que trabalham com profissões que requerem que a pessoa seja mais reservada.

O final do tratamento é um sorriso mais alinhado, bonito e harmônico, além da melhora da autoestima e da confiança do paciente.

Fio ortodôntico estético

Como dito, o fio ortodôntico também pode assumir uma coloração que se assemelha ao natural dos dentes, aumentando a descrição do tratamento. O fio ortodôntico pode ser da mesma cor do braquete, contudo, os fios estéticos podem comprometer no tempo necessário para a correção.

O uso do fio estético pode reduzir a velocidade do tratamento, considerando a maior geração de atrito entre o fio e os bráquetes. Nesse caso, o paciente pode optar por intercalar o uso do fio estético com o fio metálico.

cuidados com aparelho de cerâmica

Quais são os cuidados com aparelho de cerâmica?

Os cuidados com o aparelho de cerâmica também são semelhantes às medidas necessárias envolvendo o fixo metálico.

A higiene bucal deve ser feita de forma completa, adequada e regular. A escovação da zona bucal deve ser feita com uma escova de dentes macia e um creme dental fluoretado, alternando movimentos de varredura com de “vai-e-vem”. A escovação deve ser feita de forma regular, de 2 a 3 vezes ao dia, havendo a troca da escova de 3 em 3 meses.

Opte por não usar cremes dentais branqueadores, já que tendem a alterar a coloração dos dentes, fazendo com que haja contraste com as peças do aparelho.

A passagem do fio dental deve acompanhar pelo menos uma das escovações, podendo ser facilitada pelo uso de um passa fio e de fios específicos como o SuperFloss e a fita dental. O uso de uma escova interdental ou de uma escova ortodôntica também pode auxiliar em uma limpeza mais profunda da arcada dentária.

O uso do enxaguante bucal, dependendo da orientação dada pelo dentista, também deve ser diário, devendo o bochecho durar ao menos 30 segundos para remover as bactérias e os resto dos resíduos deixados para trás.

Quanto à alimentação, é necessário considerar algumas restrições para evitar complicações ao longo do uso do aparelho. 

O indicado é evitar alimentos e bebidas muito condimentados, muito açucarados e grudentos, evitando manchas e placa bacteriana, e alimentos muito duros, evitando quebras na estrutura. Opte por manter uma alimentação rica em vitaminas e nutrientes.

As visitas ao dentista devem se manter regulares, para que haja a troca das borrachinhas e a manutenção das peças do aparelho.

Quanto custa o aparelho de cerâmica?

O valor do aparelho de cerâmica é bem variável, podendo variar quanto a localização e dentista.

O preço médio é de R$ 500 (quinhentos reais) a R$ 1.000 (mil reais).

Aparelho de cerâmica

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são essenciais para que a saúde bucal seja mantida e para que problemas ortodônticos sejam detectados e tratados desde o início.

É pelas visitas regulares ao consultório odontológico que o dentista consegue avaliar a situação da zona bucal do paciente e encaminhá-lo para o melhor tratamento e a adoção de bons hábitos quanto a alimentação e higienização da boca.

Tratamentos regulares como a profilaxia (limpeza profissional) também devem estar em dia para que os benefícios desses cuidados sejam percebidos.

O indicado é que as idas ao consultório sejam feitas ao menos 2 vezes ao ano – de 6 em 6 meses, podendo ser em menores intervalos de tempo em casos especiais, como o uso de um aparelho fixo, devendo as visitas serem mensais.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

Deixe seu comentário