Aparelho Ortodôntico

O aparelho dentário externo é conhecido na odontologia como aparelho extrabucal e na linguagem popular como freio de burro. Como o próprio nome que ele ganhou já indica, esse tipo de aparelho é o terror dos pacientes.

Conheça mais sobre este modelo e saiba em que casos ele é indicado. Abaixo separamos as principais:

Aparelho dentário externo, o que é?

O aparelho externo apesar de não agradar muitos, ainda é a melhor solução para alguns pacientes. Esse tipo de aparelho é usado nos pacientes em que há a necessidade de que o aparelho exerça grande força sobre os dentes.

Este aparelho possui um apoio na cabeça, e é esse apoio que serve para firmar o aparelho, e com ele que seus resultados são garantidos. Usado em sua maioria por crianças, ele é indicado para evitar a necessidade de futuras cirurgias.

Ele é usado para corrigir a arcada dentária, em casos mais específicos em que exigem uma movimentação maior do dente, e que a força aplicada pelo aparelho seja maior. Ele serve como substituição para a cirurgia ortognática.

Qual a função do aparelho externo?

Desenvolvido para solucionar os problemas que o aparelho comum não consegue resolver, o aparelho externo, ajuda a evitar que haja a necessidade de intervenções cirúrgicas, como a ortognática, no futuro.

Mais recomendado em crianças e adolescentes, por apresentarem melhores resultados nessa fase, o aparelho externo não é muito eficaz em adultos, por já possuírem a arcada dentária formada e não terem a mesma flexibilidade que os pequenos.

Ele é indicado em casos que há um crescimento exagerado da maxila, fazendo com que haja uma modificação da forma da boca. Também é indicado nos casos em que há uma falta de crescimento da mandíbula, esses casos possuem outros tratamentos, mas nos que são mais específicos exigem o tratamento com o aparelho extrabucal.

Aparelho dentário externo, quais são os tipos?

Conheça os modelos de aparelho externo existentes no mercado, e saiba qual o melhor para cada tipo de necessidade. Vale lembrar que a prescrição do tipo de aparelho usado no tratamento, deve ser feita pelo dentista.

Aeb

Esse tipo de aparelho extrabucal é indicado para controlar o crescimento da maxila para frente, ele é mais usado nos casos em que há um crescimento anormal da maxila, como no caso dos pacientes com dentes grandes. Ele possui três partes:

Arco facial – é o arco que prende os elásticos e os molares, ele possui dois arcos de metais.

Elásticos – Os elásticos é que vão movimentar os dentes, eles são os responsáveis por aplicar força sobre a arcada dentária.

Apoio extrabucal – É o que vai prender o aparelho a cabeça, ele é feito de tecido e dependendo da necessidade do paciente, seu local de uso pode mudar.

Mentoneira

Esse modelo já é um modelo mais discreto, porém também é usado fora da boca. Ele também tem a função de conter o crescimento da mandíbula, e se usado corretamente e nas horas certas, pode evitar problemas futuros, em relação a este crescimento.

Máscara facial

A máscara facial é um dos tipos de aparelhos externos, nos casos em que há a indicação de cirurgia ortognática o dentista avalia se ele pode ser usado com a mesma função. Nesse tipo de aparelho o dentista consegue movimentar a mandíbula do paciente para frente e para baixo.

Quando o paciente se queixa de dores e o dentista avalia a causa das dores como dentes tortos, este tipo de aparelho pode ajudar a solucionar o problema.

Aparelho externo, preço?

O aparelho externo vai variar de valor, a depender de vários fatores, como o tipo de aparelho que será usado, o material que será utilizado no aparelho. Também pode mudar de acordo com a clínica e o dentista onde o tratamento será feito.

Além disso, esse valor pode mudar de acordo com a região em que se busca o tratamento. Faça pesquisas de preços, e calcule o valor final do tratamento, normalmente as manutenções e consultas com o dentista não estão inclusas no valor do aparelho.

Aparelho ortodôntico externo, quando ele não é indicado?

Ele não é indicado para uso de adultos, por terem já formado sua estrutura óssea, o aparelho externo não exerce sua função nesta idade. Nesses casos, o mais indicado pelos dentistas são os procedimentos cirúrgicos, quando a intenção do seu uso é ortopédica.

Em alguns adolescentes, por estarem insatisfeitos com a questão estética que o aparelho proporciona, é feita a substituição do aparelho extraoral, pelos aparelhos internos.

Nesses casos o aparelho não exerce sua função e o tratamento ortodôntico é em vão, e os resultados já alcançados pelo aparelho são revertidos.

Quais os cuidados devo ter com o extrabucal?

Para que o aparelho apresente os resultados desejados, é importante que o paciente faça o uso correto dele, seguindo as orientações do dentista. E como este modelo de aparelho é mais indicado para crianças, algumas dificuldades podem surgir quanto a seu uso.

Por isso, é importante que haja uma conscientização do paciente, pelo dentista e pelos pais, sobre a necessidade do uso diário e obrigatório do aparelho, até mesmo para garantir que seus efeitos sejam assegurados.

A higiene é fundamental, mantenha as escovações em dia. A presença do aparelho na boca provoca um aumento do acúmulo de bactérias, devido às áreas propícias que ele forma, por isso é importante fazer sempre a sua limpeza correta.

Tenha cuidado também ao local onde vai armazenar o aparelho. Mantenha o bem higienizado, em local limpo, para evitar a proliferação de bactérias no aparelho. Não podemos esquecer que ele será levado à boca.

Atente-se para os elásticos do aparelho, eles devem ser trocados de cinco a sete dias, e sempre fazer essa troca em ambos os lados. Quando trocamos os elásticos garantimos que ele exerça a força devida, por ele perder sua elasticidade com o tempo.

Faça suas visitas ao dentista e lembre-se de levar consigo o aparelho, para que ele o veja e faça as suas manutenções quando necessário.

Nunca mexa na estrutura do seu aparelho, fique atento a qualquer dano que possa ocorrer nele, não o use quando for fazer alguma atividade física ou praticar esportes, qualquer alteração na estrutura do aparelho pode causar efeitos contrários em seus resultados.

Sempre que notar alguma mudança nele, ou a existência de dores procure seu dentista, o aparelho torto pode causar lesões na face e evitar que ele traga resultados para o paciente.

É importante lembrar que o papel do dentista é essencial durante todo o tratamento, procure por um bom profissional, afinal ele é quem irá cuidar de seu tratamento.

Além disso, por ser feito sua maior parte em crianças, esse profissional também deve passar confiança. O tratamento com o aparelho externo pode ser muito difícil e a ajuda de um profissional é fundamental durante o processo.

Os planos odontológicos trazem esse conforto para os pacientes, eles apresentam equipes de profissionais capacitados, para oferecerem aos seus usuários o que necessitarem e com conforto e segurança.

Por isso, na hora de fazer qualquer tratamento é aconselhável possuir um plano, para realizar o tratamento com tranquilidade e eficácia.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

Deixe seu comentário