Aparelho Ortodôntico

O aparelho fixo é o principal tratamento da ortodontia. Isso tem em vista os seus benefícios e ao seu valor aquisitivo que tende a ser mais em conta que demais modelos.

Veja aqui como funciona o aparelho fixo, quais são suas vantagens e quanto custa:

aparelho fixo convencional

O que é aparelho fixo convencional?

O aparelho fixo é uma das principais indicações do dentista para o tratamento de má oclusão e desalinhamento dentário. O aparelho fixo ortodôntico é considerado um “divisor de águas” para a ortodontia, possibilitando que esses tipos de problema fossem solucionados.

O uso do aparelho fixo trás benefícios não só estéticos, mas também funcionais, melhorando na fala, mastigação e na deglutição. Contudo, o realinhamento dentário proposto pelo aparelho fixo pode ser apenas por questões estéticas, proporcionando assim um sorriso mais harmônico, bonito e a melhora da autoestima.

O aparelho fixo pode assumir várias formas, sistemas e ser feito por materiais variados. Isso dependendo do problema ortodôntico identificado e de sua gravidade.

Como funciona o tratamento com o aparelho fixo?

O funcionamento do aparelho fixo vai variar de acordo com o sistema e modelo escolhido. Contudo, todos os modelos têm como objetivo principal possibilitar a movimentação dos dentes até o seu posicionamento correto. Com isso, há a remodelação óssea e assim uma mordida correta e alinhada.

A promoção dos movimentos pelas peças do aparelho é feita de forma gradativa, em que o envolvimento do osso alveolar possibilita uma movimentação e remodelação em um tempo satisfatório. Tempo esse que é capaz de ser estipulado pelo dentista, que também saberá a pressão certa que o aparelho deverá fazer para a correção dos dentes.

Com o fim do tratamento, para a manutenção dos resultados o paciente passa a utilizar um aparelho de contenção, que pode ser removível ou fixo. Assim, se evita que haja o retrocesso dos resultados do tratamento e a necessidade de utilizar um aparelho fixo novamente.

Contudo, vale atentar que o antes da colocação do aparelho fixo é necessário fazer uma documentação ortodôntica e o planejamento do tratamento, em que o dentista irá considerar exames de imagem, o estilo de vida do paciente e se há ou não a presença de problemas bucais que deverão ser resolvidos antes da correção ortodôntica.

Quais são os benefícios do aparelho fixo?

O aparelho fixo é capaz de promover uma série de benefícios ao paciente e a sua qualidade de vida, são eles:

Melhora da autoestima

A vantagem mais perceptível do tratamento com o aparelho fixo é justamente a melhora da aparência e da estética do sorriso.

Pela correção do arco dentário, o paciente tem a sua autoestima reerguida, assim como a da confiança em suas ações.

Higiene bucal facilitada

Mesmo com a presença das peças do aparelho, os dentes tortos tendem a acumular muitos resíduos entre os dentes. Dessa forma, em meio a correção do problema ortodôntico, é possível que os espaçamentos indesejados sejam fechados, facilitando a higienização interdental.

Contudo, durante o uso do aparelho é importante que a higiene bucal seja feita de forma completa e adequada, contando desde a escovação, a passagem de fio dental e o bochecho com o enxaguante bucal. O uso de instrumentos como o passa fio, a escova interdental e a escova ortodôntica.

Melhora da fala

Problemas ortodônticos comumente estão associados a prejuízos na fala e na fonética das palavras. Isso tendo em vista o fato de utilizarmos nossos dentes para a produção de sons por conta do atrito da língua com a dentição.

Dessa forma, o desalinhamento dentário consegue comprometer nas pronúncias das palavras até mesmo na fase adulta, o que pode ser consertado pelo uso do aparelho.

Melhora na mastigação

Uma vez que os dentes são as principais estruturas que fazem parte da mastigação de alimentos, dentes tortos também são capazes de comprometer esse processo.

Nesse contexto, o aparelho fixo atuará ordenando os dentes, fazendo com que a mordida se posicione de forma correta para uma moagem adequada, facilitando também na digestão

Tratamento de problemas respiratórios

O uso do aparelho fixo também pode ser usado para o tratamento de problemas respiratórios que frequentemente estão associados ao desalinhamento dentário.

Os problemas respiratórios decorrentes dos dentes tortos e das alterações ósseas causam danos às estruturas responsáveis pela respiração.

Na maioria dos casos, esse problema está associado à respiração pela boca, o que pode levar a ausência de ar filtrado pelo nariz e demais prejuízos.

Nesses casos, o aparelho fixo atuaria no realinhamento dos dentes e reduzindo casos de boca seca durante a noite. Dessa forma, o tratamento é capaz de colaborar com uma melhor qualidade do sono.

Prevenção de problemas gástricos

Uma mastigação feita de forma incorreta faz com que se engula pedaços maiores de alimentos e se dificulta a digestão, o que gera desconforto e pode provocar problemas estomacais e intestinais. Entre os possíveis problemas estão azia frequente e episódios de constipação.

Com a correção do problema pelo aparelho fixo, os alimentos são devidamente digeridos no processo fisiológico, proporcionando bem-estar.

tipos de aparelho fixo

Quais são os tipos de aparelho fixo?

Como dito, são vários os tipos de aparelho fixo. Veja quais são os tipos de aparelho fixo disponíveis e que podem ser indicados para você:

O modelo ideal para você está sob a percepção do dentista para com a situação da zona bucal e arcada dentária.

Quanto custa o aparelho fixo?

O preço do aparelho fixo tende a variar quanto ao modelo, dentista e a clínica odontológica escolhida.

Em média o valor do aparelho fixo metálico fica entre R$500 (quinhentos reais) a R$1.000 (mil reais), do fixo transparente R$ 1.000 (mil reais) a R$ 2.500 (dois mil e quinhentos reais), lingual R$ 500 (quinhentos reais) a R$ 5.000 (cinco mil reais) e autoligado R$600 (seiscentos reais) a R$1.000 (mil reais).

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são essenciais para que a saúde bucal seja mantida e para que problemas ortodônticos sejam detectados e tratados desde o início.

É pelas visitas regulares ao consultório odontológico que o dentista consegue avaliar a situação da zona bucal do paciente e encaminhá-lo para o melhor tratamento e a adoção de bons hábitos quanto a higienização e alimentação.

Tratamentos regulares como a profilaxia (limpeza profissional) também devem estar em dia para que os benefícios desses cuidados sejam percebidos.

O indicado é que as idas ao consultório sejam feitas ao menos 2 vezes ao ano – de 6 em 6 meses, podendo ser em menores intervalos de tempo em casos especiais, como o uso do aparelho fixo, devendo as visitas serem mensais.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

Deixe seu comentário