Aparelho Ortodôntico

O aparelho metálico é um dos tipos de aparelho mais comuns e mais indicados no consultório odontológico.

Saiba aqui como esse modelo funciona, quais são as suas vantagens e quanto custa:

O que é aparelho metálico?

O aparelho metálico é o modelo mais comum e mais utilizado para a correção ortodôntica. É o tipo de aparelho fixo convencional que tem em sua composição peças metálicas como braquetes e o fio metálico, além das famosas borrachinhas.

Esse modelo é o mais indicado graças a variedade de problemas que ele é capaz de solucionar e pelo seu baixo custo aquisitivo em comparação com os demais modelos.

O principal objetivo do aparelho metálico é a correção de problemas de desalinhamento dentário e má oclusão dentária. Entre os problemas ortodônticos que ele é capaz de corrigir estão: diastema, apinhamento dentário, mordida aberta, mordida cruzada, mordida profunda ou sobremordida.

Dessa forma, se busca o alinhamento e o reposicionamento dos dentes da arcada dentária, a estabilização da harmonia e da estética do sorriso. Além da melhora estética e funcional, o paciente também é beneficiado pela melhora da autoestima e da qualidade de vida.

Como funciona o aparelho metálico

Como funciona o aparelho metálico?

O aparelho metálico funciona por meio de uma técnica que visa pressionar os dentes para a posição adequada na arcada dentária.

Assim sendo, ao pressionar os dentes para o seu lugar correto no arco dentário, o aparelho possibilita que haja uma maior mobilidade dentária.

Essa força é estabelecida por ser feita em uma área específica dos dentes, chamada espaço periodontal, e que por ser rica em fibras possibilita que haja uma certa mobilidade dos dentes com a ajuda das pressões mecânicas.

Uma vez que as células fibrosas da dentição são manipuladas, elas promovem uma série de ativações que reorganizam as células na região. Isso tendo como causa as alterações ósseas que são estimuladas por esse processo.

Quanto tempo dura o tratamento?

O tempo de duração do tratamento ortodôntico pelo aparelho fixo metálico é bem variável e alterna de acordo com as particularidades do caso.

Dessa forma, para que haja a correção do problema, alguns tratamentos podem necessitar de mais tempo que outros.

Em média, o tratamento pode durar entre 12 e 24 meses, o que pode ser um pouco mais ou um pouco menos. O tempo mínimo necessário para que haja a correção do tratamento é de 8 meses, e o máximo de 30 meses, se restringindo a casos raros.

Tipos de aparelho metálico

Se tratando do material de estrutura, o aparelho metálico pode assumir diferentes formas, são elas:

  • Aparelho fixo metálico;
  • Aparelho autoligado;
  • Aparelho lingual;
  • Extensor de palatino;
  • Aparelho extrabucal;
  • Aparelho móvel;
  • Aparelho móvel funcional ou ortopédico;
  • Aparelho de Contenção.

Contudo, a indicação de cada um deles vai depender da percepção do dentista quanto ao problema e sua gravidade. Dependendo da situação, pode ainda haver a junção de mais de um tipo de aparelho ao longo do tratamento.

Qual a diferença do aparelho estético e metálico?

A principal diferença entre os aparelhos metálicos e os aparelhos estéticos é a preocupação quanto a aparência do sorriso em meio ao tratamento.

Enquanto os aparelhos metálicos tem como principal objetivo o resultado final após a sua remoção, os aparelhos estéticos, além desses, buscam a maior discrição do sorriso em meio a correção ortodôntica.

Assim sendo, os aparelhos estéticos tendem a ser indicados para pacientes adultos e que optam por um modelo mais discreto. Já o modelo metálico tradicional, comumente é a indicação para crianças e jovens, que também tendem a aceitar melhor sua estrutura por conta da possível combinação de borrachinhas.

Quanto custa o aparelho metálico?

O preço do aparelho metálico tende a variar quanto ao modelo escolhido, além da odontologista e clínica odontológica.

Em média, o aparelho ortodôntico tradicional tende a custar de R$ 500 (quinhentos reais) a R$ 1.000 (mil reais). A manutenção mensal do aparelho, por sua vez, tende a variar de R$ 100 (cem reais) a R$ 250 (duzentos e cinquenta reais).

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são essenciais para que a saúde bucal seja mantida e para que problemas ortodônticos sejam detectados e tratados desde o início.

É pelas visitas regulares ao consultório odontológico que o dentista consegue avaliar a situação da zona bucal do paciente e encaminhá-lo para o melhor tratamento e a adoção de bons hábitos quanto a higienização e alimentação.

Tratamentos regulares como a profilaxia (limpeza profissional) também devem estar em dia para que os benefícios desses cuidados sejam percebidos.

O indicado é que as idas ao consultório sejam feitas ao menos 2 vezes ao ano – de 6 em 6 meses, podendo serem em menores intervalos de tempo em casos especiais, como o uso do aparelho expansor.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário