Saúde Bucal

A arcada dentária é essencial para a realização de uma série de funções vitais à nossa saúde.

Conhecer sua arcada dentária é muito importante para a adesão de bons hábitos para o seu bom estado tanto estético quanto funcional.

Veja aqui como a dentição é formada, qual a sua importância e os cuidados necessários:

o que é arcada dentária

O que é arcada dentária?

A arcada dentária se trata dos arcos formados por dentes e de seus tecidos de sustentação (periodonto). Essas estruturas que compõem a zona bucal e o arco do maxilar (mandíbula e maxila) possuem funções vitais para a saúde não só bucal, mas também geral. 

É pela arcada dentária que se é possível realizar a mastigação, deglutição e a fala de maneira saudável.

A arcada dentária de cada indivíduo possui características únicas, que envolvem desde a a formação da dentição primária e permanente, sua ordem, período de troca, além da presença ou ausência de complicações e de alterações deixadas por tratamentos dentários.

Como é formada a arcada dentária?

Como dito, a arcada dentária é formada não só pelas estruturas dentais, mas também pelo periodonto. 

Enquanto os dentes são compostos pela coroa (esmalte dentina e polpa) e raiz (cemento, canal radicular e canal acessório) os tecidos de sustentação compreendem a gengiva, ligamento periodontal, cemento e o osso alveolar.

A formação dos dentes arcada dentária é dividida entre o desenvolvimento da dentição primária e a sua troca pela dentição permanente.

Os primeiros sinais dos dentes primários – decíduos ou dentes de leite – começam a ser percebidos quando completados os primeiros seis meses do bebê. Geralmente, os primeiros dentes a aparecer são os frontais na arcada inferior.

A formação da arcada dentária primária tende a ficar completa por volta dos 3 anos de idade da criança, contando com 20 dentes ao todo, sendo 10 superiores e 10 inferiores (4 dentes incisivos, 2 caninos e 4 molares).

Contudo, vale ressaltar que o tempo de nascimento dos dentes é variável e ocorre de forma gradual. Em caso de dúvidas e de suspeita de um tempo de espera “anormal”, o odontopediatra deve ser consultado e a criança deve ser encaminhada para um raio X dente de leite, que pode ser feito até completados os 6 anos de idade.

Passar de um tempo, a partir dos 6 anos de idade, os dentes de leite caem de forma natural, começando a serem substituídos pelos primeiros dentes permanentes de 11 aos 13 anos de idade.

É possível que dentes de leite façam parte da adolescência por não seguirem a tendência de tempo da queda. Dessa forma, é importante que seja feito um acompanhamento odontológico para se evitar prejuízos ao desenvolvimento da arcada permanente.

A arcada permanente completa é formada por 32 dentes, com 16 superiores e 16 inferiores (8 incisivos, 4 caninos, 8 pré-molares e 12 molares). 

Os últimos componentes da arcada dentária são os chamados dentes sisos ou terceiros molares que costumam nascer dos 17 aos 21 anos de idade. Contudo, a respeito dos dentes sisos, há casos em que não se desenvolvem e, na maioria dos casos, precisam ser extraídos por falta de espaço na dentição e riscos de infecção (pericoronarite).

Quais são as funções dos dentes da arcada dentária?

Os dentes que fazem parte da arcada dentária se diferem não só quanto à sua aparência e classificação, mas também quanto às suas função. Cada um deles possui uma responsabilidade quanto a mastigação, fala e deglutição, graças às suas particularidades fisiológicas e a sua localização no arco.

Os dentes são classificados em incisivos, caninos, pré-molares e molares. Veja quais são as principais características e as funções de cada um deles:

Dentes incisivos: São os dentes localizados ao centro da arcada e que possuem como função principal a trituração e o corte dos alimentos. Dessa forma, são essenciais para que a ingestão dos alimentos ocorra de forma tranquila. São identificados por serem afiados, retos e afiados.

Dentes caninos: Os dentes caninos são os dentes localizados ao lado dos dentes incisivos e possuem como função principal rasgar os alimentos. São dentes pontiagudos e que possuem duas cúspides responsáveis por amassar e moer a comida.

Dentes pré-molares: Estão localizados ao lado dos caninos na arcada dentária e possuem como função principal moer e triturar a comida, além de manter a altura da face. Podem ser identificados por seu topo mais achatado e por suas duas cristas (cúspides).

Dentes molares: Os dentes molares são os principais componentes da arcada dentária, o que os fazem essenciais para a mastigação e trituração dos alimentos. São os maiores dentes do arco dentário, são lisos e possuem múltiplas cúspides de sua superfície de mordida. 

A presença de cada tipo de dente é essencial e a falta ou a perda de uma estrutura dental pode levar a problemas de oclusão e até mesmo a uma disfunção digestiva. Contudo, os dentes sisos, particularmente, não apresentam relevância na realização das funções da dentição, por isso não havendo problemas ao extraí-los.

arcada dentária inferior

Como cuidar de sua arcada dentária?

Seja os dentes temporários (primários) ou os dentes permanentes, manter a arcada dentária sob os cuidados necessários é essencial para evitar doenças não só na saúde bucal, mas também na saúde geral.

Veja a seguir quais são as principais formas de cuidar de seus dentes e as estruturas que os circundam.

Higiene bucal adequada

Antes de tudo, para que sua arcada dentária esteja em seu melhor estado é necessário se preocupar com uma higiene bucal completa e adequada. De início, deve-se levar em consideração que uma higienização bem feita não deve se limitar a uma boa escovação, já que o acúmulo de placa bacteriana não é suscetível apenas na superfície dos dentes.

Quanto à escovação, deve contar com uma escova de cerdas macias e um creme dental fluoretado. Devem ser usados movimentos suaves, revezando entre movimentos circulares e de varredura e atingindo não só os dentes, mas a língua e mucosa oral. A escovação deve ser feita nos intervalos entre as refeições, de 2 a 3 vezes ao dia.

A passagem do fio dental não deve ser ignorada, uma vez que os espaçamentos entre os dentes são os que mais sofrem com o acúmulo de restos de alimentos. Ela deve ser feita com ao menos 1 escovação por dia e pode contar com o auxílio do uso de uma escova interdental e também ortodôntica (em meio ao uso de um aparelho metálico).

O enxaguante bucal deve ser usado pela indicação do dentista, já que somente com a escovação e com a passagem do fio dental se é possível ter uma limpeza bucal profunda. Não deve conter álcool em sua composição. O bochecho deve ter ao menos 30 segundos para ter efeito, sendo feito na frequência estabelecida pelo dentista.

Boa alimentação

A alimentação também está associada diretamente com a saúde da arcada dentária. Dessa forma, é importante se preocupar não só quanto a uma boa higiene bucal, mas também quanto a uma alimentação mais saudável e equilibrada.

Entre os cuidados com a alimentação estão algumas restrições. Alimentos e bebidas muito açucarados, condimentados e grudentos tendem a ficar retidos na arcada e serem deixados pela higienização, aumentando a acidez bucal e trazendo problemas como tártaro, cáries, gengivite e periodontite.

Optar por alimentos fibrosos e por aqueles chamados “detergentes” é a melhor opção já que auxiliam na limpeza não só dos dentes, mas também da zona bucal. Entre os alimentos que possuem esse potencial de limpeza estão maçã, cenoura, kiwi, pepino e melancia.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são decisivas para a manutenção dos cuidados com a arcada dentária. Isso porque é pelas visitas ao consultório que o paciente tem acesso aos benefícios de tratamentos como a profilaxia (limpeza profissional).

É também por essa periodicidade que o dentista consegue avaliar o estado da dentição, detectar e tratar problemas em sua fase inicial. Por essas avaliações também são passadas orientações para com a adesão de bons hábitos da higiene e alimentação.

O indicado é que a frequência seja mantida ao menos 2 vezes ao ano (de 6 em 6 meses).

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

               
Artigo anterior

Deixe seu comentário