Saúde Bucal

A boca seca, ou xerostomia, é uma condição em que a boca não é umedecida o suficiente, o que acaba dando uma sensação de boca seca.

Confira mais a respeito da xerostomia, como o que significa, o que pode ser, seus sintomas e mais:

O que significa boca seca?

A boca seca é um problema causado pela falta de umidade no interior da boca, ou seja, há uma produção insuficiente de saliva.

Isso significa que os dentes perdem sua linha de limpeza natural, que é ela, desse modo, eles ficam mais vulneráveis a microrganismos que podem gerar problemas.

Além disso, ela também pode interferir no processo de deglutição e na respiração.

boca seca o que pode ser

Boca seca o que pode ser?

A boca seca possui um número variado de causas, ou seja, existem vários fatores que podem influenciar na produção da saliva.

Desse modo, algumas das possíveis situações que podem reduzir a produção de saliva e  prejudicar o equilíbrio existente na boca são:

Desidratação

O baixo consumo de água ou o simples fato de não ter água suficiente no organismo para que ele possa desempenhar suas funções causa uma desregulamentação em todo o corpo.

Devido a isso, funções como produção de suor, saliva e lágrimas. Além disso, ela causa o ressecamento da pele e olhos, dor de cabeça, vertigem, tontura e fadiga.

Sendo assim, por reduzir a produção de saliva, a desidratação acaba sendo um dos possíveis motivos que causam a boca seca.

Respiração bucal

A respiração bucal, assim como o ronco, fazem com que o ar que entra e sai do corpo saia pela cavidade bucal.

Desse modo, esse ar acaba “secando” a boca, o que com o passar do tempo pode acabar causando, além de problemas de má-oclusão, a boca seca, halitose e deixar a boca mais suscetível a ação de bactérias e microrganismos maliciosos.

Tabagismo e alcoolismo

O álcool e o cigarro são dois produtos que causam um grande número de mortes e problemas de saúde todo ano.

Sendo assim, ao serem consumidos, seus usuários, incluindo os fumantes passivos, ficam expostos a compostos que afetam a saúde.

Estes compostos afetam algumas funções do corpo, dentre as quais está a produção de saliva.

Desse modo, além de serem responsáveis por causarem a corrosão do esmalte dentário e a formação de tártaro, eles também contribuem para o surgimento da boca seca.

Alterações hormonais

As alterações hormonais afetam todo o equilíbrio do corpo, e portanto também afeta a produção de secreções.

Elas podem ser causadas por condições como gravidez, meno e andropausa, assim como depressão, ansiedade e outros.

Desse modo, como a saliva também é uma secreção, essas condições podem influenciar na sua produção, o que acaba tornando-os um dos motivos da boca seca.

Medicamentos

Alguns remédios, como antidepressivos e ansiolíticos, são responsáveis por atuar em determinadas regiões do cérebro reduzindo ou aumentando a ação de algumas glândulas.

Eles também são bastante conhecidos por seus efeitos colaterais, que podem ser:

  • Náusea;
  • Diarreia;
  • Tontura;
  • Vertigem;
  • Suor frio;
  • Perda ou excesso de fome;
  • Alteração na produção de secreções;
  • Tremores.

Desse modo, devido a alteração na produção de secreções podem acontecer casos de sialorréia, que é a produção excessiva de saliva, e de boca seca, que é a produção insuficiente.

Boca seca COVID

Os sintomas do COVID são variados, sendo assim, são diferentes de pessoa para pessoa. Assim como os sintomas, o efeito colateral dos medicamentos também são.

Desse modo, a falta de ar gerada em alguns casos de COVID pode resultar na respiração bucal, que por sua vez causa o ressecamento bucal.

Além disso, os medicamentos utilizados para combatê-lo podem ter a alteração na produção de saliva como um efeito colateral.

Desse modo, tanto o próprio coronavírus, quanto os medicamentos utilizados para combatê-lo podem influenciar no aparecimento da boca seca.

Boca seca sintomas

Os sintomas da xerostomia são derivados da insuficiência na produção de saliva, o que pode resultar no ressecamento da cavidade bucal.

Dessa maneira, um paciente que sofre de boca seca pode perceber:

  • Boca e lábios ressecados;
  • Problemas na deglutição;
  • Sentimento de garganta seca;
  • Alterações no paladar;
  • Lesões na boca;
  • Halitose;
  • Fala e mastigação prejudicadas;
  • Língua rachada e ardendo
  • Aparecimento de cáries e outros problemas derivados de microrganismos maliciosos
  • Presença de saburra lingual.

o que é bom para boca seca

O que é bom para boca seca?

A melhor maneira de se tratar a boca seca é resolvendo o que está causando. Desse modo, caso o problema seja algum remédio, o médico deverá ser avisado para que ele possa alterar a dosagem ou o próprio remédio.

Se o problema for no funcionamento das glândulas salivares ele poderá receitar alguma medicação que auxilie elas a funcionarem da maneira como deveriam.

Além disso, outras ações que podem auxiliar no combate e prevenção da xerostomia são:

  • Hidratar-se bem;
  • Evitar fumar, consumir álcool e alimentos que podem alterar o fluxo de produção salivar;
  • Consumir chicletes sem açúcar para estimular a produção de saliva;
  • Evitar alimentos muito salgados ou muito doces, pois podem ferir a boca com xerostomia.

Se mesmo após realizar todos os cuidados citados acima a boca seca não melhorar, um dentista deve ser procurado.

É recomendado buscar ajuda profissional devido ao fato de ele ser qualificado para identificar e tratar a causa da xerostomia com maior eficiência.

Além disso, somente ele pode receitar algum tipo de medicamento caso seja necessário.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por proporcionar ao profissional uma maneira de identificar e tratar possíveis problemas de saúde bucal, como a boca seca, em seu início.

Desse modo, é possível evitar que esses problemas se tornem complicações mais severas e acabem exigindo interferências mais severas.

Por meio delas também é possível realizar a profilaxia dental, que é a limpeza profissional dos dentes que deve ser realizada de 6 em 6 meses.

Além disso, é apenas por meio da profilaxia que o dentista é capaz de realizar a remoção de indícios de placa bacteriana e tártaro no dente.

As visitas regulares também permitem ao dentista avaliar os hábitos de higiene bucal do paciente e recomendar a melhora ou adoção de novos, caso veja necessidade.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário