Saúde Bucal

A cárie no dente é um dos problemas odontológicos mais recorrentes no mundo todo, o que o torna um dos mais famosos e comuns.

Desse modo, é bastante comum procurarmos por auxílio profissional para nos livrarmos dela e também por métodos caseiros.

Neste post vamos apresentar algumas informações a seu respeito, como o que é, quais são seus tipos e tratamentos:

cárie no dente da frente

Como é cárie no dente?

A cárie é o nome dado a corrosão do esmalte dentário feita pelo acúmulo de bactérias que habitam naturalmente a boca.

Primeiramente, elas se acumulam ao redor do dente originando a placa bacteriana, que por sua vez podem formar o tártaro, que é a solidificação dessa placa bacteriana.

O também chamado cálculo dental cria um ambiente propício ao desenvolvimento das bactérias.

Essas bactérias se alimentam por meio da fermentação de restos de alimentos e partículas de açúcares presentes na boca.

O resultado desta fermentação é a produção de ácidos que acabam corroendo o esmalte dentário, o que resulta na formação da cárie.

Sintomas cárie no dente

A cárie no dente é o resultado da corrosão do esmalte dentário causado pelas bactérias presentes na flora bucal.

Logo, os sintomas associados a presença da cárie no dente são:

  • Sensibilidade dentária;
  • Presença de pequenos furos em um ou mais dentes;
  • Manchas marrons ou pretas nos dentes;
  • Dor;
  • Gengiva inchada ou dolorida.

Tipos de cárie no dente

A cárie no dente pode acontecer de maneiras diferentes e em locais diferentes, que por sua vez possuem nomes diferentes dependendo do local que ela afetar.

Desse modo, abaixo estão citados alguns tipos de cárie que podem afetar os dentes:

Cárie radicular

A cárie radicular é um tipo de cárie que afeta a raiz do dente diretamente e que por ser uma parte que possui uma camada de esmalte fina ou não a possui, essa região fica mais suscetível a infiltrações.

Os fatores de risco envolvidos são:

  • Dentes tortos;
  • Gengivite e periodontites;
  • Retração da gengiva;
  • Restaurações ou laminados mal instalados.

Desse modo, os problemas que levam a formação da cárie radicular são problemas que expõem a raiz do dente.

Cárie interproximal

A cárie no dente interproximal é aquela que afeta a região entre um dente e outro, ou seja, ela é uma cárie escondida.

Grande parte das vezes não é possível identificá-la a olho nu, o que acaba provocando uma situação um pouco complicada.

Desse modo, geralmente sua identificação é feita por meio de um exame de raio X chamado bite wing, também chamado de interproximal.

Esse exame consiste em uma radiografia que permite visualizar apenas a coroa de dois a três dentes.

Desse modo, é possível identificar a presença da cárie interproximal pois ela aparece como um ponto branco na imagem.

As maiores causas desses tipo de cárie são:

  • Ineficiência durante o uso do fio dental ou não uso dele;
  • Falta do uso de uma escova que alcance parte interior dos dentes;
  • Não uso do enxaguante bucal.

Além disso, a falta das visitas odontológicas periódicas para realizar a profilaxia pode influenciar no surgimento desse tipo de cárie no dente

Cárie coronária

Esse é o tipo mais comum de cárie no dente, ela atinge a coroa dentária, ou seja, a parte mais superficial do dente.

Por ficar na parte mais externa e visível, ela costuma ser facilmente identificada, o que também facilita seu tratamento.

As principais causas que levam ao aparecimento da cárie no dente coronária são as mesmas que levam a cárie comum, que são:

  • Má higiene bucal;
  • Consumo excessivo de alimentos açucarados e carboidratos.

cárie no dente de leite

Cárie no dente de leite

Também chamada de cárie de mamadeira, a cárie no dente de leite pode acontecer até mesmo antes dos dentes nascerem.

Pode parecer estranho de se pensar, mas os dentes do bebê podem ser afetados por cáries enquanto ainda estão dentro da gengiva.

Isso faz com que os dentes já nasçam comprometidos pela cárie, ou seja, ela já possui cárie no dente de leite enquanto eles ainda estão na gengiva.

A cárie também pode afetar os dentes de leite durante a infância, pois do mesmo modo que os dentes permanentes estão sujeitos os decíduos também.

Desse modo, os fatores que levam ao aparecimento da cárie no dente de leite são:

  • Falta de educação sobre a higienização bucal aos pais e aos filhos;
  • Má higiene bucal;
  • Consumo exagerado de açúcares;
  • Chupetas e/ou mamadeiras com o bico embebido em alimentos açucarados, como o mel.

Apesar de se tratarem de dentes de leite, quando afetados por cáries eles podem acabar afetando o nascimento dos dentes permanentes ou até mesmo criar complicações em outras áreas do corpo.

Isso ocorre pelo fato que quando ela atinge a corrente sanguínea, ela já se tornou um problema muito grave.

Como saber se estou com cárie no dente?

É possível identificar a cárie no dente por meio da observação de seus sintomas, o que aumenta a importância de sabermos todos eles.

Sendo assim, os principais são a sensibilidade na hora de ingerir alimentos quentes, frios e doces, além da presença de furinhos e manchinhas pretas ou marrons no dente.

Os outros sintomas comuns da cárie são:

  • Dor no dente

Causada pelo desgaste do esmalte dentário, que resulta no aumento da sensibilidade e por fim gera a sensação de dor no dente;

  • Inchaço gengival

O inchaço gengival enquanto o dente se encontra afetado pela cárie é devido a formação de abcessos;

  • Halitose

Também conhecido como mau hálito, essa condição ocorre devido a formação das cáries por conta do mau cheiro gerado pelo acúmulo de bactérias.

Como tratar cárie no dente?

O tratamento da cárie varia de acordo com o avanço dela, desse modo é necessário observar até onde ela já avançou antes de propor o tratamento.

Quando está em seu estágio inicial ela pode ser tratada com o gel Papacárie ou através da raspagem e restauração do dente.

Durante o processo de raspagem o dentista remove toda a parte comprometida por cáries do dente e logo após ele preenche essa parte com algum tipo de resina.

Desse modo ele devolve as funções mastigatórias e estéticas do dente para que não haja nenhum comprometimento em nenhuma das duas funções.

Já quando a cárie atinge um nível mais avançado, é necessário realizar o tratamento de canal, também conhecido como tratamento endodôntico.

Nesse procedimento, toda a polpa comprometida do dente é removida e os canais radiculares são selados por meio da obturação.

Desse modo, além de remover qualquer tipo de ameaça que as cáries proporcionavam, ele ainda elimina a chance de reincidência.

Como evitá-la?

A prevenção da cárie é feita praticamente baseando-se em higiene bucal, visto que originalmente ela é um problema causado pela má higienização dos dentes.

Desse modo, para se prevenir da incidência de cáries deve-se:

  • Beber bastante água;
  • Evitar o tabagismo e alcoolismo;
  • Maneirar no consumo de alimentos açucarados;
  • Cuidar bem da higiene bucal, realizando uma boa escovação dos dentes, passagem eficiente de fio dental e realização da profilaxia no período correto.

Portanto, através desses métodos é possível evitar o aparecimento da cárie no dente.

Visitas regulares ao dentista

Por meio das visitas regulares ao dentista ele consegue identificar e tratar a cárie no dente logo em seu início, evitando maiores complicações e a necessidade de desvitalizá-lo.

Além disso, por meio delas também é possível evitar o aparecimento e desenvolvimento do tártaro e da pulpite, que é a inflamação da polpa dentária.

Logo, graças às visitas regulares, elas podem ser tratadas logo em seu início, evitando assim maiores complicações.

Por meio delas também é possível realizar a profilaxia dental, que é a limpeza profissional dos dentes que deve ser realizada de 6 em 6 meses.

As visitas regulares também permitem ao dentista avaliar os hábitos de higiene bucal do paciente e recomendar a melhora ou adoção de novos, caso veja necessidade.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário