Doenças

A cárie é um problema que afeta muitas pessoas, no entanto como são vários os tipos de cáries, é preciso saber identificar de que tipo se trata. No caso da cárie radicular pode ser um pouco mais difícil de se identificar.  

Saiba neste texto tudo sobre a cárie radicular para que possa se livrar de vez desta doença.

cárie na raiz do dente

O que é a cárie radicular?

A cárie nada mais é do que o comprometimento de nossa estrutura dentária causado por uma infecção bacteriana. Essa infecção destrói os tecidos duros que compõem nossos dentes, ela é uma doença que depende de vários fatores para progredir.

Quando ingerimos muito carboidrato é comum que restos de alimentos fiquem na boca, e são esses restos que alimentam bactérias como as cariogênicas. Elas é que são as responsáveis por causar a lesão da cárie.

E no caso da cárie radicular essa lesão acontece na raiz do dente, o que a torna mais difícil de ser identificada. Esse tipo geralmente acomete pessoas adultas e idosas, devido a retração da gengiva, que deixa a parte radicular do dente mais exposta.

Este tipo de cárie pode levar a deterioração do tecido do dente mais rápido, pois a raiz de nosso dente, que é a parte afetada pela cárie radicular, não é protegida pelo esmalte. Além disso, este tipo de cárie pode provocar sintomas mais intensos.

Mas além da cárie radicular existem outros três tipos de cáries diferentes, cada uma com uma característica de lesão diferente. Separamos aqui as diferenças entre os demais tipos de cárie.

Cárie coronária

O tipo de cárie mais comum que existe, ela ataca a região da coroa do dente, onde existe o contato com os alimentos. Ela é um tipo de cárie superficial, o que permite que seja identificada mais facilmente e o tratamento seja mais fácil.

Cárie profunda

Aqui a cárie atinge a polpa dentária, geralmente ela se inicia por uma lesão coronária que avança para os tecidos mais internos do dente.

Ela também pode se desenvolver a partir de uma trinca ou um ponto minúsculo no dente que favorece a entrada das bactérias da cárie.

Este tipo de cárie pode levar ao desenvolvimento da pulpite, uma inflamação da polpa do dente. Ela ainda pode levar a necrose dos tecidos, o que pode ocasionar a perda do dente se não for tratada devidamente.

Cárie recorrente

Nestes casos é quando a cárie curiosamente aparece sempre no mesmo lugar, mesmo depois de eliminada. Geralmente acomete os lugares propensos ao acúmulo de bactérias, como áreas restauradas ou que possuem as instalações de prótese fixa.

Tratamento da cárie radicular

O tratamento deste tipo de cárie vai depender da localização da cárie e de sua extensão, além de levar em questão se o dente possui ou não canal. Mas geralmente o tratamento se dá por uma combinação de procedimentos odontológicos.

Esses procedimentos são feitos para recuperar a raiz do dente afetado. Separamos alguns dos procedimentos que são indicados na terapia deste tipo de problema.

como tratar cárie radicular

Restauração dental em resina

Indicada quando a remoção da cárie ocorre de forma livre sem o contato direto com gengivas ou coroas dentárias e pônticos. Esse é um tratamento rápido, que necessita de apenas uma única consulta para ser feito.

Seus resultados estéticos são ótimos e devolvem a harmonia do sorriso.

Restauração dental em resina + cirurgia gengival

Nos casos em que a cavidade formada pela cárie se encontra abaixo das gengivas, pode ser difícil para o dentista realizar a adaptação entre a resina e a superfície radicular. E aqui a restauração do dente é feita junto a cirurgia gengival.

Esse procedimento permite que o dentista tenha acesso livre à raiz do dente. E por se tratar de um procedimento cirúrgico pode exigir a necessidade de três dias de repouso, dependendo de onde for feito.

Pino protético

Nos casos em que a destruição por cárie nas raízes dos dentes com os canais ocorre frequentemente, pode haver a necessidade de se instalar um pino protético para que haja a recuperação de sua estrutura.

Este procedimento pode prevenir fraturas das raízes durante a mastigação de alimentos mais duros.

Prótese dentária (coroa em porcelana)

Nesta técnica é usada a coroa em porcelana, para realizar a recuperação da estrutura perdida. Ele pode ser combinado com o tratamento de canal e instalação de pino protético, e pode exigir até seis consultas odontológicas para que seja feito.

Cirurgia plástica gengival

No caso da cirurgia plástica para correção de raiz do dente é preciso haver uma recuperação da estética do sorriso, e que haja a proteção das superfícies radiculares.

Dependendo do lugar em que há a extensão da recessão, enxertos gengivais podem ser necessários à terapia cirúrgica para recobrimento da gengiva.

Outro procedimento indicado para o tratamento de cáries é a obturação, consulte seu dentista e saiba qual é o melhor tratamento para tratar seu caso em específico.

Qual a causa da cárie radicular?

Este tipo de cárie geralmente acontece em pessoas mais velhas, isso porque ela se desenvolve em pessoas que possuem as gengivas retraídas, deixando as raízes dos dentes expostas e vulneráveis.

E como as raízes não são cobertas pelo esmalte dos dentes elas ficam mais propensas a ação de bactérias.

E se não houver o acompanhamento do dentista e uma boa higienização da boca, as cáries podem acabar se instalando na raiz dos dentes. Ela é uma das principais causas da perda dentária em idosos.

E a melhor forma de evitar a cárie radicular é se prevenindo e quanto antes essa prevenção começar, menores são as chances de desenvolver a cárie radicular, principalmente se você tem mais de 50 anos.

Pois conforme o tempo vai passando ficamos cada vez mais expostos ao ataque de doenças, e isso inclui a saúde bucal. Por isso, é preciso dar atenção ao surgimento de problemas dentários.

E o principal é a cárie radicular, que acomete a raiz dos dentes. Mas graças aos avanços da odontologia é possível envelhecer com mais saúde e uma maior qualidade de vida.

A diminuição das habilidades físicas, o hábito de fumar e determinados tratamentos médicos podem contribuir para o aparecimento desse tipo de cárie, veja alguns exemplos de causas da cárie radicular.

Diminuição da formação de saliva

A saliva ajuda a lubrificar a boca, ela também é fundamental para a manutenção da saúde bucal. E com o passar do tempo, nosso organismo diminui o fluxo de saliva, conhecido como a  hipossalivação.

Isso pode ser causado por doenças como a diabetes, ou algum efeito colateral de medicamentos. Os minerais ácidos presentes na saliva ajudam a proteger as raízes do dente, por isso quando existe sua falta elas podem ficar vulneráveis às bactérias.

Dieta

Uma má alimentação pode levar ao surgimento de cáries, e assim também é com a cárie radicular que pode ser causada por alimentos muito doces e ácidos.

Próteses dentárias

As próteses mal planejadas ou confeccionadas incorretamente podem dificultar a higiene bucal. E essa é uma das grandes causas da cárie radicular, principalmente em idosos.

Perda da cognição

E de acordo com o passar da idade ou até por causa de alguma enfermidade, pessoas idosas tendem a alterar seu comportamento de higiene. 

Muitas vezes não é nem por descuido, mas porque perdem um pouco da coordenação motora. E a falta de higiene pode favorecer o desenvolvimento da cárie.

Além de manter esses cuidados é importante que realize o acompanhamento com o dentista e tome atitudes preventivas para evitar a o surgimento de qualquer tipo de cárie. 

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário