Clareamento dental

Muito se pergunta em “clareamento dental preço”, pois todo mundo sonha em ter o sorriso dos sonhos, com o branco perfeito e livre de problemas bucais. Para isso, vários procedimentos odontológicos visam um melhor impacto estético do sorriso e uma melhor saúde bucal.

Saiba aqui como funciona o clareamento dental, quais são os seus tipos, benefícios e preço:

O que é clareamento dental?

O clareamento dental é o tratamento ideal para quem almeja um sorriso livre de manchas e com um aspecto mais natural e saudável.

Como o próprio nome indica, o clareamento busca devolver uma melhor aparência ao sorriso pela correção das alterações de cores e sendo a melhor solução para dentes que se amarelaram com o tempo, graças a alimentos muito pigmentados e resultante do envelhecimento.

O clareamento dental pode ser feito de diferentes formas, podendo ser feito totalmente em consultório ou em casa, ou ainda de forma mista.

Vale ressaltar que antes do paciente se submeter ao procedimento, o dentista irá analisar as condições de sua saúde bucal para ver se é necessário realizar algum tratamento prévio, como a profilaxia (limpeza profissional). 

É também posteriormente a sessão que o dentista faz o alinhamento de expectativa com o paciente, para que sejam tomadas decisões em consenso, quanto à abordagem e a tonalidade almejada, para que tudo ocorra de forma tranquila.

Qual o preço do clareamento dental?

O preço do clareamento dental é bastante variável, alternando quanto ao seu tipo e clínica odontológica escolhida.

O preço médio da sessão do clareamento dental à laser tende a ir de R$ 500 (quinhentos reais) a R$ 2.800 (dois mil e oitocentos reais) e o clareamento caseiro de R$ 400 (quatrocentos reais) a R$ 1.000 (mil reais). O procedimento de clareamento interno, por se tratar de uma técnica mais complexa, pode custar de R$ 400 (quatrocentos reais) a R$ 1.500 (mil e quinhentos reais) por dente, dependendo do grau e posição do elemento.

Quanto à abordagem mista, cabe ao dentista montar a estratégia e delimitar o seu valor durante o planejamento do tratamento.

Quais são os tipos de clareamento dental?

Uma vez que o clareamento dental pode ser feito de diferentes abordagens, seus benefícios podem ser alcançados de diferentes formas. 

Conheça quais são os tipos de clareamento dental:

  • Clareamento dental a laser
  • Clareamento caseiro
  • Clareamento dental misto
  • Clareamento dental interno

1. Clareamento dental a laser

O clareamento dental a laser é a abordagem feita em consultório odontológico. Nesse caso, o dentista realiza a aplicação de um agente químico nos dentes do paciente, que é ativado pelo laser (fonte de luz). 

O odontologista também pode optar por utilizar LEDs, que é uma luz azul utilizada nos consultórios odontológicos, contudo, estudos têm colocado à prova os seus resultados, fazendo com que não seja tão utilizado. 

Normalmente o agente químico é um gel clareador à base de peróxido de hidrogênio que irá atuar quebrando os pigmentos do dente e fazendo com que eles fiquem mais claros. 

Aqui os resultados são imediatos, sendo possível obter resultado na primeira sessão, dependendo do caso.

Homem preparando moldeira de silicone para clareamento de dentes caseiro

Banner "conheça os planos dentalvidas"

2. Clareamento caseiro

O clareamento caseiro, por sua vez, se trata da abordagem feita em casa. Nesse caso, o clareamento é possível graças a um kit de moldeiras oferecido pelo dentista em que se é aplicado o gel clareador. Dessa forma, a aplicação de cada moldeira e a quantidade do produto deverão seguir as orientações do dentista.

A atuação do agente químico nos dentes ocorre da mesma forma que no procedimento de clareamento dental. As moldeiras são feitas sob medida na arcada dentária, o que permite uma melhor fixação durante o tempo determinado.

Vale ressaltar que mesmo que o tratamento seja feito de casa, o acompanhamento profissional ainda deve acontecer para que o odontologista consiga averiguar o avanço do procedimento e se será necessário realizar alguma intervenção.

3. Clareamento dental misto

O clareamento dental misto é o tipo de abordagem em que se combina o procedimento feito em consultório com o que é feito em casa.

Nesse caso, primeiramente é feito um clareamento caseiro e as sessões feitas em consultório odontológico, com ou sem o uso de laser ou LED, são feitas para complementar o resultado. Dessa forma, o efeito final conseguido pelo clareamento tende a ser bem satisfatório.

O procedimento funciona com a aplicação do gel clareador em casa. O clareamento misto tem sido bastante utilizado, já que propõe um resultado mais rápido do que os tradicionais. 

4. Clareamento dental interno

O clareamento interno é realizado para clarear dentes que escureceram internamente, frequentemente devido a trauma, procedimentos anteriores, medicação ou envelhecimento. O procedimento envolve a aplicação de um agente clareador como peróxido de hidrogênio dentro da câmara pulpar, após remoção parcial ou total da polpa.

É indicado quando o dente não responde bem ao clareamento externo ou o escurecimento está localizado internamente na estrutura do dente. Produz resultados satisfatórios, com dentes ficando significativamente mais claros. Porém, requer mais sessões, sendo mais invasivo e demorado que o clareamento externo.

Após o procedimento, o dente precisa ser selado com uma restauração adesiva. Pode necessitar retoques periódicos, à medida que volta a escurecer ao longo dos anos.

Quais são os benefícios do clareamento dental?

O clareamento dental, por estar relacionado diretamente a estética do sorriso, é capaz de trazer uma série de benefícios quanto a autoestima e também a qualidade de vida do paciente.

Após a sua realização o paciente é beneficiado com a autoconfiança na hora de sorrir, e a melhora das relações interpessoais.

Contudo, deve-se ter noção de que o resultado do clareamento dental é bastante variável, já que o branqueamento só será possível se a cor natural do dente for branco. Dentes que naturalmente são amarelados ou de coloração acinzentada tendem a clarear para sua tonalidade de origem. 

Nesses casos, a melhor solução pode ser optar pela colocação de lentes de contato dental ou de facetas dentárias, dependendo da observação feita pelo dentista.

Contudo, é indiscutível a melhora que o clareamento dental é capaz de trazer a dentição, sendo capaz de clarear os dentes de 2 a 3 tons.

LEIA TAMBÉM: Clareamento dental antes e depois: veja aqui a transformação!

Quais são as contraindicações?

Antes de se submeter ao clareamento dos dentes deve-se atentar também quanto às suas contraindicações, entre elas:

  • Crianças (menores do que 13 anos) – já que possuem dentes mais sensíveis;
  • Pessoas com doenças na gengiva;
  • Pessoas com sensibilidade nos dentes;
  • Pessoas com lesões dentárias;
  • Pacientes sensíveis aos produtos usados no procedimento;
  • Casos de tártaro e cáries;
  • Gestantes e lactantes;
  • Pacientes com doenças graves e com a saúde debilitada – somente sendo possível a sua realização com a liberação médica.

Para a realização do clareamento dental também é importante considerar a capacitação do profissional, já que a realização errônea do procedimento pode trazer complicações como o aumento da sensibilidade dos dentes, inflamação do tecido gengival, degradação das restaurações dentárias, amolecimento dos dentes e a perda de minerais.

Mulher sorrindo para dentista após clareamento dental

Como manter os resultados do clareamento dental?

Para manter os resultados do clareamento dental é importante considerar alguns cuidados que deverão ser tomados no cotidiano. 

É importante que a higiene bucal esteja sempre em dia. A escovação deve ser feita de forma regular (de 2 a 3 vezes ao dia) através de movimentos suaves, acompanhada da passagem do fio dental e do bochecho com enxaguante bucal sem álcool (quando indicado), que também devem ser práticas diárias.

Além disso, para manter os benefícios do clareamento por ainda mais tempo, o ideal é tomar algumas restrições. Evitar alimentos e bebidas muito pigmentadas, tal como  café e chocolate, podem prevenir alterações de cores. Evitar fumar também é capaz de prevenir o escurecimento gradual do sorriso.

Para evitar desconforto, não ingerir frutas cítricas nos primeiros momentos após o tratamento pode ajudar a controlar a sensibilidade dos dentes.

Por fim, as visitas regulares ao dentista devem estar em dia, prevenindo o aparecimento de problemas bucais. 

Visitas regulares ao dentista

As visitas ao dentista devem ser regulares para que os cuidados com a saúde bucal e a manutenção do clareamento dental sejam mantidos.

O ideal é que as visitas sejam feitas ao menos 2 vezes ao ano (de 6 em 6 meses) para que o odontologista consiga avaliar as condições da arcada dentária e encaminhar o paciente para os tratamentos mais indicados, orientando quanto aos bons hábitos.

Além disso, é pelas visitas periódicas ao dentista que é possível prevenir doenças bucais e diagnosticá-las em sua fase inicial, facilitando o tratamento.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

Banner "conheça os planos dentalvidas"

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário

Qual o melhor remédio para dor de dente? SAIBA AQUI Quais são os tipos de lesão bucal? DESCUBRA AQUI Cores de aparelho que não desbota? Veja aqui quais são! Qual o melhor remédio para mau hálito? Confira a lista Invisalign: descubra quais são as vantagens do aparelho Como ter os dentes perfeitos dos sonhos? CONFIRA Descubra os tipos de piercing na boca e como cuidar Conheça as causas por trás do DENTE TORTO
Qual o melhor remédio para dor de dente? SAIBA AQUI Quais são os tipos de lesão bucal? DESCUBRA AQUI Cores de aparelho que não desbota? Veja aqui quais são! Qual o melhor remédio para mau hálito? Confira a lista Invisalign: descubra quais são as vantagens do aparelho Como ter os dentes perfeitos dos sonhos? CONFIRA Descubra os tipos de piercing na boca e como cuidar Conheça as causas por trás do DENTE TORTO