Clareamento dental

Um sorriso mais branco e saudável estão entre os principais desejos dos pacientes nas clínicas odontológicas. Buscando solucionar esse pedido tão frequente, vários procedimentos estéticos surgiram, entre eles o clareamento dental e seus tipos.

Por conseguinte, surgiram várias receitas caseiras divulgadas na internet que podem danificar os dentes e trazer complicações ao sorriso.

Conheça aqui quais são as melhores técnicas para clarear os dentes, seus cuidados, preço e detalhes de tratamento:

Afinal, como clarear os dentes?

São várias as opções de tratamentos odontológicos que são capazes de clarear a dentição e devolver um aspecto estético e mais saudável ao sorriso. São esses procedimentos realizados em consultório odontológico que são capazes de proporcionar um sorriso mais branco sem trazer riscos à saúde bucal e à qualidade de vida.

É somente por um acompanhamento odontológico e pela avaliação e orientação do dentista que se mantém o bom estado da zona bucal por meio de boas práticas. Também é por essa percepção que é avaliado se a dentição pode receber esse tipo de tratamento, já que problemas bucais como a presença de cáries e doenças gengivais inviabilizam o processo.

Conheça os principais tratamentos utilizados para clarear o dente:

clareamento dental

Clareamento dental

O clareamento dental é o tratamento específico para esse tipo de resultado. Normalmente é a primeira indicação feita pelo dentista ao paciente quando há a necessidade ou o desejo de clarear os dentes.

No entanto, o clareamento pode ser feito de diferentes formas e utilizando diferentes metodologias. Dessa forma, o procedimento pode ser feito em consultório, pela abordagem do dentista ou em casa por suas orientações.

O paciente também é capaz de agrupar as duas técnicas, tendo um tratamento dual. Todas os tipos de tratamento são eficientes e a escolha vai depender da avaliação do dentista e da disponibilidade do paciente.

Clareamento a laser

É o mais comum tipo de clareamento dental, sendo também o mais indicado. É feito por laser e gel clareador, sendo recomendado em casos em que haja a necessidade de garantir resultados rápidos.

O gel utilizado pode ser a base de peróxido de hidrogênio ou peróxido de carbamida, sendo capaz de realizar a oxidação dos pigmentos. Assim como demais tratamentos, apesar de ser muito utilizado o clareamento a laser possui suas contraindicações que envolvem casos de sensibilidade, alergia e de pacientes menores de 13 anos, gestantes, lactantes e em tratamento de doenças graves.

O clareamento a laser é uma forma eficiente de remover as manchas e o amarelado do dente, no entanto não é indicado em casos de manchas de tetraciclina. O laser, além de ser um potencializador, também é capaz de reduzir a sensibilidade após o tratamento.

Por fim, para obter um resultado satisfatório é necessário que haja a realização de até 4 sessões com duração por volta de 1h 30min. As sessões devem ser feitas por intervalos de 48 horas buscando atingir a expectativa do paciente.

Preço: Varia de R$ 800 (oitocentos reais) a R$ 2.500 (dois mil e quinhentos reais) por sessão.

Clareamento com luz LED

Essa técnica de “whitening”, por sua vez, utiliza uma moldeira clareadora elétrica com luz led, que assim como a laser tradicional potencializa a ação do gel clareador e atua clareando os dentes.

Durante as suas sessões o gel clareador é usado em maior quantidade, necessitando de muito cuidado do profissional para que não ocorram queimaduras nas mucosas. Dessa forma, é necessário que o paciente utilize uma proteção na boca, para que assim o dentista realize uma aplicação com cuidado.

Preço: De R$ 500 (quinhentos reais) a R$ 1.000 (mil reais).

Clareamento com luz ultravioleta

O clareamento por luz ultravioleta mantém a eficiência das demais abordagens, tendo uma atuação semelhante à atuação com laser ou luz led, e agindo sobre o gel. A luz ultravioleta também é capaz de evitar a sensibilidade dentária.

Os efeitos da realização do procedimento irão variar de paciente a paciente, e os resultados podem ser percebidos melhor após a segunda ou terceira sessão, que podem durar por volta de 20 minutos.

A variação de preço acompanha a realização com luz led.

Clareamento caseiro

A abordagem caseira do clareamento é feita pela utilização de moldeiras de silicone juntamente a um gel clareador de concentração mais baixa, que pode ser a base de peróxido de carbamida ou peróxido de hidrogênio.

O clareamento com moldeira, em comparação aos demais tipos, pode ter resultados mais lentos, o que não interfere em sua eficiência. O uso da moldeira deve ser feito algumas horas do dia ou à noite, perdurando por 2 semanas.

Ambos, a placa e o gel clareador, são preparados pelo odontologista para a boa adoção, segurança e para um bom resultado. O paciente recebe o kit juntamente com as orientações de tempo de uso.

Preço: Pode variar de R$ 400 (quatrocentos reais) a R$ 700 (setecentos reais).

Clareamento dual

O clareamento caseiro pode ser feito de forma isolada ou como complemento ao a laser, o que permite que o paciente faça um clareamento dual, revezando as visitas periódicas ao consultório com o uso das moldeiras em casa.

Esse tipo de clareamento geralmente é recomendado para pessoas que querem agilidade  e flexibilidade durante o tratamento, sendo uma opção também em casos em que o procedimento não está tendo um resultado tão bom quanto o planejado.

Esse tipo de tratamento também é capaz de prevenir complicações advindas da aplicação exagerada de produtos. Por fim, a técnica geralmente conta com o procedimento tradicional feito em consultório e o paciente leva para casa um kit de 2 seringas com placas de silicone. Sua duração pode ir de 35 a 40 dias.

O valor varia de acordo com como será realizado o revezamento.

Clareamento dental interno

O clareamento dental interno não é tão comum quanto os externos, e como o próprio nome indica busca clarear o dente atuando dentro da estrutura dentária.

As manchas nos dentes, ao contrário do que muitos imaginam, pode ter causa além da pigmentação por má alimentação ou maus hábitos de higiene bucal, sendo consequências de outros tratamentos odontológicos.

Logo, o clareamento dental interno é a solução de quem quer renovar o aspecto escurecido dos dentes permanentes, que geralmente é adquirido por um trauma, tratamento endodôntico ou tratamento de canal.

Durante o clareamento interno a parte interna da coroa dentária passa por uma limpeza que prepara a dentição para aplicação do agente clareador, que por sua vez irá agir no interior do dente. Normalmente o escurecimento interno é identificado em um ou pouco mais dentes, assim o clareamento interno atua devolvendo harmonia ao sorriso.

Por fim, assim como o caseiro, o clareamento dental interno pode ser feito em complemento ao clareamento de consultório.

Todas as técnicas de clareamento necessitam de uma avaliação prévia do dentista para averiguar se há ou não a presença de algum problema bucal que inviabilize o processo. Caso seja feito mesmo diante alguma complicação na saúde bucal, o paciente se submete ao risco de prejuízos ou perda das estruturas dos dentes, queimaduras, necrose pulpar, sensibilidade e a manchas irreversíveis.

O preço vai variar de acordo com a quantidade de dentes envolvida e gravidade da situação.

Clareamento com fitas clareadoras

A nova opção de clareamento são as fitas clareadoras que podem ter um efeito tão satisfatório quanto os métodos convencionais. Assim, como o uso das moldeiras, a utilização dessas fitas deve contar com a supervisão do dentista e é indicada em casos de urgência.

Assim como os géis clareadores, o produto pode ser encontrado em farmácias e possuem uma aplicação prática. O produto, que contém peróxido de hidrogênio em menor dosagem, deve ser deixado agir por volta de 30 segundos, ou pelo tempo determinado pelo dentista.

O cuidado também deve ser mantido aqui, sob risco de queimaduras se as fitas não forem bem aplicadas. Além disso, mesmo sendo uma abordagem menos invasiva, também é capaz de causar sensibilidade e até mesmo ao desgaste do esmalte dentário se usadas frequentemente.

Esse tipo de procedimento somente alcança os dentes frontais, sendo o clareamento total da arcada por conta das outras técnicas. Logo, para um resultado mais homogêneo e duradouro procure seu dentista.

Preço: Em média a fita custa de R$30 (trinta reais) a R$500 (quinhentos reais).

Facetas de porcelana ou facetas de resina

As facetas de resina ou de porcelana também são alternativas para um sorriso mais bonito e de aparência saudável. Além de devolverem um aspecto mais branco e estético a dentição, as facetas também são capazes de devolver harmonia por meio de dentes mais alinhados, consertando além da cor, seus formatos.

Geralmente essas películas esbranquiçadas são aplicadas sobre os dentes, requerendo um certo desgaste, e podem durar de 10 a 15 anos. Costumam ter a espessura de 7 mm, sendo cimentadas sobre o esmalte dentário.

Além da estética, a colocação das facetas de porcelana promove mais saúde à boca, reduzindo o acúmulo de placa bacteriana pelos bons hábitos de higienização aderidos pelo paciente.

As facetas só podem ser colocadas por um dentista especialista. Vale ressaltar que diante de algum dano, elas não podem ser reparadas, sendo necessário a volta ao consultório para a sua substituição.

Preço: Pode ir de R$ 200 (duzentos reais) a R$ 700 (setecentos reais) para as de resina ou cerca de R$ 2.000 (dois mil reais) para as de porcelana.

Lente de contato dental

A aplicação da lente de contato dental se assemelha muito com a de facetas dentárias. São peças de porcelana utilizadas para corrigir imperfeições dos dentes, no entanto são mais finas, tendo uma espessura de 2 mm. Desse modo, são mais finas do que as facetas, requerendo um menor desgaste e possuindo característica transparente.

A escolha do procedimento ideal deve ser feita pelo dentista, levando em conta as particularidades e necessidades de cada caso. No entanto, as facetas costumam ser indicadas em casos em que a cobertura necessita ser mais densa para cobrir as imperfeições.

Assim como as facetas, os benefícios podem ser adquiridos após 2 a 3 consultas. Se submeter a um dos dois tipos de procedimento não impede que haja a formação de cáries ou o desenvolvimento de doenças gengivais, devendo ser mantido os bons hábitos de higienização e alimentação, evitando alimentos muito pigmentados, duros e crocantes.

Preço: O preço vai, em média, de R$ 1.600 (mil e seiscentos reais) a R$ 3.500 (três mil e quinhentos reais).

higiene bucal adequada

Higiene bucal adequada

Uma higiene bucal adequada é essencial para manter e fazer os dentes ficarem mais brancos. É por meio de uma boa higienização, feita de forma correta e completa, que consegue-se prevenir a formação de manchas e conter a placa bacteriana.

Por sua vez, a higiene bucal deve compreender uma escovação precisa entre refeições, feita com uma escova de dente de cerdas macias e com um creme dental com flúor. Deve ser feita ao menos 2 vezes ao dia para que haja o controle de bactéria e de pigmentos. Também devendo ser feitos diariamente, a passagem do fio dental e o bochecho de enxaguante são essenciais na rotina.

O uso de um creme dental com propriedades de clareamento podem ser indicados pelo dentista, no entanto, não devem ser usados em exagero e com frequência, já que podem degradar o esmalte dentário.

Visitas regulares ao dentista

As visitas periódicas ao dentista são essenciais para quem almeja um sorriso mais branco, ajudando a manter os resultados obtidos com os tratamentos e prevenindo o aparecimento de problemas bucais e complicações.

Uma vez feita regularmente, essas visitas fazem com que os cuidados com o sorriso estejam em dia. É também no consultório odontológico que o odontologista é capaz de lhe dar orientações para que os cuidados sejam tomados também em casa.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários

Deixe seu comentário