Aparelho Ortodôntico

Veja como escovar os dentes com aparelho. Para quem está passando por um tratamento ortodôntico, a escovação pode ser uma das principais dificuldades.

Saiba aqui tudo o que você precisa saber para ter uma escovação mais eficiente e manter sua saúde bucal em dia usando o aparelho:

Mas afinal, como escovar os dentes com aparelho?

Que o uso do aparelho ortodôntico é um sacrifício necessário todo mundo sabe. A principal causa das queixas durante o tratamento normalmente fica por conta da dificuldade em realizar a higiene bucal, que por muita das vezes pode deixar a desejar.

No entanto, a má higienização em meio ao tratamento ortodôntico pode favorecer uma série de problemas bucais, como a formação de placas bacterianas, tártaro, cáries e doenças periodontais.

Considerando esses prejuízos, algumas técnicas, medidas e cuidados devem ser tomados na rotina para a melhor higienização dos dentes, das borrachinhas, fios e barquetes.

Escolhendo a escova ideal

Escolhendo a escova ideal

Antes de tudo, é importante que seja feita a escolha da escova ideal. Tendo em vista a dificuldade de contato com o dente, algumas características quanto a esse objeto podem ser consideradas para uma escovação de melhor resultado.

Escova ortodôntica

Uma das escovas especiais que podem simplificar a limpeza dos dentes e do aparelho fixo é a escova ortodôntica. São caracterizadas por cerdas de corte interno em formato “V”, que permitem uma limpeza eficiente na parte de cima e de baixo do aparelho ortodôntico. 

Esse seu diferencial permite que a escova seja posicionada de forma correta em meio a estrutura do aparelho.

Esse melhor ajustamento é definitivo para uma escovação bem feita, conseguindo remover toda a placa bacteriana da superfície dos dentes, além de restos de alimentos grudados entre as estruturas metálicas.

Escova implant ortho

Outro modelo próprio para pessoas em tratamentos ortodônticos é a escova implant ortho. Uma das novidades do mercado, ela apresenta cerdas extra macias divididas em duas fileiras e cabo flexibilizado (que amolece em contato com água quente).

Essas características permitem que ela atinja todos os cantos da boca, isso de maneira mais prática e confortável, possibilitando um resultado final mais satisfatório do que as convencionais.

Escova interdental

As escovas interdentais são complementares ao o uso de outra escova especial ou tradicional. Como o próprio nome indica, essa ferramenta é usada para realizar a limpeza entre os dentes, conseguindo alcançar espaços pequenos que demais modelos não conseguem.

A escova interdental pode ser encontrada em diferentes tamanhos, seja 0,05 mm, 0,06 mm ou 0,07 mm. A estrutura da escova é fina, a assemelhando a um fio dental. É um instrumento de higienização simples e eficiente para a remoção de restos de alimentos presos entre os dentes e as estruturas do aparelho.

Escova Intertufo Cilíndrica

A escova intertufo cilíndrica também é o novo modelo que veio para facilitar a vida das pessoas que estão passando por um tratamento com o aparelho fixo tradicional. Também vem para completar a escovação da escova convencional, tendo como principal objetivo a ação preventiva.

A escova cilíndrica possui duas cabeças diferentes para uma higiene bucal ainda mais eficiente e profunda. Dessa forma, enquanto um dos tufos realiza a limpeza dente a dente para a remoção da placa bacteriana, o outro atua como uma espécie de escova interdental, removendo os resíduos por entre os dentes.

técnicas de escovação

Antes de saber como escovar os dentes com aparelho, aprenda boas técnicas de escovação

Após fazer a boa escolha da escova de dente, é importante que se faça o bom uso do objeto. Para que a escovação seja realmente eficiente, é necessário que sejam adotadas boas técnicas durante a escovação.

O ideal é que do lado de fora, na superfície de todos os dentes e no lado de dentro dos dentes de trás, a escova seja posicionada em um ângulo de 45° linha da gengiva, fazendo movimentos para cima e para baixo, sempre da gengiva para fora.

Diante dos fios metálicos ortodônticos, encaixe e realize movimentos entre os espaços do dente e o fio, isso mantendo as pontas viradas para baixo e logo após repetindo os movimentos com as pontas viradas para cima.

Realizando movimentos suaves de vai e vem, passe a escova na horizontal pela superfície de mastigação dos dentes. Por fim, escove a língua em varreduras que vá de trás para frente e a mucosa com movimentos circulares.

O importante é não esquecer de associar a escovação superficial dos dentes com a utilização do da escova interdental ou do passa fio com o fio dental, seja no inicio ou ao final da limpeza, sendo seguida do bochecho com o antisséptico. 

Se atente quanto a troca da escova. O indicado é que ela seja trocada de 3 em 3 meses para que se mantenha a eficiência dos movimentos. O tempo de uso da escova pode variar de acordo com as características anatômicas de cada pessoa, mas na percepção de perdas de cerdas e desgastes, o ideal é que se opte por uma nova.

Não realiza a escovação com pressa, já que isso comprometido o resultado final da higienização bucal. O ideal é que ela dure ao menos 2 minutos.

Escolha o melhor creme dental para você

Como a escova de dente não é capaz de fazer uma limpeza bem-feita sozinha, a escolha do creme dental faz parte dos cuidados a serem tomados. A função do creme dental na escovação é justamente desprender e facilitar a limpeza dos resíduos da zona bucal pela escova.

Além de fazer parte do tratamento, o creme dental faz parte da ação preventiva, mantendo a saúde bucal em dia, isso graças ao seus componentes químicos que controlam a formação de placas bacterianas, de manchas, cáries e doenças gengivais.

melhor creme dental para você

Além disso, possuem potencial para fazer o fortalecimento e o clareamento da arcada dentária, prevenindo ainda o aparecimento do mau hálito (halitose).

O ideal é que a pasta de dente possua entre 1000 ppm e 1500 ppm para que haja esses benefícios.

No entanto, assim como as escovas, os cremes dentais estão disponíveis em uma série de formatos pelo mercado, devendo a escolha considerar suas propriedades e as necessidades de nossa arcada dentária.

Entre os principais tipos de cremes dentais estão:

Para sensibilidade nos dentes: é a indicação para quem está passando por desconforto com dentes sensíveis, uma vez que possui fluoreto de estanho (SnF2), que bloqueia os canais conectados aos nervos do dente, além de prevenir a cárie.

Para doenças gengivais: recomendado para pacientes que possuem tendência a gengivite, realiza o controle das placas bacterianas na linha entre os dentes e a gengiva. Assim realiza a ação preventiva a inflamações do tecido gengival.

Com potencial clareador: é comum que com o uso do aparelho haja o amarelamento dos dentes. Para que haja esse controle, alguns cremes dentais possuem “ação whitening”, buscando a remoção das manchas características desse período. Também é eficaz quanto a formação de placas bacterianas e cáries.

No entanto, durante o tratamento ortodôntico é importante evitar essas propriedades clareadoras, uma vez que pode resultar no branqueamento significativo apenas da dentição exposta e em um resultado final desarmônico. Logo, para um resultado mais expressivo, o indicado é recorrer a um clareamento dental ao final do tratamento.

Com carvão ativado: são uma novidade no mercado e que assim como os de ação clareadora tem como objetivo um sorriso mais claro e de aparência mais saudável. O produto contém uma mistura de complexo mineral ativo com carvão natural, e que branqueiam os dentes de forma menos abrasiva. Não se esqueça de verificar se o produto é aprovado pela Anvisa e por especialistas.

Por fim vale ressaltar que todos os cremes dentais com essa certificação se comprometem, além de sua especialidade, com uma limpeza dental eficaz e com a manutenção da saúde bucal.

A aplicação da pasta de dente não deve ser feita em exagero, sendo semelhante a um grão de ervilha. Em caso de crianças, a proporção se assemelha a de um grão de arroz.

Não se esqueça do fio dental

A higienização só será boa se feita de forma completa, e ela só estará completa com a limpeza das frestas entre os dentes.

Logo, tendo em vista que a passagem de fio dental do jeito normal não é possível, algumas ferramentas disponíveis no mercado tem como principal objetivo possibilitar a limpeza desses espaços. 

A primeira opção é o fio dental com cera, que permite ainda a passagem manual de forma mais suave e confortável nesse período.

Além da escova interdental, o passa fio também é uma opção para que esse bom hábito seja mantido. O passa fio, por sua vez, se trata de uma espécie de agulha que envolve uma das partes do fio dental, tornando mais fácil a passagem entre as estruturas metálicas.

Com a manutenção da passagem do fio dental se evita formação de cáries por entre os dentes, e assim a evolução da gengivite.

A passagem do fio deve acontecer diariamente, tal como o bochecho com o enxaguante bucal, acompanhando ao menos uma das escovações.

Bochecho com enxaguante bucal

O enxaguante bucal é um dos bons hábitos que não devem faltar na higienização bucal. A escolha do enxaguante bucal também é decisiva, já que é a responsável por finalizar a eliminação das bactérias e dos resíduos na zona bucal.

Para que haja esse efeito positivo, o ideal é que o produto, assim como o creme dental, possua flúor, ajudando também a manter a frescor do hálito.

Há muitos modelos de antissépticos bucais que possuem álcool em sua substância, no entanto, o componente não é bom para a saúde bucal, já que compromete o esmalte dentário.

Pelo uso do enxaguante bucal, se consegue prevenir o amarelamento e o aparecimento de manchas nos dentes, proporcionando um sorriso mais bonito

Para esse efeito é importante que o bochecho dure mais do que 30 segundos.

Bochecho com enxaguante bucal

Visitas regulares ao dentista

Assim como os cuidados quanto a escovação correta e para com uma higiene bucal completa, são as visitas regulares ao dentista que mantém a saúde bucal em dia em meio ao tratamento ortodôntico.

É pelas visitas regulares ao consultório odontológico que o dentista avalia o estado do sorriso e dá orientações quanto aos bons hábitos durante o período, tal como evitar alimentos muito duros ou grudentos.

Além disso, é por essa frequência que tratamentos regulares podem ser feitos, tal como a profilaxia (limpeza profissional), mantendo os dentes ainda mais limpos e saudáveis.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário