Saúde Bucal

A cárie é um dos principais problemas que atingem a zona bucal. Devido a isso muitas pessoas se perguntam ou até mesmo pesquisam sobre: “como saber se estou com cárie”. Assim como demais complicações que atingem a saúde bucal pode ser identificada por alguns sinais.

Saiba aqui quais são os principais sinais da cárie dentária e como saber se você está ou não com o problema. Confira:

O que é cárie?

A cárie é conhecida como sendo um dos principais problemas que atingem a saúde bucal. Também chamada de dente podre, se trata de uma infecção nos dentes motivada por bactérias que estão presentes naturalmente na boca.

Por meio de uma alimentação desregrada, baseada em alimentos bem pigmentados, alimentos ricos em açúcar e alimentos muito grudentos, associada a uma má alimentação, a zona bucal se torna um ambiente específico para a proliferação de bactérias.

Por meio da proliferação das bactérias, há a formação do biofilme na dentição, em que há a formação de uma película protetora para essas comunidades microbianas adotadas no esmalte dentário.

Com o tempo, essas películas endurecem, fazendo com que não sejam possíveis de serem removidas em casa. Na falta de tratamento, as placas bacterianas vão perfurando o esmalte dentário aos poucos, o que leva a um desconforto característico.

como saber se estou com cárie

Afinal, como saber se estou com cárie?

A evolução da placa bacteriana para a cárie pode ser perceptível por causa de alguns sintomas perceptíveis. Entre eles estão:

  •         Acúmulo de placa bacteriana;
  •         Alimentos retidos na arcada dentária;
  •         Dor que ao ingerir ou beber algo muito açucarado, frio ou quente;
  •         Dor durante a mastigação;
  •         Presença de fendas em um ou mais dentes;
  •         Sensibilidade dentária;
  •         Aparecimento de manchas marrons ou brancas no esmalte dentário;
  •         Inchaço da gengiva e dor;
  •         Mau hálito (halitose).

No entanto, mesmo considerando esses sintomas, é importante levar em conta que a cárie também pode ser assintomática. Por isso, na percepção de qualquer sinal, é importante que o dentista seja consultado, se preocupando ainda quanto às visitas regulares ao consultório odontológico.

Vale ressaltar que a ausência de tratamento não é uma opção, já que a cárie dentária pode levar a infecções mais graves, como a periodontite e até mesmo a perda dentária.

Saiba mais sobre os sintomas mais comuns:

Aparecimento de manchas

O escurecimento dos dentes é característico da fase evolutiva da cárie, sendo o seu primeiro sinal perceptível.

Normalmente o aparecimento de manchas nos dentes, sejam elas esbranquiçadas ou amarronzadas, ocorre por causa da desmineralização do esmalte dentário, causada pela evolução das bactérias e a deterioração do tecido.

Contudo, é muito importante que haja a avaliação do dentista, já que a mancha pode não se tratar de uma cárie.

As manchas causadas pela cárie normalmente são opacas, já que o esmalte, camada superficial dos dentes, é caracterizada pelo seu brilho, e com a cárie, ele é desmineralizado, deixando o dente com um aspecto liso.

Inchaço

O inchaço do tecido gengival é um dos principais sinais da cárie em estado avançado, decorrente da inflamação da mucosa.

Dessa forma, é comum que sinalize o começo de outra complicação mais séria, como a gengivite e a periodontite.

Sensibilidade dentária

Tendo em vista a degradação do dente pela cárie, é normal que o dente reaja a estímulos. Dessa forma, as bactérias da cárie liberam ácidos que enfraquecem a proteção do dente, o deixando mais exposto a elementos externos.

Em casos em que a degradação é maior, a dor é ainda mais intensa.

A sensibilidade é sentida principalmente em meio a mastigação, durante o consumo de bebidas quentes e geladas, e em meio a ingestão de alimentos muito doces.

Aparecimento de cavidades

Ao longo do processo de desenvolvimento da cárie, o problema vai adquirindo profundidade e assim se dá início ao processo de cavitação do dente. Os buracos resultantes, normalmente podem ser identificados pelo aparecimento de pontinhos pretos nos dentes.

Com isso, há a percepção de dores mais agudas, desconforto e mal-estar.

Mau hálito

Com a cárie há o aumento da concentração de bactérias na boca, e esses microrganismos são responsáveis por liberarem enxofre a partir do aproveitamento de resíduos alimentares deixados pela má higiene bucal.

Logo, esteja atento quanto a evolução da placa bacteriana, é importante para evitar o desenvolvimento de cáries e também da halitose.

Como é feito o tratamento da cárie?

tratamento da cárie

Em meio a consulta, o dentista pode avaliar se há algum furo pequeno nos dentes, e, em sua percepção, será introduzido uma ferramenta de ponta fina nesse furo com a finalidade de analisar a profundidade da anomalia e se o paciente irá sentir algum desconforto.

Se o diagnóstico confirmar a presença da cárie, o paciente será encaminhado para um tratamento de canal. Com isso, há a remoção do tecido cariado e logo após o preenchimento do dente, seja por um material obturador, ou por um material restaurador.

Em situações em que a cárie esteja se desenvolvendo entre dois dentes, pode-se ser necessário realizar um raio-X antes de ser iniciado o tratamento.

Além disso, em casos em que a cárie seja profunda no dente e que o problema esteja atingindo a polpa dentária ou algum nervo, pode ser necessário a remoção da estrutura ou de parte dela por um procedimento de obturação.

Se grande parte do dente estiver comprometida pela cárie, o dentista pode recomendar que o dente seja extraído, fazendo com que o paciente seja submetido a um procedimento de implantodontia e prótese dentária.  

Visitas regulares ao dentista

Já que melhor do que o tratamento é a prevenção, manter as visitas ao dentista regulares é uma forma de evitar momentos desagradáveis com o aparecimento da cárie.

É pelas visitas periódicas ao consultório odontológico que o dentista é capaz de avaliar as condições da saúde bucal do paciente, dando a ele orientações e indicações para uma higiene bucal de melhor qualidade.

Além disso, é pela manutenção dessa periodicidade que é possível serem feitos procedimentos como a profilaxia (limpeza profissional), prevenindo que haja a evolução da placa bacteriana e assim a formação do tecido cariado.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário