Prótese dentária

A dentadura fixa é uma das alternativas a perda dentária. Com o mesmo objetivo da móvel, o modelo fixo se destaca levando em conta algumas vantagens.

Você sabe o que é dentadura fixa? Sabe como funciona o seu tratamento e quais são as suas vantagens quanto ao modelo móvel? Saiba aqui:

O que é dentadura fixa?

Dentadura fixa, prótese fixa sobre implantes ou prótese tipo protocolo, é uma das principais indicações do dentista para a reabilitação do sorriso em que houve ou está prestes a acontecer a perda de todos os dentes.

A perda dentária, por sua vez, é uma das principais motivações das idas ao dentista, e podem ocorrer por conta da evolução de cáries, por conta de acidentes (choques ou quedas), enfraquecimento das estruturas de sustentação pela doença periodontal e anodontia (falta congênita dos dentes).

Buscando o preenchimento do espaço deixado pelos dentes perdidos, a restauração estética do sorriso, tal como das funções vitais dos dentes, o dentista analisa a melhor alternativa de tratamento.

A dentadura fixa em relação aos demais tipos de tratamento pode ser indicada na maioria dos casos de perda total, isso por conta de seus mais variados benefícios, como maior segurança, melhor promoção de conforto e melhora da autoestima. 

Além disso, por sua fixação, o paciente possui um tratamento mais tranquilo, livre das aftas resultantes de mau ajustamento. Com a melhora da autoestima devido a seu bom visual estético e a estabilização durante a fala e mastigação, há também a melhora perceptível da qualidade de vida do paciente.

Como funciona o tratamento com a dentadura fixa

Como funciona o tratamento com a dentadura fixa?

A dentadura fixa é um tipo de prótese fixa colocada sobre 6 a 8 implantes, seja sobre a maxila ou sobre a mandíbula. É necessário que antes da colocação da dentadura, o paciente passe por uma cirurgia para serem colocados os implantes dentários, que irão ser a base de apoio da prótese protocolo.

Assim que os implantes (pinos de titânio) são colocados, o paciente precisa esperar 4 meses para que ocorra o processo de osseointegração, o qual a peça de titânio demora para está emendada ao osso. Terminado o período, o paciente está liberado da prótese removível e passa pela colocação da prótese fixa, que pode passar por alguns ajustes de tamanho, formato e altura.

Por fim, mesmo sob o nome de dentadura, a dentadura fixa mais se assemelha aos modelos de prótese fixa. Sua confecção é feita em laboratórios de prótese, em que os dentes artificiais são preparados, visando uma semelhança quase exata aos dentes naturais. 

Assim que finalizada a confecção, a peça é retornada ao consultório odontológico, onde são parafusadas aos implantes. 

No entanto, vale ressaltar que a prótese sobre implante também pode ser removível, isso em casos em que a fixação aos implantes é feita com um grampo, “clips” ou molas de encaixe, que fazem o firmamento da prótese, em que não a prendem totalmente.

Vale ressaltar que a dentadura fixa só será indicada após a uma série de exames clínicos e de imagem indicados pelo dentista, como a tomografia computadorizada e o hemograma completo. É através desses procedimentos que o dentista é capaz de saber se a estrutura óssea e a saúde geral estão em condições de aceitar o tratamento.

Quais os materiais a dentadura fixa pode ser feita?

A dentadura fixa pode ser feita por uma série de materiais. Conheça quais são os mais comuns:

Porcelana sobre metal

A dentadura fixa em porcelana sobre metal é o modelo mais indicado, isso graças ao melhor potencial estético, de maior fidelidade aos dentes naturais. Sua ampla indicação também é graças a sua boa resistência, boa durabilidade e de sua fina espessura, que causa um maior conforto ao longo do tratamento.

Resina sobre metal

Se tratando do modelo mais comum, a resina sobre metal possui destaque. Nesse modelo, os dentes e tecido gengival são confeccionados em resina acrílica, que internamente possui uma subestrutura metálica para a sua colocação sobre nos implantes dentários.

A popularidade desse modelo geralmente é graças a seu valor mais acessível. Contudo, ao optar por esse tratamento, o paciente deve considerar a baixa durabilidade e a baixa resistência dos dentes artificiais a manchas e ao desgaste. 

Porcelana sobre zircônia

A variação da dentadura fixa de porcelana sobre zircônia se trata de um modelo mais recente, que ao contrário do de resina sobre metal, não possui metal em sua subestrutura.

Com um potencial estético ainda mais elevado, essa alternativa proporciona um efeito muito perto do tratamento por lentes de contato dental ou facetas laminadas. 

Esse tipo de prótese possui característica translúcida e é bastante similar aos dentes naturais. No entanto, mesmo que o tratamento com porcelana pura possua um destaque estético, a resistência não apresenta o mesmo ressalto, necessitando de cuidados quanto a alimentação e higiene bucal. 

Em relação as manchas, a porcelana pura é bem vantajosa, não sofrendo alterações de cor com o passar do tempo. 

Quais são os tipos de dentadura fixa?

Quais são os tipos de dentadura fixa

Além das variações quanto seus materiais, a dentadura fixa pode variar enquanto a seus tipos de abordagens: 

Dentadura fixa superior

É indicada para pacientes que já fazem o uso da prótese móvel, mas que no entanto se sentem prejudicados no palato pela cobertura do céu da boca. 

A prótese fixa superior, vem como uma forma de trazer uma maior sensibilidade a alimentação, uma melhor percepção de sabores, além de uma maior percepção de conforto.

Para sua fixação, pode ser indicado a colocação de 7 a 9 implantes dentários. No entanto, há casos em que não se há disponibilidade óssea suficiente, logo, o dentista irá providenciar a aplicação de um número maior de pinos.

Em casos em que haja a  menor número de pinos, sendo no mínimo quatro (técnica all-on-four), em casos em que haja uma boa distribuição de implantes associada às cargas mastigatórias que incidem na prótese.

Diante da perda óssea, a dentadura fixa superior pode ser indicada em casos em que haja uma proporção óssea restante suficiente. Pacientes que sofrem de hipertensão ou diabetes só podem se submeter a esse tipo de procedimento em casos estáveis.

Dentadura fixa inferior

Em casos de dentadura fixa inferior o número ideal de pinos a serem implantados está entre 4 a 5.

Por sua vez, a dentadura inferior, além da técnica fixa, pode ser implantada a partir da técnica overdenture, em que é necessário de 2 a 3 implantes para que se tenha um suporte satisfatório. 

A técnica overdenture se trata da abordagem em que os implantes são anexados na região anterior, uma vez que é capaz de proporcionar uma maior resistência, oferecendo ainda um maior potencial de estabilidade.

Dentadura fixa de silicone

A dentadura fixa de silicone é indicada para quem precisa realizar a substituição de somente alguns elementos dentários.

Uma vez que é flexível e firme, essa prótese proporciona uma melhor junção aos implantes, sendo uma opção com boa resistência ao calor, não passando por deformações e alterações em contato a temperaturas altas. Logo, é bem resistente a fraturas e quebras.

Esse modelo também conta com um bom efeito estético, já que não conta com a presença de grampos metálicos. Dessa forma, oferece uma aparência bem mais natural e saudável ao sorriso.

Vale destacar que mesmo sendo mais discreta, o principal objetivo da dentadura fixa de silicone é funcional. Em relação a prótese confeccionada em acrílico, o seu design tem o intuito de facilitar o seu encaixe. 

Quais são os principais benefícios da dentadura fixa?

Como já dito, são várias as vantagens que a dentadura fixa é capaz de proporcionar. Entre os principais benefícios que podem ser percebidos estão:

Estabilidade: A principal vantagem da dentadura fixa é justamente a maior segurança em sorrir, falar e mastigar, já que não risco da peça soltar. 

Conforto: Por meio da boa fixação da prótese, o paciente passa por todo tratamento mais tranquilo e com um bem-estar considerável, sem vivenciar o aparecimento de aftas bem comuns durante o tratamento com a prótese móvel.

Aparência natural: A reabilitação estética é bem satisfatória, preenchendo o espaçamento extenso resultante da perda dentária de forma bem semelhante ao sorriso original.

Melhora do funcional: Além da estética, há a estabilização das funções bucais, da fala, respiração e mastigação, que facilita a digestão pela ingestão de menores pedaços de comida.

Boa durabilidade: Graças a qualidade dos materiais possíveis. Seja porcelana ou acrílico, a prótese persiste por anos.

Manutenção da higiene bucal: Pela dentadura fixa, a higiene bucal pode ser mantida, mantendo a sua qualidade e eficiência.

Autoestima renovada: Com o sorriso restaurado, o paciente recupera a sua confiança em sorrir e em se relacionar.

Como higienizar a dentadura fixa?

Para que o tratamento com a dentadura fixa aconteça sem complicações e surpresas desagradáveis é necessário que alguns cuidados sejam tomados. 

Com isso, cabe ao paciente ter disciplina e seguir todas as indicações e orientações dadas pelo dentista. Isso principalmente quanto a higiene bucal, já que restos de alimentos podem grudar entre os dentes durante a alimentação.

Com isso, é importante que a escovação acontece sempre entre refeições, ao menos 3 vezes ao dia. Deve-se utilizar uma escova de cerdas macias e um creme dental com flúor, revessando a passagem da escova entre movimentos circulares e de varredura.

A limpeza entre os dentes pode ser feita por um fio dental próprio, com uma ponta consistente e outra esponjosa, ou por uma escova interdental. O passa fio também pode facilitar higienização.

A finalização da higiene bucal ainda pode contar com o bochecho do antisséptico bucal, no entanto, o produto deve está entre as recomendações do dentista, já que alguns enxaguantes podem comprometer a prótese.

Por fim, além da higiene bucal, diante do tratamento com dentadura fixa de resina acrílica, alimentos bem pigmentados devem ser evitados para a prevenção de alterações em sua coloração.

Qual o preço de uma dentadura fixa?

Qual o preço de uma dentadura fixa

O valor do tratamento com dentadura fixa varia bastante, isso tendo em vista a variedade de materiais, de tipos, a gravidade da situação, além de variar de dentista para dentista e de clínica em clínica.

No entanto, o paciente deve está ciente de que a dentadura fixa sobre implantes ósseo-integrados está entre os procedimentos mais caros da odontologia. 

O preço médio da dentadura fixa de encaixe varia em torno de R$4.000 (quatro mil reais), enquanto a dentadura híbrida fica por volta de R$11.000 (onze mil reais) e a ponte completa de porcelana fica em torno de R$13.000 (treze mil reais).

Visitas regulares ao dentista

Em meio ao tratamento com dentadura fixa sobre implantes, as visitas ao dentista, menos que em menor escala, devem continuar sendo regulares.

É por meio das visitas regulares ao dentista que podem ser feitas as avaliações regulares para analisar o estado da zona bucal e da prótese, prevenindo futuros problemas bucais. 

O indicado é que as visitas ao consultório odontológico ocorram de 6 em 6 meses, para que assim possam ser feitos os procedimentos periódicos, tal como a profilaxia (limpeza profissional).

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário