Saúde Bucal

A gengiva retraída, também chamada de retração gengival, é uma condição caracterizada pela escassez da gengiva que cobre a raiz do dente, o que a deixa exposta e pode acabar gerando complicações.

Sendo assim, conheça mais sobre esse problema aqui:

O que é a gengiva retraída?

A gengiva retraída é uma situação em que a gengiva fica abaixo do nível da raiz do dente, deixando-a exposta.

Assim sendo, a retração gengival deixa os dentes com uma aparência comprida, o que pode acabar afetando a estética do sorriso.

Porém, a gengiva retraída não é um problema puramente estético. Ela pode afetar tanto a saúde do dente, causar desconfortos e deixar a raiz do dente vulnerável a problemas externos.

Ela pode afetar um ou vários dentes ao mesmo tempo, além disso pode ocorrer de maneira que afete toda a arcada dentária, superior, inferior ou as duas.

A retração gengival também é um processo lento e gradual, ou seja, você não ficará com a gengiva retraída de uma hora para outra.

O que causa gengiva retraída?

Assim como foi dito anteriormente, a gengiva retraída é uma condição que afeta a quantidade de gengiva que cobre a raiz do dente de modo que ela fique escassa e deixe a raiz do dente exposta.

A redução no volume gengival pode ser causado por:

  • Excesso de força durante a escovação, uso de escovas com cerdas muito duras ou movimento irregular na escovação;
  • Periodontite, também conhecida como doença do periodonto ou doença gengival, é uma inflamação da gengiva que ocorre pela má higiene bucal. Normalmente essa inflamação é causada pela evolução de alguma doença existente na boca;
  • Impactos nos dentes;
  • Tratamentos ou processos cirúrgicos odontológicos em alguns casos podem afetar negativamente o volume gengival. Bons exemplos são: o implante dentário, clareamento dos dentes feito de forma agressiva, entre outros;
  • Problemas de má oclusão;
  • Grandes variações hormonais que acontecem no período da gravidez ou durante a menopausa;
  • Utilização de piercings orais, pois o atrito entre o piercing e a gengiva pode provocar um processo inflamatório que acaba causando a retração gengival;
  • Fatores genéticos;
  • Idade;
  • Consumo de cigarros.

Gengiva retraída sintomas

Gengiva retraída sintomas

A gengiva retraída pode causar sensibilidade dentária devido a exposição da raiz do dente, porém este não é o único sintoma causado por essa condição.

Desse modo, além da sensibilidade a retração gengival pode:

  • Causar dor de dente;
  • Prejudicar a estética do sorriso devido ao “alongamento” dos dentes;
  • Sangramento gengival durante a higienização dos dentes;
  • Halitose;
  • Sensação de dentes bambos.

Porém, vale a pena lembrar que nem sempre todos os sintomas estão presentes. Devido a isso, em caso de suspeita de retração gengival deve-se procurar um dentista.

Gengiva retraída volta ao normal?

Infelizmente a gengiva retraída não é uma condição que pode ser revertida naturalmente, pois o processo de retração é lento e gradual e não há como desfazê-lo.

Entretanto, há alternativas para resolver o problema causado pela retração gengival.

O que fazer quando a gengiva retrai?

Quando percebido a presença da gengiva retraída, o paciente pode tentar descobrir qual a causa dela e trabalhar para resolvê-la antes de recorrer ao enxerto gengival.

Gengiva retraída tratamento

Como não existe forma de reverter o processo de retração gengival naturalmente, a forma de tratamento existente é o processo de enxerto de gengiva.

O procedimento do enxerto gengival consiste em transplantar um pedaço de tecido para o lugar onde há a falta de gengiva.

Esse tecido pode ser sintético ou removido do próprio paciente, sendo que a maior diferença entre eles se dá no processo de aceitação pelo corpo.

O procedimento também possui um pós-cirúrgico muito complexo pela necessidade de seguir as recomendações à risca para que não haja nenhuma complicação futura devido a isso.

Para a realização do enxerto de gengiva, é necessário que o paciente esteja livre de qualquer situação que possa causar a reincidência da retração gengival.

Gengiva retraída tratamento caseiro

Assim como foi dito anteriormente, a gengiva não volta a sua forma natural sem que haja algum tipo de intervenção cirúrgica.

Isso implica que não há nenhum método caseiro que pode estimular o crescimento gengival para que a gengiva retorne ao seu formato original.

Gengiva retraída: bicarbonato

Assim como foi dito anteriormente, não há tratamento caseiro para estimular o crescimento gengival. Portanto, o bicarbonato usado para a gengiva retraída é para lidar com a gengivite, que é um processo inflamatório.

Nesse caso o bicarbonato age para diminuir a acidez da boca e diminuir a atividade das bactérias e formação da placa bacteriana. Para fazer o uso do bicarbonato para tratar gengivite, primeiro deve-se diluí-lo em água até formar uma substância pastosa.

Em seguida, aplica-se a pasta sobre a gengiva e após um tempo lave com cuidado a boca. Além do bicarbonato, também existem outras substâncias que podem ser utilizadas para tratar a gengivite, que são:

  • Aloe vera, devido ao seu alto poder cicatrizante, além de sua ação bactericida. É recomendado o uso da sua versão em gel. Para utilizá-lo, basta aplicá-lo sobre a gengiva e lavar a boca com água depois;
  • Peróxido de hidrogênio é uma ótima alternativa para matar germes e bactérias. Para utilizá-lo basta misturá-lo com água e bochechar;
  • Óleo de cravo pois é um ótimo cicatrizante e anti-inflamatório. Seu uso pode gerar incômodo devido a ardência provocada pelo óleo.

Como recuperar gengivas retraídas

Como recuperar gengivas retraídas?

O tratamento responsável por tratar a retração gengival é o enxerto de gengiva, desse modo, após a restituição gengival por meio do enxerto, os cuidados necessário pós procedimento são:

  • Manter uma dieta líquida nos primeiros dias;
  • Evitar atividades físicas, toques e esforços inicialmente;
  • Realizar a higienização bucal com cuidado;
  • Uso de enxaguante bucal indicado pelo dentista;
  • Seguir estritamente as recomendações do dentista.

Como evitar a retração gengival

Apesar de não possuir uma maneira de estimular o crescimento gengival para reverter o processo de retração, porém isso não significa que não há como evitá-lo.

Desse modo, as melhores maneiras para se evitar a gengiva retraída são:

  • Escovar os dentes de maneira mais suave, evitando utilizar muita força;
  • Em caso do paciente fazer o uso de escovar com as cerdas duras, é recomendado fazer a troca por outro com cerdas macias;
  • Manter uma alimentação saudável;
  • Usar o fio dental evitando forçá-lo contra a gengiva;
  • Tratar qualquer tipo de má-oclusão ou desalinhamento dentário existente, visto que eles podem afetar a gengiva;
  • Visitar o dentista regularmente, pois caso haja algum tipo de situação que pode afetar a saúde bucal, ele é quem pode iniciar o tratamento.

As visitas regulares à clínica odontológica são essenciais para que seja feita a ação preventiva e o acompanhamento ideal da saúde tanto da gengiva quanto dos dentes.

Com a periodicidade no consultório é que se pode verificar a necessidade ou não da cirurgia, além de outros tratamentos odontológicos, como a profilaxia, que deve ser feita regularmente.

O indicado é que as visitas ao dentista sejam feitas ao menos 2 vezes no ano (6 em 6 meses), no entanto, diante de procedimentos como esse, os intervalos devem ser reduzidos.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário