Doenças

O HPV é uma infecção viral com aproximadamente 100 variações diferentes, e uma delas é na garganta.

Saiba mais sobre os sintomas da orofaringe e como é feita a prevenção do HPV na garganta:

O que significa HPV?

HPV é a abreviação para papilomavírus humano, e é uma infecção viral que pode ser contraída de forma sexual ou por contato com a pele, através de cortes, lesões ou pequenos ferimentos.

Essa infecção pode ser a causa principal de diversos tipos de câncer. Ao todo, existem aproximadamente 100 subtipos de HPV.

Como é possível contrair HPV na garganta?

O HPV na garganta pode ser chamado de “orofaringe” e ocorrem, com frequência, na região das amígdalas e na base da língua. Os principais fatores de risco são: infecção crônica de HPV, consumo excessivo de tabaco, o consumo excessivo de álcool e maus hábitos alimentares e de higiene bucal.

Esse tipo de câncer pode levar até 30 anos para se tornar evidente, sendo mais comum entre adultos de 40 a 60 anos. Porém, também podem ocorrer em pessoas mais jovens.

Os homens são os mais propensos a contrair o vírus, devido as razões já mencionadas e somando a altas probabilidades de exposição a substâncias tóxicas nos ambientes de trabalho.

Além disso, pesquisas apontam que a maioria das mulheres já teve contato com o papilomavírus através de relações sexuais, e desenvolveram resposta imunológica ao vírus.

Um homem tossindo, um dos sintomas de HPV na garganta.

Quais são os sintomas de HPV na garganta?

Geralmente, a detecção do câncer de orofaringe é dificultada devido à sua menor evidência. Porém, alguns sintomas devem ser levados em conta, sinalizando que é necessária ajuda médica para realizar um tratamento mais precoce da doença. São eles:

  • Inchaços no pescoço
  • Dormência na boca
  • Tosse constante
  • Feridas na boca que demoram a cicatrizar
  • Dificuldade para comer
  • Dor ao engolir
  • Dores no ouvido
  • Rouquidão
  • Gânglios aumentados
  • Roncos sem causas e repentinos
  • Dificuldades para respirar
  • Perda de peso sem causa e repentinamente

Qual exame detecta o HPV na garganta?

Para realizar o diagnóstico de orofaringe, um cirurgião de cabeça e pescoço, ou um otorrinolaringologista, deve solicitar exames de imagem, como nasofibrolaringoscopia, endoscopia digestiva ou laringoscopias.

Também, em casos onde os exames de imagem apresentam anormalidades, podem ser realizados exames de imuno-histoquímica, onde uma amostra de tecido é colhida e enviada para o laboratório, em busca de uma análise mais precisa.

Em casos positivos da presença da doença, devem ser solicitados exames de tomografia, ressonância e/ou PET scan, para saber qual o grau e extensão da doença, passo importante para avaliar o melhor tratamento para cada caso.

Uma médica realizando uma nasofibroscopia, ou endoscopia nasal, exame para detectar HPV na garganta.

Como tratar o HPV na garganta?

Geralmente, o próprio organismo realiza o controle dessa infecção, o que a torna mais silenciosa. Mas, em casos um pouco mais graves, o tratamento pode variar de acordo com a gravidade do câncer e a localização, além da aparência das células e estilo de vida que o paciente leva. Segue, abaixo, alguma das possíveis intervenções:

  • Quimioterapia: geralmente realizada em soma coma radioterapia, para combater as células cancerígenas.
  • Imunoterapia: utilizado em casos mais avançados de câncer, esse procedimento auxilia na proteção das células saudáveis através de proteínas produzidas no sistema imunológico do paciente, que as afastam das células cancerosas.
  • Radioterapia: pode estar associada à quimioterapia ou cirurgia, e é indicada para tratamentos mais simples, onde os linfonodos, por exemplo, ainda não foram atingidos.
  • Cirurgia: para ser realizada, é dependente do estado de saúde do paciente, da localização e estágio do câncer. Em alguns casos pode ser opcional.
  • Terapia-alvo: enfraquece as células cancerosas e evita com que elas se multipliquem.

Quanto mais precocemente for tratada a enfermidade do HPV na garganta, maiores a chances de cura e menores os riscos de piora da doença.

Banner "conheça os planos dentalvidas"

Como se prevenir dessa doença?

Quando a região bucal é bem higienizada, os riscos de se contrair doenças bacterianas e infecciosas é muito menor.

  • Visitar o seu dentista regularmente

Quando as visitas ao profissional dentista são regulares, a chance de se combater a doenças mais sérias, através de tratamentos precoces, são maiores.

  • Evitar a utilização de tabaco
  • Consumir álcool de forma moderada
  • Utilizar máscaras, sempre que estiver em contato com produtos químicos e tóxicos
  • Proteja-se durante as relações sexuais

O HPV na garganta pode ser proveniente de DST’s. Por isso, utilizar preservativos e protetores bucais podem auxiliar na profilaxia.

  • Vacinar-se contra o HPV

É sempre indicado, e necessário, estar atento sobre as dosagens e faixas etárias que devem ser vacinadas contra o HPV.

Quanto mais colorido e diversificado de verduras e legumes for o seu prato, melhor o seu sistema imunológico, e menores os riscos de vírus e bactérias presentes.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são essenciais para evitar doenças como o HPV na garganta, uma vez que é pelas visitas ao consultório que o paciente tem acesso aos tratamentos como a profilaxia (limpeza profissional) e tratamentos precoces de doenças.

É por essa periodicidade que o dentista consegue avaliar a condição dos dentes e anormalidades, percebendo e tratando problemas em sua fase inicial. Além disso, pelas avaliações são passadas orientações para com a adesão de bons hábitos da higiene e alimentação.

O indicado é que a frequência mantida ao consultório odontológico seja de ao menos 2 vezes ao ano (uma vez por semestre) para que os benefícios sejam mantidos.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família!

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

Banner "conheça os planos dentalvidas"

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário

Qual o melhor remédio para dor de dente? SAIBA AQUI Quais são os tipos de lesão bucal? DESCUBRA AQUI Cores de aparelho que não desbota? Veja aqui quais são! Qual o melhor remédio para mau hálito? Confira a lista Invisalign: descubra quais são as vantagens do aparelho Como ter os dentes perfeitos dos sonhos? CONFIRA Descubra os tipos de piercing na boca e como cuidar Conheça as causas por trás do DENTE TORTO
Qual o melhor remédio para dor de dente? SAIBA AQUI Quais são os tipos de lesão bucal? DESCUBRA AQUI Cores de aparelho que não desbota? Veja aqui quais são! Qual o melhor remédio para mau hálito? Confira a lista Invisalign: descubra quais são as vantagens do aparelho Como ter os dentes perfeitos dos sonhos? CONFIRA Descubra os tipos de piercing na boca e como cuidar Conheça as causas por trás do DENTE TORTO