Saúde Bucal

A inflamação da polpa dentária, também chamada de pulpite, consiste na inflamação do núcleo do dente.

O núcleo do dente é a região em que se encontra toda a parte viva da estrutura do dente, portanto a pulpite quase sempre significa que a vitalidade do dente está comprometida.

Além disso, a inflamação da polpa dentária também pode gerar outros problemas como abscessos e comprometer outras estruturas além dos dentes.

Confira mais sobre a inflamação da polpa dentária, como o que é, como se desenvolve, os sintomas, tratamento e como evitar:

O que é a inflamação da polpa dentária?

A inflamação da polpa dentária corresponde a inflamação do núcleo do dente e pode ocorrer de maneira leve e de maneira grave.

Sendo assim, ela corresponde a inflamação da parte mais interna do dente que é a região onde estão todos os nervos do dente.

Desse modo, ela pode comprometer toda a saúde do dente podendo chegar até mesmo a afetar outras estruturas da boca como o periodonto.

Como se desenvolve a inflamação da polpa dentária?

Geralmente, a inflamação da polpa dentária é causada pelo desenvolvimento da cárie, que ao entrar em contato com o núcleo do dente provoca uma inflamação.

Esse processo todo tem início na formação da placa bacteriana, que é quando as bactérias se acumulam na superfície do dente.

Essas bactérias acumuladas se alimentam das partículas de alimentos presentes na boca por um processo chamado fermentação.

Como resultado desse processo, as bactérias produzem um ácido que corrói o esmalte dentário, o que com o passar do tempo começa a criar um buraco que é chamado de cárie.

Se essa cárie não for tratada, ela continua avançando até chegar a polpa dentária, e ao alcançá-la acaba provocando a inflamação da polpa dentária.

Essa inflamação também pode acontecer devido a impactos no dente que ocasionam fraturas, o que pode acabar causando a inflamação da polpa dentária.

pulpite sintomas

Pulpite sintomas

A inflamação da polpa dentária é um problema que geralmente deriva do avanço da cárie, o que significa que parte dos sintomas são similares.

Sendo assim os sintomas da pulpite são:

  • Dor de dente;
  • Sensação de dente inchado;
  • Presença de pus (em alguns casos).

Tipos de inflamação da polpa dentária

Existem alguns tipos diferentes de inflamação da polpa dentária que podem acontecer de forma aguda ou de forma crônica.

Isso significa que ela pode ocorrer de modo único ou de modo que haja reincidências. Desse modo, os tipos de inflamação da polpa dentária são:

Aguda

A inflamação da polpa dentária é o nome dado a pulpite em que os sintomas costumam surgir dentro de uma semana, podendo variar para mais ou menos.

Geralmente ela é causada por traumas ou evolução da cárie e após ser tratada não tende a ocorrer novamente, a menos que o paciente seja descuidado com a higiene.

Crônica

A pulpite crônica ocorre de maneira que a inflamação vai acontecendo aos poucos, de forma que seja possível perceber a degradação do dente aos poucos.

A inflamação da polpa dentária crônica pode acontecer de 3 formas, que são:

  • Inflamação da polpa crônica ulcerativa: acontece quando o dente é desgastado de modo que chega a expor a polpa dentária;
  • Inflamação da polpa dentária esclerosante: acontece devido ao avanço da idade, o que acaba causando uma degeneração dos dentes.;
  • Inflamação da polpa dentária hiperplásica: é quando a polpa do dente forma um pequeno tumor que acaba dando uma sensação de que o dente está inchado.

Como identificar a inflamação da polpa dentária?

A identificação da pulpite pode vir através da análise dos sintomas, porém apenas um dentista é capaz de identificar com total segurança a inflamação da polpa dentária.

Além disso, somente ele pode garantir que o tratamento seja feito da maneira correta e o paciente consiga se livrar da pulpite.

Como tratar a inflamação da polpa dentária?

O tratamento da inflamação da polpa dentária existe e varia de acordo com o comprometimento do núcleo do dente.

Por isso, antes de iniciar o tratamento o dentista deve avaliar a situação para verificar o nível de comprometimento da polpa dentária.

Isso faz com que os tratamentos para cada uma delas seja:

  • Quando não há comprometimento total da polpa dentária

Nesse caso, o interior do dente apesar de estar inflamado, ele ainda não foi completamente comprometido.

Sendo assim é possível recuperá-lo por meio da remoção da cárie dentária.

  • Quando há comprometimento de toda a polpa dentária

Quando a inflamação da polpa dentária chega nesse estágio, todo o interior do dente se encontra comprometido.

Isso significa que todos os vasos já foram necrosados, o que significa que será necessário realizar um tratamento de canal e removê-los.

Dessa maneira, a polpa dentária comprometida é removida e em seu local o dentista faz o preenchimento do local onde ela estava com uma espécie de resina.

Além disso, o dentista irá selar o canal radicular para evitar uma nova contaminação das raízes do dente.

Se o dentista acabar percebendo que a inflamação está acompanhada de uma infecção ele pode receitar o uso de antibióticos e em qualquer dos casos ele pode recomendar o uso de analgésicos para aliviar a dor ou algum tipo de anti-inflamatório.

Inflamação da polpa dentária remédio caseiro?

Para cuidar da inflamação da polpa dentária existem alguns remédios caseiros que podem auxiliar no tratamento da inflamação.

Isso pode ser feito através do uso de alguns chás como propriedades anti-inflamatórios como por exemplo os chás de:

  • Hortelã;
  • Dente-de-leão;
  • Agrião;
  • Erva doce e outros.

Apesar de esses métodos naturais serem eficazes em alguns casos, eles não devem nunca substituir o tratamento com um dentista.

Desse modo, caso perceba algum sintoma, deve-se procurar um dentista imediatamente, pois só ele será capaz de orientá-lo e realizar o tratamento da maneira correta.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista garantem que ele possa identificar e tratar a inflamação da polpa dentária logo em seu início.

Desse modo, é possível evitar que ela se desenvolva e assim garantir que não seja necessário realizar um tratamento de canal.

Por meio delas o paciente também consegue relatar qualquer tipo de sintoma anormal que ele esteja sentindo, e dessa maneira o dentista consegue iniciar o processo de avaliação para identificar os problemas.

Ele também consegue garantir que o tratamento de problemas como o tártaro sejam tratados logo em seu início, evitando que se tornem complicações severas.

Além disso, por meio delas também é possível efetuar a profilaxia, que é limpeza profissional dos dentes e deve ser feita de 6 em 6 meses para a manutenção da higiene dos dentes.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário