Aparelho Ortodôntico

A mordida cruzada é um dos principais problemas ortodônticos que envolvem a arcada dentária.

Dessa forma, é uma das principais motivações das visitas ao dentista e para o uso do aparelho ortodôntico.

Você sabe o que é mordida cruzada? Sabe quais são seus sintomas, causas e como identificar qual a melhor forma de tratar esse problema? Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre:

O que é mordida cruzada?

Mordida cruzada ou mordida invertida é identificada pelos dentes desalinhados e pelo fechamento errado da mandíbula e do maxilar. Essa condição impacta diretamente não só na aparência, mas também no funcional da arcada dentária.

O estado de mordida cruzada ocorre devido a maus hábitos feitos no passado, principalmente na infância, o que permite que gradualmente a anomalia se desenvolva, deixando a boca com aparência desnivelada.

Esse problema de má oclusão tende a ser bem perceptível, principalmente em casos mais graves. A identificação geralmente ocorre quando se percebe a sobreposição arcada inferior à superior em que o queixo fica mais erguido.

Uma vez que na posição correta a arcada superior (maxilar) deve ser maior do que a inferior (mandíbula), fazendo com que os dentes superiores se encaixem aos da arcada inferior, o efeito da mordida cruzada é o contrário, em que o maxilar “diminui” e se encaixa por dentro da mandíbula.

Principais sintomas da mordida cruzada

O desalinhamento proporcionado pela mordida cruzada pode ser identificado levando em conta alguns sintomas:

  • Anormalidades envolvendo o desenvolvimento da estrutura óssea;
  • Ferimentos nas bochechas por acidentes (mordidas);
  • Dificuldade em movimentar a mandíbula para o lado;
  • Perda da estrutura óssea do maxilar;
  • Sensibilidade dentária;
  • Dentes desgastados ou fraturados;
  • Perda dentária;
  • Perda aparente do periodonto (tecido de suporte dos dentes);
  • Dor de cabeça associada a zumbido nos ouvidos (DTM)
  • Ruídos ao movimentar a boca.
  • Aumento de recessão gengival;
  • Dores nas articulações;
  • Dores nos ombros e pescoço;
  • Bruxismo (ranger de dentes);
  • Tendência a formação de tártaro e cáries;
  • Suscetível a doenças da gengiva.

mordida cruzada antes e depois

Mordida cruzada antes e depois

A diferença do sorriso e da face aos primeiros sinais da mordida cruzada pode ser imediata.

A sobreposição dos dentes superiores aos dentes inferiores ou o seu posicionamento mais atrás é facilmente percebida pelo próprio paciente ao se olhar no espelho. Ao identificar o problema, a pessoa pode ter sérios declínios quanto a autoestima e a qualidade de seus relacionamentos.

Logo, buscando solucionar o problema e impedir que ele avance, é importante que o dentista seja consultado com urgência.

Quais são as causas da mordida invertida?

As principais causas da mordida cruzada estão em maus hábitos e vícios que estão presentes logo na infância. Mesmo que fatores genéticos também estejam na entre as motivações deste problema ortodôntico, também fatores ambientais e funcionais, como os hábitos parafuncionais, gradualmente vão trazendo mudanças ao posicionamento dos dentes.

Entre os principais costumes que podem levar aos sintomas de mordida cruzada e que devem ser controlados desde o início estão chupar chupetas, chupar ou morder dedos e utilizar mamadeira por muito tempo.

Complicações como o crescimento dos maxilares, postura incorreta, perda precoce ou o longo período de dentes de leite na boca, anomalias ósseas congênitas, contato prematuro entre dentes e respiração bucal, além de hábitos como roer tampa de canetas, mastigar chicletes frequentemente e abrir embalagens com os dentes.

Vale ressaltar que quando a mordida cruzada estiver relacionada com a genética pode está relacionada diretamente ao crescimento ósseo.

É importante levar em conta que ao identificar uma dessas irregularidades, o dentista deve ser imediatamente contatado, o odontopediatra no caso de algum desses problemas serem percebidos em uma criança.

Quais são os tipos de mordida cruzada?

Esse problema comum de má oclusão dentária pode ser percebido de diversas formas e em estágios diferentes. Conheça quais são os seus tipos:

Mordida cruzada unilateral: quando a inversão da mordida é percebida em apenas uma das laterais dos maxilares.

Mordida cruzada bilateral: quando o caso envolve os dois lados.

No entanto, o problema da mordida cruzada pode ir além da estética e comprometer também o funcional da arcada dentária, comprometendo o desenvolvimento dos ossos da face além da autoestima.

Quanto a anomalia relacionada ao crescimento da estrutura óssea da face se desenvolve em crianças e adolescentes e pode ter o seu tratamento feito de forma precoce se identificada em sua fase inicial. Entre seus efeitos negativos então transtornos na fonação (dificuldades na pronúncia de algumas palavras), mastigação e até respiração.

Em adultos as anormalidades que atingem as estruturas ósseas também trazem consequências como disfunções envolvendo a ATM – Articulação Temporomandibular, acompanhados de dor de cabeça constante e por zumbidos nos ouvidos. Na zona bucal, casos de recessão gengival, de dentes desgastados, fraturados e até mesmo de perda dentária estão entre os resultados.

Tendo isso em vista, entre os demais tipos estão:

Mordida cruzada dentoalveolar: quando a mordida cruzada envolve apenas inclinações dentárias.

Mordida cruzada esquelética: envolve apenas complicações esqueléticas já existentes envolvendo as bases ósseas.

Mordida cruzada funcional: Caso ocorra a curvatura por causa da acomodação da mandíbula.

Mordida cruzada posterior: dentes superiores e posteriores fechados por dentro dos inferiores (quando os dentes de cima e de trás fecham por dentro dos de baixo).

Mordida cruzada anterior: dentes superiores e anteriores fechados por trás dos inferiores (quando os dentes de cima à frente fecham por trás dos de baixo).

Mordida cruzada dentoalveolar: marcada por mudanças na inclinação dentária.

qual o melhor tratamento para mordida cruzada

Qual o melhor tratamento para mordida cruzada?

O tratamento da mordida cruzada deve ser feito o quanto antes, tendo em vista que o desalinhamento pode influenciar problemas não só envolvendo a harmonia, mas influenciando problemas bucais decorrentes da placa bacteriana. Isso levando em conta a dificuldade de realizar uma higienização eficiente.

Considerando que o estado de mordida cruzada tende a ser iniciado já na infância, comumente o tratamento ortodôntico com aparelho é a opção mais indicada. Entre as formas de tratamento também estão o processo cirúrgico e a remoção de dentes.

Cabe ao dentista analisar a situação, realizar o diagnóstico e introduzir o paciente no tratamento ideal. O dentista irá considerar a causa principal da anomalia, as particularidades do caso e o estágio em que se encontra.

Aparelho ortodôntico

Sendo a opção de tratamento ortodôntico mais comum, o procedimento com aparelho também é comumente o mais indicado pelos dentistas diante da mordida cruzada. É uma opção tanto para crianças, jovens e adultos, no entanto, sua recomendação vai depender da idade e gravidade do caso, já que em casos graves a cirurgia pode ser a melhor reabilitação.

Para a reabilitação de mordida invertida nas crianças, o aparelho móvel costuma ser o modelo favorito, enquanto para jovens e adultos o aparelho fixo é a indicação mais recorrente, principalmente em casos moderadamente graves. Diante de uma condição leve, o ortodontista também pode indicar o aparelho móvel transparente (Invisalign).

Independente do aparelho escolhido sua função será movimentar os dentes até o seu locar correto na mordida, fazendo o alinhamento da dentição. A duração desse tipo de tratamento é variável e pode ir de meses até alguns anos.

Expansor de palato

Uma das características da mordida cruzada é um palato do céu da boca menor do que o que rege uma mordida alinhada. Logo, o expansor de palato é uma solução eficiente para a estabilização de uma arcada dentária bem alinhada.

Este tipo de aparelho específico é colocado somente no palato, localizado entre os dentes molares, realizando a dilatação da região e movendo os dentes para fora.

Contudo, assim como ocorre com demais aparelhos, é necessário que o paciente realize as manutenções periódicas no consultório, em que o dentista irá aumentar o tamanho do expansor com o tempo.

Também é um método bem aceito e de eficiência na infância, já que o palato está em desenvolvimento e há o mais fácil controle de seu tamanho. Porém, também possui uso adulto.

Extração de dentes

A técnica de remoção de dentes é usada em situações em que a mordida muda pela atuação dos dentes de baixo. Depois da remoção de um ou mais dentes, se resulta no espaço suficiente para que os dentes superiores possam se desenvolver corretamente e de forma harmônica.

No entanto, por sua vez, a extração só será recomendada em meio a formação da arcada dentária durante a infância.

Cirurgia ortognática

Por fim, o processo cirúrgico ocorre pela cirurgia ortognática, técnica utilizada para fazer as correções de crescimento dos maxilares. A cirurgia, levando em conta que é a técnica mais invasiva, tende a ser a escolha em pacientes adultos.

Por ela, o cirurgião-dentista irá reposicionar o maxilar, o rompendo em pequenas proporções e usando aparelhos dentários e parafusos para que haja a oclusão correta. Além disso, a cirurgia ortognática também é capaz de fazer a restauração da harmonia facial e da função mastigatória.

quanto tempo demora para corrigir a mordida

Quanto tempo demora para corrigir a mordida?

O tempo necessário para haver a correção da mordida varia. Normalmente o tratamento ortodôntico pode durar de 6 a 24 meses, o que também muda de pessoa a pessoa e do tipo utilizado.

Quanto a cirurgia ortognática, a duração de sua sessão tende ir de 8 a 10 horas, já que há casos em que a maxila é dividida em 4 segmentos e a mandíbula em 3, o máximo estipulado.

A extração pode ser feita em apenas uma sessão rápida, no entanto, o tempo de recuperação pode ir de 3 a 4 dias, e após esse período o paciente deverá voltar ao consultório para o procedimento de substituição por implantodontia ou prótese dentária.

Afinal, quanto custa o tratamento?

Como esperado, o preço para a correção da mordida cruzada vai variar de acordo com a abordagem escolhida pelo dentista.

O tratamento de menor custo aquisitivo é o com aparelho ortodôntico que vai de R$ 500 (quinhentos reais) a R$ 1000 (mil reais) para o fixo tradicional, de R$ 1000 (mil reais) a R$ 2500 (dois mil e quinhentos reais) para os que possuem bráquetes transparentes e de R$ 1.500 (mil e quinhentos reais) a R$ 12.000 (doze mil reais) para o móvel transparente (Invisalign).

As manutenções de cada aparelho devem variar entre R$ 100 (cem reais) a R$ 250 (duzentos e cinquenta reais).

O custo médio da remoção de dente é de R$100 (cem reais) a R$200 (duzentos reais). Já o valor de uma cirurgia ortognática em clínica particular se encontra entre R$ 20.000 (vinte mil reais) a R$ 30.000 (trinta mil reais).

O preço de cada tratamento deve variar quanto a localidade, quanto ao dentista, ao tempo de duração e ao número de sessões.

Visitas regulares ao dentista

Com as visitas regulares ao dentista, o profissional é capaz de fazer um diagnóstico precoce do problema, já encaminhando o paciente para o tratamento ideal.

Vale ressaltar que muitas vezes a mordida cruzada está associada a outros problemas bucais relacionados à ausência de uma higiene bucal eficiente, já que dificulta a boa higienização.

Assim sendo, cabe ao dentista dar orientações e recomendações quanto a adesão de bons hábitos, evitando a evolução da placa bacteriana e infecções futuras, durante até mesmo o uso do aparelho.

Logo, não hesite em procurar seu dentista ao perceber algum ou alguns dos sintomas citados. Antes de iniciar o tratamento, o profissional pode indicar que a limpeza profissional, que também deve ser periódica, seja feita.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Veja aqui qual o plano odontológico DentalVidas mais combina com você!

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

Leave a comment