Saúde Bucal

A cirurgia do siso costuma ser uma cirurgia que gera bastante dúvidas após realizada, sendo que as principais estão associadas aos cuidados e o que comer quando tira o siso.

Após a realização da cirurgia é comum que a região fique sensível, o que acaba gerando dúvidas entre os pacientes a respeito do que fazer após removê-lo:

o que comer depois de tirar o siso

O que é o siso?

O dente do siso, também conhecido como terceiro molar, é o último dente a nascer na arcada dentária, o que significa que quando ele nasce todos os outros dentes já se encontram em sua posição final.

Isso faz com que não exista espaço na arcada para ele na arcada, o que acaba fazendo com que ele cause alguns problemas de alinhamento ao forçar seu espaço na arcada para nascer.

Esse fato faz com que os dentistas quase sempre optem pela sua remoção, para evitar qualquer tipo de problema relacionado a ele.

Além disso, com o passar dos anos, o terceiro molar tornou-se um dente obsoleto, visto que os hábitos alimentares foram mudando ao decorrer do tempo.

Devido a isso, existem pessoas que sequer possuem o dente em questão, o que provavelmente será uma situação mais e mais comum no futuro.

Fora os problemas de desalinhamento, o siso também pode ser acometido por cáries, gerando um alto risco de desenvolver-se uma gengivite ou periodontite.

Como é feita a cirurgia do siso?

A cirurgia do siso para remoção do dente do siso é relativamente simples e geralmente é feita em poucos minutos.

Para sua realização, é necessário que o paciente faça uma radiografia para que o dentista possa saber exatamente como o siso está posicionado e consiga planejar todo o processo de extração.

Desse modo, assim que o exame chega às mãos do dentista ele pode dar início ao procedimento.

Antes da execução da cirurgia, o profissional recomenda que o paciente tome um analgésico e um antibiótico para amenizar a dor após a anestesia perder o efeito e evitar contaminações.

Assim que o paciente chega ao consultório, o dentista faz um check-up para ver se tudo está certo, e logo após dá início ao procedimento.

Para a realização da cirurgia, o dentista aplica anestesia localmente, a fim de evitar que o paciente sinta dor.

Logo que a anestesia começa a surtir efeito, inicia-se a extração. Inicialmente é feita uma incisão na gengiva na região onde se encontra o siso e logo após o profissional puxa-o para fora.

Caso ele tenha dificuldades em removê-lo por inteiro, ele pode partir o dente em porções menores para facilitar o processo de extração.

Assim que o dente é removido, o dentista realiza a sutura e o procedimento é enfim finalizado. Em seguida, o dentista indica os remédios que devem ser tomados e o que comer quando tira o siso.

O que comer quando tira o siso?

Após a remoção do dente do siso, é comum que o paciente fique um pouco confuso quanto ao que comer durante o período pós-operatório em que a gengiva ainda está cicatrizando.

Portanto, para auxiliá-los durante esse processo fizemos uma lista sobre o que comer quando tira o siso.

Todos os alimentos presentes nesta lista possuem propriedades anti-inflamatórias, cicatrizantes ou conseguem amenizar a dor.

Desse modo, pode-se comer qualquer um dos alimentos abaixo sem medo de gerar inflamações ou outros tipos de complicações.

É importante lembrar que além dos alimentos citados abaixo existem outros tipos de alimentos que também são ótimos para se comer após a cirurgia do siso.

Dessa maneira, basta optar por alimentos que possuem propriedades cicatrizantes e/ou anti-inflamatórias e dar preferência a alimentos frios e macios.

Sendo assim, segue a lista sobre o que comer quando tira o siso:

  • Sorvetes;
  • Purês;
  • Frutas macias, como banana e mamão;
  • Sopas;
  • Ovos;
  • Vitaminas;
  • Iogurtes.

o que não pode comer quando tira o siso

O que não pode comer quando tira o siso?

A dieta após qualquer tipo de cirurgia costuma ser bastante restrita quanto aos tipos de alimentos que devemos e podemos consumir.

Logo, pelo fato de a extração do siso se tratar de uma cirurgia na boca, a dieta costuma ser ainda mais restrita. Dessa maneira, existem alguns tipos de alimentos que devemos evitar após a cirurgia do siso.

Abaixo estão citados alguns tipos de alimentos que não se deve comer quando tira o siso:

  • Bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas devem ser evitadas durante esse período por serem alimentos que dilatam os vasos sanguíneos, o que pode acabar aumentando o inchaço.

Ele também é responsável por deixar a pele mais sensível, o que acaba aumentando a irritabilidade da região. Além disso, após a cirurgia o paciente deve continuar tomando remédios que visam evitar infecções, inflamações e dor.

Dessa maneira, existem alguns remédios que ao entrar em contato com o álcool podem não surtir o efeito desejado. Portanto é altamente recomendado não consumi-lo após a cirurgia.

  • Alimentos muito rígidos, temperados ou ácidos

Os alimentos rígidos podem acabar ferindo o local que já está sensível devido a ser mais resistente e a possibilidade de se transformar em pedaços com pontas ao ser mastigado.

Já os alimentos rígidos e ácidos podem acabar irritando a região, além da possibilidade do risco de inflamação do local devido ao tempero ou à acidez.

  • Alimentos remosos

Os alimentos remosos são alimentos altamente processados, como salgadinhos, doces e outros produtos industrializados.

Além desses, também entram nessa lista bebidas alcoólicas, frituras e fast foods.

É recomendado evitar seu consumo devido ao fato de serem produtos que promovem a inflamação e dificultam o processo de cicatrização.

Por que devemos mudar o que comer depois de tirar o siso

Por que devemos mudar o que comer depois de tirar o siso?

É importante manter uma alimentação saudável o tempo todo, a fim de evitar complicações de saúde e a deficiência de vitaminas.

Porém, é extremamente importante mudar o que comer depois de tirar o siso, assim como qualquer outro tipo de cirurgia.

Isso se faz necessário devido ao fato de existirem alguns alimentos que atrapalham o processo de cicatrização enquanto existem outros que auxiliam esse processo.

Logo, a fim de evitar qualquer tipo de inflamação derivada da alimentação e auxiliar o processo de cicatrização e recuperação é importante cuidar da alimentação.

A partir de uma mudança nos alimentos ingeridos é possível ter um pós-operatório mais tranquilo e rápido.

Sendo assim, além de cuidar da alimentação, é extremamente importante que o paciente evite passar longos períodos sem comer.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista garantem que ele possa avaliar a necessidade de extrair o siso e caso seja necessário, ele pode orientá-lo a respeito dos cuidados e sobre o que comer quando tira o siso.

Por meio delas, o dentista também consegue garantir que o tratamento de problemas como a cárie e o tártaro sejam tratados logo em seu início, evitando que se tornem complicações severas.

Além disso, elas também é possível efetuar a profilaxia, que é limpeza profissional dos dentes e deve ser feita de 6 em 6 meses para a manutenção da higiene dos dentes.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário