Especialidades

A obturação de dente, também conhecida como restauração dentária, é um procedimento que permite selar a raiz do dente que foi atacado por cárie.

Confira mais sobre a obturação, como é feita, o que é, cuidados, para que é feita e mais:

obturação de dente

O que é obturação de dente?

A obturação é um procedimento que permite selar a raiz de dentes que foram afetados por cáries.

Desse modo, ele é capaz de pegar o dente que teve parte de sua estrutura comprometida pelas cáries, removê-la e reconstruir sua parte comprometida.

A obturação é um procedimento relativamente simples que é capaz de evitar a reincidência das bactérias.

Como é feita uma obturação no dente?

Primeiramente, o dentista faz uma análise prévia da situação do dente, verificando até onde a cárie já consumiu e seu estado.

Para auxiliar o dentista na avaliação, ele pode pedir um exame de raio X que consegue verificar a presença de cáries e até onde elas atingiram.

Além disso, por meio dele também é possível verificar se somente uma obturação é necessária ou se precisa realizar um tratamento de canal antes.

Isso é possível de identificar o ponto até onde as cáries avançaram, o que mostra se a polpa do dente foi ou não comprometida, pois caso tenha sido é necessário realizar um tratamento de canal.

Após isso, é realizada a remoção da cárie através da raspagem e remoção da parte da estrutura comprometida, caso necessário é realizado um tratamento de canal.

Quando necessário realizar apenas a raspagem e preenchimento é um procedimento chamado de restauração.

Já a obturação corresponde ao selamento dos canais radiculares quando o tratamento de canal é realizado.

Após a obturação, o dente pode ser preenchido com um material metálico ou com uma espécie de resina que possui uma estética mais agradável que o metal.

Porém, independente de qual seja o material escolhido é possível restabelecer as funções mastigatórias do dente.

Esse procedimento é todo feito sob o efeito de anestesia, portanto o paciente não sente nenhum tipo de dor.

Quando é necessário fazer a obturação?

A obturação é um procedimento realizado juntamente com o tratamento de canal, visto que ela é necessária para complementá-lo e evitar novas incidências de cárie.

Logo, a obturação é feita quando o dente já foi muito afetado pelas cáries e elas já chegaram a comprometer a polpa do dente.

Desse modo, é necessário realizar um tratamento de canal para remover toda a parte comprometida.

Sendo assim, para complementar o tratamento e evitar a reincidência, juntamente com ele é feita a obturação, que é o selamento do canal radicular.

Desse modo, é possível evitar o reaparecimento de cáries nesse dente.

Qual a diferença entre restauração e obturação no dente?

Apesar de serem muitas vezes confundidas como sendo a mesma coisa, elas consistem em procedimentos diferentes.

Desse modo, apesar de serem confundidos ambos se tratam de procedimentos diferentes nos quais:

A restauração se refere a reconstrução dos dentes em casos de cáries leves, fraturas ou pequenos danos.

Desse modo, ela possui a função de repor pequenos defeitos em dentes e devolver sua funcionalidade.

Já a obturação é realizada quando há a necessidade de se realizar um tratamento de canal. O que significa que geralmente ambos andam em conjunto.

Logo, a obturação se refere ao selamento das raízes do dente para evitar a reincidência e o avanço das cáries.

Porém, é possível combinar os dois tratamentos, de modo que após realizar o tratamento de canal pode-se fazer a restauração do dente.

O que é o tratamento de canal?

O tratamento de canal consiste na retirada da polpa do dente, remoção de qualquer possível comprometimento do dente, como cáries e afins.

Logo após, é feita a obturação, que é o selamento dos canais radiculares do dente e em seguida é feito o preenchimento do interior do dente.

Em seguida é possível realizar a restauração, que é o preenchimento das camadas mais externas do dente com resina ou similares.

Isso significa que o tratamento de canal consiste na remoção da câmara pulpar do dente e preenchimento do local onde ela estava com algum tipo de resina.

Cuidados após o procedimento

Para o sucesso do tratamento é necessário ter alguns cuidados especiais durante os primeiros dias, visto que a resina do tratamento de canal e da restauração ainda não estão completamente firmes.

Esses cuidados especiais são:

  • Evitar ingerir alimentos duros e/ou pegajosos;
  • Manter um bom cuidado com a higiene bucal;
  • Tomar todas as medicações prescritas pelo dentista;
  • Realizar o tratamento de problemas de má-oclusão.

Visitas regulares ao dentista

A partir das visitas regulares ao dentista garantem que o dentista possa avaliar a necessidade de realizar um tratamento de canal e uma obturação.

Desse modo, elas também permitem que ele acompanhe o tratamento e realize qualquer tipo de manutenção que seja necessária.

Por meio delas também é possível identificar e tratar a presença de problemas de saúde bucal logo em seu início.

Isso permite que eles possam ser tratados antes de se tornarem maiores complicações e seja necessário realizar tratamentos endodônticos ou até mesmo a extração.

Elas também permitem a realização de procedimentos como a profilaxia, que é a limpeza profissional dos dentes e deve ser realizada de 6 em 6 meses.

As visitas regulares também permitem ao dentista avaliar os hábitos de higiene bucal do paciente e recomendar a melhora ou adoção de novos, caso veja necessidade.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

               
Artigo anterior

Comentário para “Obturação: o que é, como é feita e cuidados

  • Daniel Masculino

    olá, acabei de fazer 4 restaurações de uma vez, e a dentista não usou anestesia local, que durante tive muita dor a dentista não falou nada, o que devo fazer nessa situação, obrigado.

    Responder

Deixe seu comentário