Prótese dentária

Você sabe o que é prótese dentária?

A prótese dentária é um dos principais procedimentos feitos em consultório odontológico.

Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre a prótese dentária, como funciona, quais são as suas indicações, benefícios e quanto custa:

O que é prótese dentária?

A prótese dentária é a especialidade indicada quando o paciente tem um ou mais dentes de sua arcada dentária gravemente comprometidos ou totalmente perdidos. Isso devido a evolução por cárie e doenças gengivais e em decorrência de acidentes ou traumas.

Mesmo que inicialmente a reparação do sorriso pela prótese dentária se trate apenas de uma questão estética, o prejuízo na arcada dentária pode acabar por impactar negativamente em suas funções, tal como mastigação, fala e até mesmo respiração.

Assim sendo, a realização da prótese dentária é essencial para a manutenção da saúde bucal, compreendendo a estética e o funcional.

Também chamada de prótese odontológica ou dentadura, dependendo do modelo, a peça responsável pela restauração do sorriso é formada por uma estrutura de dente(s) portiço(s). Pode ser usada para a substituição de qualquer dente, dependendo de qual foi danificado (canino, pré-molares, molares ou incisivos).

tipos de prótese dentária

Quais são os tipos de prótese dentária?

Existem vários tipos de prótese dentária, e o modelo ideal irá depender das particularidades do caso e das necessidades do paciente.

Conheça quais são os principais modelos de prótese dentária:

Prótese parcial

As próteses parciais podem ser confeccionadas de duas formas, uma com base em uma estrutura metálica com grampos de encaixe nos dentes remanescentes, e outra que utiliza um material mais flexível, a poliamida. Enquanto a primeira prioriza a boa estabilidade da peça, a segunda é mais confortável e possui uma estética mais convincente.

Esse tipo de prótese é confeccionado por meio de uma estrutura metálica ou plástica no lugar dos dentes, requerendo a associação de dois materiais, o metal e a resina.

A prótese dentária parcial removível (PPR) é um dos modelos mais comuns, sendo indicada em casos em que o paciente está inviabilizado de passar pela colocação de implantes dentários ou quando os dentes adjacentes à prótese não estão em boas condições.

A perda de dentes pode ser em sequência ou em regiões diferentes da arcada dentária.

Como o próprio nome indica, esse modelo só realiza a substituição de alguns dentes, e pode ser retirado para a escovação e para o sono.

Prótese total

Popularmente chamada de dentadura, a prótese total é o tratamento indicado para quem sofreu a perda total da arcada dentária.

Nesse caso, a prótese é feita de acrílico, substituindo tanto os dentes quanto os tecidos gengivais, permitindo um sorriso mais harmônico e similar ao natural. Na maioria das vezes, a prótese total é removível e é indicada para idosos, que sofrem com frequentes quedas dentárias, além de jovens e adultos que perderam todos os dentes por conta de doenças, acidentes e traumas.

A prótese total pode ser usada tanto na arcada inferior quanto na superior, ou até mesmo em ambas, dependendo das necessidades do caso. O modelo da dentadura é de encaixe na gengiva e no céu da boca (palato).

O uso da prótese total, além de ser recomendado para a reabilitação da fala e mastigação, também é uma forma de prevenção para pessoas que sofreram com o aumento da flacidez da face resultante da falta de dentes.

Overdenture

A prótese overdenture se trata de um tipo de prótese total que pode ser colocado tanto na maxila (parte superior da boca) como na mandíbula (parte inferior).

A overdenture é o tipo de prótese fixada com cerca de 4 implantes dentários, que é um número menor em comparação com a protocolo. O modelo fica “preso” nos implantes, sendo a alternativa ideal para pacientes que possuem reabsorção óssea.

A prótese é implanto-suportada, devendo ocorrer após a colocação de implantes dentários. Seus acessórios permitem uma melhor fixação das overdentures, e além da reposição dos dentes perdidos, sua estrutura melhora a aparência do terço inferior da face.

Assim como as prótese parciais, podem ser feitas em dois sistemas, são eles:

O’Ring: quando a prótese é junta por um anel de teflon ou metálico de encaixe com um componente protético em formato de bola, adaptado sobre os implantes.

Barra-Clip: quando a overdenture é ligada por meio de clips que se adaptam a uma barra soldada sobre os implantes.

Prótese protocolo

A prótese protocolo também é um dos modelos indicados para a reabilitação oral, sendo um dos tipos de prótese fixa, sendo composta por 12 dentes presos em uma única estrutura, sendo parafusados sobre 4, 5 ou 6 implantes.

No entanto, vale considerar que tanto para a overdenture quanto para a protocolo, o número colocado de implantes tende a variar, isso dependendo da necessidade do paciente.

Contudo, a protocolo é um modelo fixo e só pode ser removido pelo dentista. Também ficando presa sobre os implantes dentários, o modelo também proporciona uma boa estabilidade e assim, segurança em meio ao uso.

Quanto a aparência, a prótese protocolo é bem similar a dentadura, e assim, aos dentes naturais.

Após a colocação dos implantes, é necessário que o paciente aguarde o processo de osseointegração (processo de cicatrização do osso) para que assim haja os ajustes da prótese.

Vale ressaltar ainda que existem diferentes tipos de prótese protocolo, são eles:

Protocolo sobre implante cerâmico: nesse caso, em vez da resina acrílica para a confecção dos dentes, são usadas cerâmica e porcelana, proporcionando um visual mais natural à prótese. Além dessa vantagem estética, é possível perceber boa manutenção de suas propriedades e menor acúmulo de impurezas.

Protocolo em zircônia: se trata de um novo modelo confeccionado totalmente em zircônia, com o processo feito utilizando o sistema CAM/CAD (computador associado a uma impressora 3D). Com essa tecnologia o profissional é capaz de realizar a impressão da prótese em 3 dimensões, em um menor período de tempo. O uso de soldas também é reduzido, dando uma maior resistência à peça.

Coroa dentária

A coroa dentária é o tratamento para quem teve um dente comprometido. Tem como objetivo reconstruir o sorriso, recuperando as suas funções e a estética.

É o tratamento dentário utilizado para a cobertura parcial ou total da parte da coroa do dente natural comprometido. Tem como vantagem a melhora da aparência, do alinhamento dentário e do formato dos dentes no arco.

Ponte fixa

A ponte fixa é um dos modelos mais comuns de prótese dentária e consiste na substituição de um ou mais dentes ausentes com a prótese dentária fixa, ou ponte fixa.

O nome “ponte fixa” se justifica por conta da prótese ser apoiada nos dentes adjacentes ao espaço sem os dentes. É formada por um ou mais dentes que são como pilares, abrangendo o espaço dos dentes comprometidos ou faltosos.

Assim como outros modelos, a ponte fixa também pode ser apoiada sobre implantes dentários. Nesse caso, o método fixo é instalado sobre alguns implantes no maxilar ou mandíbula.

Qual a melhor prótese dentária?

Para escolher a melhor prótese dentária para você, é necessário consultar um dentista especialista em prótese dentária.

É apenas pela consulta e avaliação no consultório que é possível identificar a necessidade e qual a melhor forma de melhorar a estética e as funções da arcada dentária.

Além disso, é pelo alinhamento de expectativas quanto ao procedimento que o paciente também é capaz de ajudar nessa escolha, fazendo com que o dentista leve em conta as suas prioridades para a confecção da prótese dentária ideal.

como limpar protese dentaria

Como limpar a prótese dentária?

A higienização é um fator muito importante não só para o sucesso do tratamento, mas também para a manutenção da saúde bucal.

Nos modelos de prótese fixa, a higienização deve ser feita de forma normal, sendo através de uma escovação precisa, do uso do fio dental e do bochecho com o antisséptico indicado pelo dentista e na frequência recomendada.

Quanto aos modelos móveis, a higienização deve ser feita à parte, devendo o paciente remover a peça para realizar a escovação correta. O uso de uma solução de limpeza também é bem-vindo, e nesse caso, a prótese pode ser deixada “de molho” em um recipiente com o líquido, sendo o indicado antes de dormir.

Quanto custa a prótese dentária?

O valor da prótese dentária vai variar de acordo com o tipo de prótese aderido, e quanto ao profissional e clínica escolhida.

É normal que o preço das próteses dentárias com implante sejam menos acessíveis, já que envolve o valor da aplicação dos pinos de titânio.

Em média, uma prótese móvel custa por volta de R$ 600 (seiscentos reais) e R$ 1.300 (mil e trezentos reais). Já um modelo fixo costuma ir de R$ 1.300 (mil e trezentos reais) a R$ 1.600 (mil e seiscentos reais).

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Veja aqui qual o plano odontológico DentalVidas mais combina com você!

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário