Prótese dentária

A prótese fixa unitária é um tipo de prótese dentária que surgiu para atender a necessidade das pessoas que perdem um dente ou parte dele.

No entanto, existem diferentes tipos de próteses e materiais disponíveis no mercado. Então continue a leitura para conhecer mais sobre:

O que é prótese fixa?

Esse tipo de prótese é caracterizada principalmente pelo fato de ser removida apenas em consultório e não poder ser removida pelo próprio paciente sozinho.

Essa prótese possui diferentes modelos, bem como vários tipos de fixação que podem ser utilizados.

Além disso, entre seus modelos temos a prótese fixa unitária, a parcial e a total, sendo que ambas possuem a função de substituir o ou os dentes que foram perdidos.

O que é prótese fixa unitária?

Ela é um dos modelos de prótese fixa disponíveis, porém, é feita para repor a função de um único dente.

A prótese fixa unitária pode ser usada de duas maneiras:

  • Para repor o dente por completo, nesse caso ela é fixada sobre um implante dentário;
  • Para repor alguma parte danificada do dente, nessa situação ela é fixada sobre a parte remanescente do dente.

Esse tipo de prótese é a melhor opção quando o paciente perdeu um dente ou vários dentes não sequenciais.

Qual a diferença entre implante e prótese fixa unitária?

O implante dentário é um pino, que pode ser feito de titânio ou porcelana, e é fixado no osso de sustentação para substituir a raiz dos dentes.

Inclusive para sua colocação, deve haver toda uma preparação da região de instalação, pois caso a estrutura óssea do paciente não suporte o implante, deve ser feito um enxerto ósseo para evitar complicações.

Já a prótese fixa unitária é um tipo de implante colocado sobre um dente só, que pode ser usado para substituir o dente por completo ou uma parte dele.

Ela também é confeccionada pensando na questão estética, desse modo, ela tenta ao máximo se igualar aos dentes. Normalmente é feita de resina, porcelana ou zircônia.

Como funciona a prótese fixa

Como funciona a prótese fixa?

Ela está disponível em três modelos: a prótese fixa unitária, parcial ou total. As próteses fixas possuem a função de repor um ou mais dentes perdidos.

Desse modo, ela consegue substituir os dentes ausentes e consequentemente protegendo o periodonto de possíveis desgastes causados pela perda dentária.

A perda dos dentes pode provocar a reabsorção dos ossos de sustentação, além de deixar a gengiva suscetível a danos durante a mastigação.

Por isso, quando há um déficit no número de dentes, é indicado procurar um dentista o mais rápido possível para evitar complicações.

Como fazer uma prótese fixa?

Para começar a fazer o uso de uma prótese, primeiro deve-se procurar um profissional para que ele possa analisar o seu caso e te indicar as formas possíveis de resolução do seu problema.

A prótese fixa normalmente é feita em laboratório, com exceção nos casos das próteses provisórias, que geralmente são feitas no próprio consultório odontológico.

Do mesmo modo que cada tipo de prótese possui uma construção diferente, elas também possuem diferenças no modo de fixação, sendo que os possíveis modos de fixação são:

  • Sobre implante, que pode ser feito tanto na prótese unitária fixa quanto nas parciais e totais. Esse tipo de prótese é fixada nos implantes instalados previamente;
  • Fixação por grampos, é utilizada apenas em próteses parciais. Nesse caso ocorre a fixação de grampos em alguns dentes remanescentes e a prótese é fixada sobre esses grampos;
  • Colada, método normalmente utilizado na prótese unitária fixa. Pode ser usada nas próteses fixas adesivas e também para fixação de coroas parciais.

Tipos de prótese fixa unitária

Atualmente existem dois tipos de prótese unitária fixa, a coroa e a prótese fixa adesiva, são elas.

A coroa dentária pode ser feita para substituir de forma parcial ou total o dente danificado. Ela garante resistência e uma melhor aparência ao dente.

Quando é usada para substituir totalmente o dente, ela é fixada sobre um implante e quando utilizada para repor uma parte do dente, ela é colada sobre a parte restante do dente.

Já a prótese fixa adesiva é utilizada para repor um dente por completo, e seu uso só é possível quando os dentes adjacentes ainda estão presentes.

Sua fixação é feita por meio de um processo de colagem, semelhante a das lentes de contato e facetas dentárias.

Quanto custa uma prótese unitária fixa?

O valor da prótese unitária fixa pode variar dependendo do modelo, material, região e profissionais escolhidos.

Além disso, é bom lembrar que a coroa dentária que substitui o dente totalmente costuma ser mais caro por exigir a fixação prévia de implantes. Portanto, a prótese fixa tem seu valor normalmente entre R$ 1.300 (mil e trezentos reais) e R$ 1.600 (mil e seiscentos reais).

E caso o paciente não possua os implantes, sua fixação também pode ser um pouco mais demorada, pois é necessário um tempo para que haja a cicatrização dos implantes.

Materiais utilizados nas próteses fixas

Materiais utilizados nas próteses fixas

A prótese unitária fixa pode ser confeccionada utilizando-se diferentes materiais, cada um deles possui características únicas.

Desse modo, os materiais disponíveis para a confecção delas são:

Resina

Normalmente é utilizada para confecção das próteses provisórias, mas também pode ser usada nas permanentes.

A resina é o material mais barato dentre os disponíveis para a confecção das próteses, mas também é o com menor durabilidade.

Além disso, a prótese unitária fixa de resina precisa ser trocada com uma frequência maior que as outras devido a baixa durabilidade do material.

Metal

Elas são constituídas por uma liga metálica que pode ser feita de vários metais. Apesar de possuir uma ótima resistência e um bom preço, ela causa um grande impacto estético.

Esse impacto é provocado pela diferença da cor do implante e dos dentes. Por isso, seu uso normalmente é indicado para os dentes molares, por estarem menos aparentes.

Zircônia

A zircônia é um material sintético feito com o objetivo de imitar o diamante. Como ele é um mineral fabricado, ele pode ser feito com a cor desejada.

A prótese unitária fixa de zircônia possui uma ótima estética e resistência. Dessa maneira, ela consegue se aproximar muito da aparência do dente natural.

Ela também não tem o costume de causar o escurecimento da gengiva ou de amarelar com tempo. Desse modo, sua maior desvantagem é o seu preço

Porcelana

A porcelana é um material muito popular nos tratamentos estéticos odontológicos, pois sua cor e suas propriedades garantem que ela consiga se parecer muito com os dentes originais.

Sua resistência também é uma das maiores vantagens desse material, além disso, a porcelana também é um material que não costuma escurecer com facilidade.

Quanto tempo dura a prótese fixa unitária?

A durabilidade da prótese fixa unitária normalmente está ligado ao material utilizado para a confecção dela e o tipo de fixação utilizado.

Além disso, o cuidado com a prótese também pode influenciar no seu tempo de vida. Também é válido lembrar que em caso de incômodos, o dentista deve ser procurado o mais rápido possível.

Visitas periódicas ao consultório odontológico

Não só no decorrer desse tratamento, mas ao longo da sua rotina, tenha em mente a importância do acompanhamento odontológico.

É por meio das visitas regulares ao dentista que a avaliação e a detecção de complicações do tratamento possuem a sua detecção a tempo. É também essas visitas que determinam o seu sucesso e durabilidade.

Além disso, os cuidados com a higiene bucal são igualmente relevantes. São eles a escovação adequada, a passagem do fio dental e o bochecho com um antisséptico bucal. Ter uma alimentação saudável também é essencial.

Contanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

Deixe seu comentário