Prótese dentária

O protocolo inferior é um dos tipos de próteses que são utilizadas na arcada inferior e por se tratar de uma prótese total, ela substitui todos os dentes da arcada.

Apesar de ser utilizada apenas para substituir todos os dentes da arcada, ela também costuma ser utilizada em casos onde o paciente perdeu apenas alguns dentes, mas já possui o diagnóstico a respeito da queda dos restantes.

Nesse caso, o paciente pode optar por remover os restantes e instalar a prótese logo em seguida, o que recebe o nome de prótese protocolo de carga imediata.

Portanto, para saber mais a respeito do protocolo inferior, continue acompanhando o artigo abaixo:

O que é uma prótese protocolo?

A prótese protocolo é um tipo de prótese total, ou seja, que serve para substituir todos os dentes de uma arcada.

Sendo assim, essa prótese possui o uso restrito a quando o paciente perde todos os dentes de uma arcada.

Para utilizá-la, o paciente deve possuir implantes, pois eles são os responsáveis pela sustentação desse tipo de prótese.

Isso significa que caso o paciente não possua nenhum implante, ele deverá realizar a instalação de alguns implantes para possibilitar seu uso. Além disso, é possível utilizar tanto o protocolo superior quanto o inferior.

Porém, visto que para utilizá-la o paciente deve não possuir nenhum dente na arcada, ele também possui a opção de remover os dentes restantes para utilizar o protocolo.

Esse tipo de procedimento onde remove-se os dentes restantes para instalar o protocolo é chamado de protocolo de carga imediata.

Ele possui esse nome pelo fato de ser instalado logo após a exodontia. Sendo assim, ele recebe os implantes e um protocolo provisório assim que é finalizado a extração dos dentes, daí o nome de carga imediata.

Como o protocolo dentário inferior é instalado

Como o protocolo dentário inferior é instalado?

A instalação do protocolo inferior é feita através da utilização de implantes, podendo estes ser antigos que já eram utilizados por outra prótese ou novos instalados justamente para a fixação da prótese protocolo.

Sendo assim, o processo de instalação da prótese protocolo irá depender se o paciente já possui ou não implantes.

Desse modo, caso ele já possua o número necessário de implantes para fixar a prótese protocolo, ela já pode ser utilizada logo após sua confecção.

Porém, nos casos onde o paciente não possui nenhum implante previamente instalado é necessário realizar a instalação deles.

A instalação dos implantes pode variar de pessoa para pessoa, e apesar de que normalmente utilizam-se apenas 4 implantes, existem casos onde podem ser utilizados até 6 implantes.

Os requisitos para sua instalação são que o paciente possua um volume ósseo adequado para suportar os implantes e que seu periodonto, que são os tecidos de sustentação dos dentes, não estejam sendo afetados por nenhum tipo de complicação.

Dessa maneira, caso não possua o volume ósseo necessário, primeiro é necessário realizar um implante ósseo para que seja possível atingir a densidade óssea requerida.

No caso de o paciente sofrer com periodontites ou gengivite, é necessário que ele trate-as antes de iniciar o processo de instalação do protocolo inferior.

Assim que os implantes são instalados, há a necessidade de aguardar o período correspondente à osseointegração, que é o tempo necessário para que o implante se firme no osso de sustentação.

Esse período só não é necessário no protocolo inferior carga imediata, visto que ele é instalado logo após a extração dos dentes, durante o mesmo atendimento.

Sendo assim, o protocolo dentário de carga imediata instala uma prótese protocolo provisória logo após a instalação dos implantes, o que permite que ela seja instalada rapidamente.

Tipos de prótese protocolo inferior

Atualmente, todo tipo de prótese oferece ao paciente a possibilidade de escolher o tipo de material utilizado em sua confecção.

Dessa maneira, o protocolo inferior não é diferente. Assim, ele oferece ao paciente a possibilidade de optar qual tipo de prótese mais o agrada.

Sendo assim, os diferentes materiais utilizados no protocolo inferior são:

protocolo inferior resina

Resina sobre estrutura metálica

A prótese protocolo feita de resina possui os dentes e gengivas artificiais confeccionados de resina acrílica, o que garante uma boa estética para a prótese.

Porém, assim como a metalocerâmica, sua estrutura em metal pode acabar proporcionando a ela um déficit estético devido ao contraste da cor do metal com a tonalidade das gengivas.

Outro ponto negativo está no fato de a resina ser um material mais poroso, o que acaba fazendo com que a prótese tenha uma resistência menor ao amarelamento e ao desgaste.

Desse modo, apesar de tudo, esse ainda é o modelo de prótese protocolo mais em conta.

protocolo inferior metalocerâmica

Metalocerâmica

A prótese protocolo metalocerâmica é um tipo de prótese que possui as gengivas e dentes artificiais feitas de porcelana odontológica e sua estrutura e implantes confeccionados de metal.

Dessa forma, ela consegue garantir uma ótima resistência e durabilidade, assim como uma boa estética, porém sua estética pode deixar a desejar em alguns casos.

Isso se deve ao fato de que algumas vezes a estrutura metálica pode acabar aparecendo, o que resulta em um déficit estético devido a coloração do metal.

protocolo inferior metal free

Metal free

A prótese protocolo metal free é um tipo de prótese protocolo que, assim como o nome sugere, não utiliza metal em sua confecção.

Dessa forma, ela possui dentes e gengivas artificiais confeccionadas de porcelana odontológica e sua estrutura e implantes feitos de zircônia.

Sendo assim, nesse tipo de prótese, a zircônia é utilizada como substituto do metal, dessa maneira, ela é uma ótima alternativa para os alérgicos a materiais metálicos.

Além disso, pelo fato de a zircônia odontológica utilizada possuir uma tonalidade esbranquiçada, ela proporciona uma estética mais agradável que o metal.

Qual o diferencial do protocolo para outras próteses inferiores?

As próteses inferiores sempre tiveram um processo de adaptação um pouco mais complicado, o que se deve ao fato de ficarem posicionadas no local onde fica a língua.

Dessa maneira, muitas próteses, em especial as removíveis apresentam maiores dificuldades de adaptação por conta disso.

Sendo assim, diferentemente dos outros tipos de prótese que apresentam problemas de adaptabilidade e afins, o protocolo inferior não apresenta nenhum desses.

Isso se deve ao fato de se tratar de uma prótese fixa sobre implantes. Desse modo, os implantes promovem a estabilidade necessária para que ela possa ficar estável e confortável, evitando assim os problemas de adaptação.

Além disso, ela também garante ao paciente um maior conforto, devido ao fato de ele não precisar se preocupar se ela vai se soltar durante o uso.

Prótese protocolo inferior preço

A prótese protocolo inferior não possui um preço fixo, visto que seu preço pode variar de acordo com o local, profissional, e material escolhido para a confecção da prótese.

Dessa maneira, essa prótese tende a custar até R$ 4.000 (quatro mil reais), podendo variar para mais ou para menos de acordo com as variáveis citadas acima.

Quando o protocolo inferior não é recomendado?

A prótese protocolo inferior pode ser utilizada por quase todas as pessoas devido ao fato de não possuir quase nenhuma contraindicação.

Porém, ainda existem alguns casos onde esse tipo de prótese não é recomendada, que é quando o paciente não possui volume ósseo necessário para suportar os implantes ou possuem algum tipo de complicação gengival.

No entanto, esses problemas que impedem seu uso ainda podem ser corrigidos. Desse modo, caso o paciente não possua o volume ósseo necessário, ele pode realizar um implante ósseo para conseguir obter o volume necessário.

Outro problema que pode impedir sua instalação é a presença de gengivite e periodontites, que podem acabar interferindo na instalação. Porém, essas condições podem ser tratadas antes de iniciar-se o processo de fixação, garantindo assim que elas não se tornem um transtorno.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são responsáveis por garantir que o dentista possa avaliar o estado do protocolo inferior e realizar as manutenções que forem necessárias.

Por meio delas, o paciente também consegue relatar qualquer tipo de sintoma anormal que ele esteja sentindo, e assim o dentista consegue iniciar o processo de avaliação para identificar os problemas.

Ele também consegue garantir que o tratamento de problemas como o tártaro e a cárie, sejam tratados logo em seu início, evitando que se tornem complicações severas.

Além disso, por meio delas também é possível efetuar a profilaxia, que é limpeza profissional dos dentes e deve ser feita de 6 em 6 meses para a manutenção da higiene dos dentes.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

FAÇA SUA AVALIAÇÃO GRATUITA

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário