Doenças

O sapinho na língua, assim como o sapinho na boca, é uma infecção muito comum em bebês e pessoas com a imunidade baixa. Este fungo pode atacar vários locais da boca, e a língua é um deles. Veja aqui tudo sobre o sapinho na língua.

lingua com sapinho

Sapinho na língua o que é?

Além de bebês, o sapinho é comum em pessoas com imunidade baixa e aquelas que usam sprays de esteroide para asma. Ele é uma doença que provoca lesões brancas na região afetada, neste caso na língua, que em casos mais graves pode se espalhar causando até a falência múltipla de órgãos.

Apesar de este ser um alerta perigoso, o sapinho na maioria dos casos é uma infecção simples e fácil de ser tratada. Ela é muito comum, devido a bactéria causadora estar presente em nosso organismo, mas que se desenvolve com mais força em pessoas que possuem desequilíbrio imunológico, como já mencionamos.

Possíveis causas do sapinho na língua

O sapinho é causado pelo fungo Candida albicans. No início da infecção, o nosso organismo é capaz de se defender deste fungo, porém, bebês, pessoas idosas e imunodeprimidas, por isso ele é mais frequente em aidéticos, estão mais suscetíveis a desenvolverem a doença.

Além disso, existem alguns tratamentos que podem afetar a boca, o que a deixa ainda mais frágil e facilita a proliferação deste fungo e do sapinho. Veja alguns dos tratamentos que podem fragilizar a mucosa bucal.

  • Quimioterapia.
  • Radioterapia.
  • Antibioterapia.
  • Corticoterapia.

A causa do sapinho na língua ou como também é chamado candidíase oral, em bebês também pode estar relacionado com a falta de cuidados básicos com utensílios usados no dia a dia da criança. Como elas são mais frágeis e possuem uma maior predisposição a contraírem essas doenças, exigem um cuidado maior.

Mamadeiras, bicos e até mesmo o seio da mãe devem estar bem higienizados e livres de qualquer impureza. Além disso, a mãe contaminada com o vírus pode acabar contaminando o bebê pelo contato direto com a criança.

O sapinho em recém-nascidos

Ele também pode ser muito comum em crianças recém nascidas por poder ser transmitido pela mãe a seu filho durante o parto, ela vai se manifestar, após o nascimento até o segundo mês. 

E geralmente desaparece de maneira espontânea, mas que exige acompanhamento, pois pode ser um processo doloroso.

sapinho na lingua

Como prevenir o sapinho na língua

Veja algumas dicas de como prevenir o sapinho na língua.

Manter a higiene

Manter a higiene é muito importante quando o assunto é prevenir o contágio com o fungo, principalmente quando se trata de bebês, mantenha os banhos regulares e a limpeza correta da boca.

Atenção às crianças

Não deixe que as crianças compartilhem objetos que elas levam à boca, pois assim elas podem ser infectadas por outras crianças que já contenham a infecção.

Use roupas confortáveis

Essa dica é fundamental em épocas de muito calor, roupas confortáveis ajudam a se manter menos aquecido, e nas estações quentes a proliferação do fungo é mais comum, pois o nível de suor é maior e deixa nossos corpos úmidos por mais tempo.

Lave bem as mãos

Essa dica vale para evitar diversas doenças contagiosas, principalmente quando for prestar cuidados ou pegar a criança no colo, lave suas mãos com água e sabão, para evitar contagiar a criança.

Higienize tudo que for a boca

Principalmente as mamães de bebês devem higienizar todos os utensílios que a criança tem o costume de levar a boca, higiene com água os mamilos antes de amamentar, as mamadeiras e chupetas devem ser esterilizadas  e não deixe que a criança leve qualquer objeto à boca.

As crianças, principalmente os bebês têm o costume de levar tudo que acharem no chão a boca, e além das chances de contaminação com bactérias os riscos de problemas causados por os engolir são grandes e por isso é importante que fique atento com crianças pequenas.

Cuide da higiene bucal

Essa dica também voltada para os bebês, tenha cuidado em realizar sua higiene bucal após cada mamada. E para garantir que ela seja eficaz use a dedeira, gaze umedecida ou escova de dentes própria para recém nascidos.

Mesmo não possuindo dentes, é importante que se faça a limpeza da boca para evitar a contaminação e proliferação de bactérias.

Beba água

A água além de manter a hidratação de nosso corpo, ajuda a lavar nossa boca dos restos alimentares que possam se armazenar nela. Por isso, beba bastante água e em bebês ofereça de 5 a 10 ml de água após as mamadas para remover os restos de leite da boca.

Evite o compartilhamento de objetos pessoais

Evite usar os mesmos copos e talheres que outra pessoa, ou então mantenha-os sempre bem higienizados, não deixe que as crianças compartilhem alimentos como pirulito ou geladinhos, e nunca compartilhe objetos de uso pessoal, como as escovas de dentes e roupas íntimas.

É importante lembrar que como esse fungo pode ser transmitido para os bebês pela a mãe durante a amamentação, roupas íntimas como os sutiãs devem ser sempre bem higienizadas, nunca compartilhe com outras pessoas ou experimente os sutiãs antes de lavar.

Fique atenta com mudanças em seu mamilo

Para as mamães que estão amamentando, tenha cuidado com seus mamilos, pois o bebê pode transmitir o fungo para a mãe, e mesmo depois de ser curado da infecção voltar a se contaminar devido ao contato com a mãe contaminada.

Mamas coçando, sensação de queimação e fisgadas, após as mamadas, ou ainda vermelhidão em mamilos e aréola, pele brilhante ou com fina descamação, podem ser sinais de contaminação com o fungo da Candida albicans. Também podem haver placas esbranquiçadas na área das mamas.

Evite beijar os bebês

Outro motivo que pode levar a contaminação de bebês com o fungo são as famosas “bitoquinhas na boca” na criança. Por isso, ao visitar recém-nascidos evite beijá-los, as chances de contaminação da boca dos adultos para a criança são grandes.

E quando uma mãe lhe pedir para não realizar esse tipo de contato com o bebê respeite sua decisão, e não seja uma visita indesejada.

Como tratar o sapinho na língua

Primeiro é preciso que seja feito um diagnóstico da infecção com o fungo, depois disso o médico vai te indicar um antifúngico por via oral, e ainda algumas medidas de assepsia do local a serem tomadas.

É preciso também que você descubra o que está causando a candidíase, para que possa impedir seu surgimento, desta forma você irá cortar o mau pela raiz. E depois de identificar a causa e eliminá-la e hora de tratar o problema.

Em uma consulta com o médico, ele irá receitar os remédios como antifúngicos líquidos, creme ou gel na região infectada da boca, nos casos mais graves da infecção. É recomendado que se faça a limpeza das lesões da cavidade bucal com uma gaze com solução de bicarbonato de sódio a 2%.

Remédios naturais

Existem várias receitas caseiras para eliminar o sapinho, no entanto é preciso ter cuidado com o que se irá fazer, uma boa receita é o gargarejo à base de água salgada e o leite com mel para aliviar as dores de garganta causadas pelo sapinho.

Não deixe de consultar o seu médico e avaliar possíveis doenças que possam estar causando o sapinho e tratar o quanto antes. Um bom plano odontológico também pode te ajudar, pois os dentistas são capacitados para realizar este tipo de diagnóstico.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

Deixe seu comentário