Saúde Bucal

Siso nascendo | Há quem ousa dizer que um dos maiores desconfortos bucais ocorre quando o siso está nascendo.

Não é a toa que o nascimento do terceiro molar é um dos principais acontecimentos que marcam não só o desenvolvimento da zona bucal, mas também geral.

Veja aqui quais são os sintomas do nascimento do siso, o que fazer e quais as melhores formas de como tratar a dor:

O que é o dente do siso?

O dente do siso, também chamado de terceiro molar,  “dente do juízo” ou “dente queiro”, desenvolve na arcada comumente entre os 16 e 21 anos de idade. São os últimos dentes permanentes a nascerem, e os últimos molares de cada lado dos maxilares. 

Normalmente, o nascimento do dente do siso é marcado por bastante turbulência, já que na maioria dos casos a arcada dentária não possui espaço o suficiente para posicioná-lo corretamente a mordida. 

Dessa forma, os dentes do siso tendem a ficar inclusos, presos embaixo do tecido gengival por de outros dentes ou osso, o que pode levar a formação de um edema e causar uma forte dor no local.

Há também casos em que os dentes do siso nascem apenas parcialmente ou mal posicionados, levando ao apinhamento dentário e a demais problemas. Tendo em vista que a dentição antes de completado os 20 anos de idade possuem raízes em menor fase de crescimento, levando a complicações em sua remoção.

Há ainda casos de agenesia dos sisos, em que o gérmen não é formado, resultando na não formação dos terceiros molares.

No entanto, o dente do siso também pode nascer normalmente como os demais componentes da dentição. A sua erupção assim ocorre de forma gradual e na ausência de qualquer tipo de sintomatologia.

Ao todo, nossa arcada dentária é composta por 4 dentes sisos, sendo 2 superiores e 2 inferiores, que se desenvolvem aleatoriamente e se localizam ao final da mordida, sendo o último de cada lado da curvatura.

O tempo de nascimento do dente de siso varia de acordo com o espaçamento disponível, mas é bom que já no início da erupção o dentista seja contatado para uma avaliação e que irá analisar se há ou não espaço suficiente. O paciente irá ser encaminhado para uma série de exames de imagem para uma melhor perspectiva.

Dente siso nascendo, quais os sintomas?

Entre os principais sintomas do siso nascendo estão:

  • Dor intensa;
  • Gengiva inflamada ou “gengiva inchada” (edema ou abscesso);
  • Dificuldade em movimentar a boca (trismo);
  • Halitose (mau-hálito).

Contudo, a percepção ocorre pela inflamação dos tecidos molares circundantes ao dente de siso, que pode ser identificado já no início de seu nascimento. 

Além disso, em casos de impactação dentária, o dente do siso pode também influenciar dores de cabeça, nos maxilares e até mesmo na região do ouvido.

Quanto aos sintomas de um estágio mais grave, os problemas relacionados ao nascimento do siso podem ser visíveis no desalinhamento da dentição, principalmente nos dentes da frente. Isso graças à pressão feita em meio ao desenvolvimento do molar e que pode atingir até mesmo a região anterior.

Dente do siso nascendo

Dente do siso nascendo, gengiva inchada, o que fazer?

Como dito, o nascimento do siso costuma ser um período bastante desconfortável e de bastante incômodo. Isso se deve muitas vezes às complicações decorrentes de anomalias quanto ao seu nascimento e problemas quanto à acomodação.

Logo, esse meio tempo geralmente é marcado por remédios de alívio e receitas caseiras de mesmo efeito e que devem ser indicadas pelo dentista. No entanto, é imprescindível que a visita ao dentista seja feita o quanto antes, uma vez que problemas de siso nascendo pode não estar associada ao desconforto e levar a complicações gravíssimas.

Seja problemas decorrentes da erupção parcial ou incompleta, na ausência de um tratamento no consultório odontológico, inflamações nos tecidos molares ao seu redor, pela pericoronarite ou infecção pericoronária, podem levar até mesmo a perda dentária.

O que é dente do siso incluso?

O dente do siso incluso, ou semi-incluso se remete ao que o terceiro molar não consegue ou consegue somente de forma parcial, romper e sobressair a gengiva. Dessa forma o dente, ou parte dele, se localiza abaixo do tecido gengival, podendo também adentrar o osso. 

Caso uma parte se sobressaia fica torto ou impactado, tal como fica deitado dentro do osso maxilar pela falta de espaço.

Logo, nesse caso o dentista irá encaminhar o paciente para um exame radiográfico ou a uma tomografia, já que na maioria das vezes, somente por exames de imagem que se consegue informar a posição do dente siso incluso.

Dentre as principais motivações da inclusão do molar é justamente a ausência de espaço na dentição, fazendo com que ele seja impedido de nascer totalmente. Fatores genéticos e traumas dentários em meio a infância também podem resultar na condição.

Entre as demais complicações associadas ao siso incluso, a reabsorção das raízes dos dentes próximos em que entram em contato intra-ósseo, ou até mesmo a formação de cáries nos semi-inclusos, pela higienização dificultada.

Existe também a possibilidade dos sisos inclusos causarem o aparecimento de cistos ou tumores no interior da estrutura óssea que os envolvem.

extração do siso

Quando a extração é indicada para o siso nascendo?

Logo após a avaliação feita do dentista e a análise dos exames requeridos, a abordagem mais indicada na percepção de desalinhamento, inflamação ou infecção, é a extração do dente.

Este processo cirúrgico é feito sob anestesia local. No entanto, para evitar totalmente o desconforto, o dentista poderá prescrever alguns antibióticos e anti-inflamatórios analgésicos anteriormente à cirurgia.

Levando em conta o quadro em que o siso se encontra, o cirurgião-dentista poderá fazer o corte não apenas do tecido gengival, mas também do osso que o faz cobertura.

Após a remoção do dente siso, o odontologista finaliza a sessão realizando pontos na área afetada, permitindo que a cicatrização ocorra o mais rápido possível e evitando complicações futuras, como infecções.

Quanto tempo demora a extração do dente siso nascendo?

A extração não demora muito tempo, no entanto, deve-se levar em conta que cada caso possui suas particularidades, que podem alterar a duração da sessão de cirurgia.

A duração da cirurgia do siso também pode variar tendo em vista o posicionamento em que o dente siso se encontra, casos de complicações presentes e se algum outro processo é necessário.

Por fim, o tempo de pós-operatório e de recuperação também deve ser considerado. Nesse período é necessário que o paciente tenha em mente que alguns cuidados devem ser feitos para um pós-operatório tranquilo, como aplicações de compressas de gelo para evitar e reduzir o inchaço, alimentação baseada em líquidos e frios, em um repouso que vai de 7 a 10 dias que aguarda a retirada dos pontos.

dor do dente siso nascendo

Afinal, como aliviar a dor do dente siso nascendo?

Levando em conta que a extração do dente siso nem sempre é indicada, o foco tende a ser somente no alívio da dor causada pelo nascimento do siso. Veja quais são as melhores formas de aliviar o desconforto:

  • Aplicação de compressas quentes ou frios

Enquanto o calor vai ser favorável para o relaxamento e amenização do incômodo, a compressa fria irá ajudar na desinflamação do local, contendo sangramentos e favorecendo a cicatrização de feridas.

  •  Analgésicos

Os analgésicos são medicamentos próprios para a amenização de dores. Dessa forma, o dentista pode prescrever fármacos como dipirona e paracetamol visando esse efeito.

  •  Anti-inflamatórios

Em casos de inflamação, buscando reduzir e tratar seus sintomas, o dentista fará a recomendação de alguns anti-inflamatórios como o naproxeno e o ibuprofeno.

  • Água morna com sal

Para o tratamento da dor, receitas caseiras como a solução de água morna com sal também são capazes de trazer certo alívio. O bochecho deve ser feito por 30 segundos.

  • Chá de Própolis

Outra receita caseira que pode ser uma solução para esse problema temporário é o chá de própolis, que por sua vez, possui ação analgésica, anti-inflamatória e antisséptica.

 Em sua composição é utilizada 2 colheres de sopa de maçã e 30 gotas de própolis. A ingestão ou bochecho deve ser feita ao esfriar, ao menos 3 vezes ao dia.

  • Alimentação cuidadosa

Uma alimentação cuidadosa e baseada em alimentos líquidos, pastosos e em baixa temperatura também é capaz de proporcionar certo alívio. Isso levando em conta que alimentos duros tem sua mastigação dificultada pelo desconforto e alimentos quentes tendem a intensificar o desconforto e o estágio de inflamação da gengiva.

  • Higiene bucal adequada 

Uma higiene bucal eficiente também é essencial para que as dores não sejam intensificadas por problemas bucais. Uma boa higiene, não só do siso, é extremamente essencial, evitando danos decorrentes da evolução da placa bacteriana, como cáries e doenças gengivais. 

A higienização deve contar não só com a escovação, mas também com a passagem do fio dental e bochecho com antisséptico.

  • Visitas regulares ao dentista

Com as visitas regulares ao dentista, o profissional é capaz de fazer um diagnóstico precoce do problema, já encaminhando o paciente para o tratamento ideal.

Vale ressaltar que muitas vezes o siso nascendo está associado a outros problemas bucais relacionados à ausência de uma higiene bucal eficiente, já que dificulta a boa higienização.

Assim sendo, cabe ao dentista dar orientações e recomendações quanto a adesão de bons hábitos, evitando a evolução da placa bacteriana e infecções futuras, durante até mesmo o uso do aparelho.

Logo, não hesite em procurar seu dentista ao perceber alguns dos sintomas citados. Antes de iniciar o tratamento, o profissional pode indicar que a limpeza profissional, que também deve ser periódica, seja feita.

Portanto, o plano odontológico Dental Vidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Veja aqui qual o plano odontológico Dental Vidas mais combina com você!

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

Deixe seu comentário