Aparelho Ortodôntico

A ortodontia é uma das principais especialidades da odontologia.

Existem uma série de tipos de tratamentos possíveis de serem feitos, seja para a correção da má oclusão dentária ou apinhamento dentário.

Você sabe quais são os tipos de aparelho dental disponíveis pela ortodontia? Sabe quais são as indicações e benefícios de cada um? Conheça aqui e descubra qual é o melhor para você:

O que é aparelho dental?

O aparelho dental é o tipo de tratamento principal que está por trás da ortodontia. A ortodontia tem como objetivo principal a correção do posicionamento dos dentes e dos ossos maxilares, buscando recuperar a harmonia do sorriso da face, e também a boa execução das funções bucais.

Logo, é o aparelho dental o instrumento utilizado para solucionar problemas relacionados ao alinhamento e ao posicionamento dos dentes da arcada dentária.

Problemas relacionados à mordida incorreta, comprometem não só a estética do sorriso, mas também o seu funcional, interferindo no bom desempenho da fala e da mastigação.

Além disso, essas complicações também são capazes de comprometer o bom estado da saúde bucal, dificultando a sua limpeza e favorecendo a proliferação de bactérias e o surgimento de problemas bucais como as cáries e as doenças gengivais.

Tendo em vista as consequências, o paciente deve recorrer a um tratamento ortodôntico o quanto antes, evitando danos ainda mais graves, como a perda dos dentes. O dentista especializado em ortodontia é chamado ortodontista, devendo ser ele a indicar a melhor abordagem.

quando o aparelho dental é indicado

Quando o aparelho dental é indicado?

A ortodontia não está ligada apenas a um sorriso mais bonito, mas também à saúde bucal. Entre as possíveis indicações de um aparelho dental estão:

  •         Má oclusão (mordida incorreta);
  •         Dentes tortos (encavalados) e apinhados;
  •         Espaçamento entre os dentes (diastema);
  •         Dentes protruídos (para frente);
  •         Mordida aberta – normalmente resultante de um longo período de tempo usando chupeta, mamadeira ou de hábito de sucção do dedo;
  •         Encaixe incorreto entre o arco superior e inferior.

Dessa forma, o aparelho tem como objetivo corrigir a mordida, devolver o alinhamento correto dos dentes, corrigir espaçamento entre os dentes, além de realizar a ação preventiva a má oclusão.

Por fim, dores na mandíbula e dificuldade na fala e fonética na infância também estão entre as motivações do uso do aparelho dental.

quais os tipos de aparelho dental

Afinal, quais os tipos de aparelho dental?

Como dito, o tratamento pela ortodontia pode ser feito de diferentes formas, podendo variar quanto às necessidades principais, quanto ao estado da saúde bucal do paciente, sua idade, prioridades e objetivos de uso.

Quanto a forma de abordagem, os aparelhos podem ser divididos em fixos e móveis, e assim divididos em modelos.

Aparelho fixo

O aparelho fixo, como o próprio nome indica, é o tipo de aparelho dentário que não pode ser removido ao longo do tratamento, tendo em meio a seu processo manutenções mensais feitas em consultório odontológico para sua avaliação e ajustamento à favor da reabilitação do sorriso.

Um ponto positivo do fixo é a segurança que ele proporciona, porém, o seu uso requer um maior cuidado, já que tende a dificultar a higiene bucal, que pode necessitar de instrumentos adicionais como o passa fio e a escova interdental.

Entre os modelos de aparelho fixo estão:

Aparelho fixo metálico

O aparelho fixo metálico se trata do modelo de aparelho mais utilizado, sendo conhecido como sendo o tradicional.

A correção dos problemas de oclusão pelo modelo metálico é feita diretamente nos dentes, promovendo sua movimentação até a arcada se posicionar corretamente. Logo, a correção é feita pela força mecânica realizada pelos componentes metálicos e que é exercida pelo apertamento do aparelho pelo dentista.

A composição dos aparelhos fixos metálicos, além das estruturas metálicas (fios e braquetes) também é marcada pelas borrachinhas, usadas para fixar o fio nos braquetes e estão disponíveis em várias cores e formatos. É justamente a estrutura do aparelho fixo, o seu diferencial, já que possui um forte impacto na aparência, o que pode ser positivo ou negativo.

Aparelho fixo estético

O aparelho fixo estético é um tratamento de mesma base do que o do metálico, no entanto, possui uma maior valorização da estética. Dessa forma, é uma forma de tratamento ortodôntico mais discreta, o que é um fator positivo a ser levado em conta por muitas pessoas, principalmente adultos.

Também é composto por fios e braquetes, contudo, os materiais utilizados em sua confecção são transparentes, tais como safira e porcelana, o que permite que eles se camuflam na dentição original e não sejam tão visíveis ao falar e sorrir. No entanto, esse tratamento tende a ter um valor superior ao convencional.

O aparelho estético de porcelana é mais resistente do que o de safira, que em contrapartida é um material ainda mais translúcido. Por conseguinte, o preço do de porcelana é o mais acessível.

Aparelho Transparente

O aparelho transparente é um modelo fixo que prioriza ainda mais a estética ao longo do tratamento. Podendo ser totalmente confeccionado em policarbonato, cerâmica e safira, o aparelho apresenta toda a sua estrutura feita em material translúcido, o que permite uma experiência ainda mais estética e benéfica.

O aparelho transparente em policarbonato é um material de característica opaca e de menor resistência, o que necessita de um maior cuidado quanto a higienização e alimentação já que tende a amarelar e quebrar com maior facilidade. Também é o material que oferece um maior atrito, o que dificulta as funções do sorriso.

O de cerâmica, por sua vez, também é opaco, mas apresenta maior resistência e uma movimentação beneficiada pela ausência de atrito.

Por fim, o de safira é o de maior valor aquisitivo, já que é o modelo mais resistente, eficiente, e também mais estético, já que possui um potencial ainda mais translúcido.

Aparelho lingual

Com o mesmo objetivo do aparelho fixo tradicional, o aparelho lingual também visa a reabilitação do alinhamento dentário.

A grande diferença desse modelo para com o metálico convencional é que seus braquetes são posicionados na parte interna dos dentes, permitindo com que haja o contato com a língua.

A indicação desse tratamento geralmente é feita para atletas de esportes que possuem muito contato físico, evitando machucados e feridas na boca em meio a prática.

Aparelho extensor de palatino

O aparelho extensor de palatino ou expansor palatino não é um dos aparelhos mais conhecidos, mas é uma opção de tratamento comum a dentes entrecavalados e dentes tortos.

Esse aparelho promove um ganho transversal na largura do palato (céu da boca), sendo uma vantagem a correção do sorriso torto.

O uso do expansor palatino geralmente é indicado diante de casos de mordida cruzada em jovens, que é caracterizado pelo estado em que a região posterior do arco superior se encontrar estreito em relação ao inferior, assim, pelo desalinhamento da arcada superior com a inferior na mordida.

Também pode ser recomendado para aumentar o espaçamento disponível para dentes anteriores apinhados.

Em adultos, o tratamento normalmente está associado a uma cirurgia. Quanto antes o processo de reabilitação for iniciado, menos invasiva será a técnica utilizada.

Aparelho autoligado

O aparelho autoligado também é um modelo metálico, no entanto, é uma opção que não precisa de borrachinha.

Sua estrutura compreende um fio ortodôntico fixado diretamente no braquete, o que proporciona uma experiência mais confortável e mais discreta, já que não conta com a presença das borrachinhas.

Além do conforto e melhor estética, outra vantagem do modelo autoligado é a sua promoção de resultado mais rápido, isso por conta de sua maior eficácia. Assim como o aparelho fixo metálico, também pode ser encontrado em safira ou porcelana.

A eficácia significativa desse tipo de tratamento está ligada a seu sistema de “porta”, que fixa o fio metálico sem a necessidade dos elásticos (borrachinhas), eliminando o atrito e trazendo precisão ao alinhamento. Com isso, o paciente também pode ser beneficiado por uma higiene bucal facilitada.

Aparelho móvel

O aparelho móvel, em contraste com a subdivisão dos fixos, é a versão mais prática do aparelho ortodôntico contando com uma higienização simplificada.

Aqui a higiene bucal deve ser acompanhada da higiene do aparelho, que pode ser feita por uma escova extra macia à parte.

Os modelos de aparelho móvel são indicados para casos mais simples de má oclusão dentária, deixando os mais graves por conta dos fixos.

Normalmente são indicados para crianças até os 12 anos e que não possuem dentição definitiva e para pessoas que trabalham com a imagem e que prezam por um tratamento mais discreto.

Os tipos de aparelho móvel são utilizados com o objetivo de estimular as mudanças na estrutura óssea e de fazer a reabilitação do sorriso. Por fim, também pode ser utilizado logo após finalizado o tratamento com o aparelho fixo metálico, mantendo a harmonia do sorriso e impedindo que os resultados adquiridos regridam.

Aparelho invisível ou Invisalign

É um aparelho que não utiliza peças nem metálicas e nem estéticas. Ele é feito com uma peça única através de moldeiras transparentes de tecnologia 3D que se encaixam apenas na boca em que foi moldado. É semelhante às placas utilizadas para clareamentos dentários.

As placas do aparelho invisível são dadas regularmente pelo dentista e devem ser trocadas em casa de 15 em 15 dias, seguindo as orientações do dentista, podendo ser removido antes das refeições e da higiene bucal.

Tanto o aparelho (as placas) como suas manutenções mensais possuem um custo elevado, e por isso não é acessível para todos. Por ser indicado para tratar casos menos graves como leves apinhamentos (dentes tortos), o tempo de tratamento é mais rápido do que o com o fixo, ficando em torno de 12 a 18 meses.

Aparelho de Contenção

O aparelho de contenção é exclusivamente usado depois de um tratamento ortodôntico com aparelho fixo, atuando contendo a movimentação tendenciosa dos dentes na falta do fixo.

O seu uso, assim como os demais deve ser acompanhado por um dentista, que irá estabelecer o tempo de uso, até que a dentição fique estável. No entanto, a dentição possui memória, fazendo com que sempre tende a voltar ao que era antes da reabilitação. Dessa forma, a contenção pode ser mantida por anos, ou usada por tempo indeterminado.

Aparelho extrabucal

O aparelho extrabucal, mesmo sendo uma das opções móveis, é um dos modelos que menos agrada os pacientes, isso considerando a sua maior visibilidade em comparação aos demais tipos de aparelho.

No entanto, mesmo trazendo um desconforto estético, ele é um tratamento fundamental diante de alguns casos mais graves, sendo a opção mais recomendada. O modelo extrabucal, mesmo tendo a estética como uma desvantagem, é decisivo em alguns casos, atuando diminuindo as chances de extrações de dentes ou cirurgias.

É comum que esse aparelho seja usado em pacientes que estejam passando por fase de crescimento, tendo como objetivo principal adequação do desenvolvimento ósseo.

Aparelho móvel funcional ou ortopédico

Os aparelhos móveis são indicados quando a correção do problema de oclusão requer o reposicionamento da mandíbula e da maxila. São frequentemente recomendados para crianças e adolescentes que ainda estão em fase de desenvolvimento, buscando solucionar problemas de mordida aberta ou mordida cruzada.

Por realizarem a movimentação e a inibição dos movimentos da arcada dentária, podem evitar a necessidade de tratamentos ortodônticos no futuro.

quais são os cuidados necessários durante um tratamento ortodôntico

Quais são os cuidados necessários durante um tratamento ortodôntico?

Independente do aparelho utilizado em seu tratamento, é importante que, para uma experiência mais tranquila e livre de complicações, alguns cuidados sejam adotados na rotina:

  • Higienização completa e adequada – escovação, passagem do fio dental e bochecho com enxaguante bucal – com a ajuda de instrumentos próprios no caso do fixo;
  • Cuidado com a alimentação – evitando alimentos muito pigmentados e com alto teor de açúcar, e duros no caso de tratamento com aparelho fixo;
  • Cuidado com o manuseamento – principalmente com os móveis, os removendo e guardando de forma apropriada;
  • Visitas periódicas à clínica odontológica.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são essenciais em meio ao uso de aparelho, já que é justamente por essas sessões que é feita a avaliação do processo e a manutenção do alinhador.

É também por essas idas que é possível ser feita a ação preventiva do tratamento, realizando procedimentos também regulares como a profilaxia (limpeza profissional), que deve ser feita de 6 em 6 meses.

Vale ressaltar que o melhor tratamento está sob a indicação e a percepção do ortodontista, que irá encaminhar o paciente para exames clínicos e radiográficos, e assim tirar a conclusão a partir de sua saúde bucal.

Por fim, não hesite em contatar o dentista em casos de danos ao aparelho, já que acidentes interferem diretamente no sucesso do tratamento. 

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!

Leave a comment