Saúde Bucal

Os tipos de sorriso estão frequentemente associados aos problemas de má oclusão que comprometem a mordida.

Dessa forma, para alcançar o sorriso perfeito é muito importante que além de considerar os cuidados quanto a saúde bucal, que o tratamento dessas anomalias sejam feitos o quanto antes pelo dentista.

Conheça aqui quais são os principais tipos de sorriso e como alcançar o sorriso perfeito:

Como é uma mordida correta?

Antes de saber como deve ser uma mordida correta, é mais fácil reconhecer quando o sorriso não está harmônico e com uma estética e funcionamento agradável. Mesmo considerando as mais leves desarmonias, uma mordida errada é capaz de trazer uma série de complicações à saúde bucal e à aparência.

Logo, uma vez que os dentes estão posicionados em seu devido lugar, há a mordida correta. No sorriso ideal, os dentes em oclusão (cerrados) devem tocar uns nos outros de forma em que haja o alinhamento entre os dentes da arcada dentária superior e os da inferior.

Na mordida errada, os dentes são encaixados de forma incorreta uns nos outros, havendo o desencontro entre as arcadas, comprometendo não só a estética, mas também a mastigação, fala e respiração.

Os problemas relacionados a mordida, ou má oclusão dentária, podem afetar qualquer um dos quatro tipos de dentes da arcada, incisivos, caninos, pré-molares e/ou molares. Cabe ao dentista identificar quais são os dentes envolvidos, e assim realizar o melhor planejamento para o tratamento.

Quais são as consequências de uma mordida incorreta?

Na falta do tratamento ideal, o problema de oclusão pode proporcionar uma série de complicações para a saúde bucal, variando quanto ao tipo de sorriso e a gravidade do caso.

Entre as principais consequências da má oclusão estão:

  • Má higiene bucal – favorecendo problemas bucais como tártaro, cárie e gengivite;
  • Dificuldades na fala, mastigação e respiração;
  • Dor de cabeça constante;
  • Disfunção temporomandibular – DTM;
  • Dificuldade de movimentar a mandíbula;
  • Zumbidos nos ouvidos;
  • Desgaste do esmalte dentário – devido a movimentação incorreta dos dentes e a pressão igual feita entre os dentes;
  • Sensibilidade dentária e/ou dor de dentes;
  • Risco a retração, retraimento ou recessão gengival.

tipos de sorrisos

Quais são os principais tipos de sorriso?

Existem vários tipos de sorrisos graças aos diversos tipos de desordens de mordida, são eles:

Apinhamento dentário

É um dos principais problemas capazes de prejudicar a mordida. O apinhamento dos dentes ocorre quando há um espaço pequeno na arcada em que não é possível que todos os dentes se acomodem corretamente na boca.

Assim sendo, os dentes se empurram e há o desalinhamento e a inclinação dos dentes para frente, podendo a pessoa sentir dores. Outros sintomas comuns são dores de problema e dificuldade na mastigação. Episódios como esse são bem comuns em meio a eclosão do dente de siso, sendo o problema resolvido por meio de sua extração.

Diastema

O diastema tem o efeito contrário do apinhamento, já que é o resultado da sobra de espaço na arcada dentária, em que os dentes não são suficientes para preenchê-los. Assim, há o espaçamento entre os dentes, bem comum entre os dentes frontais principais.

O diastema, mesmo que pareça inofensivo, acaba por afetar não só a estética do sorriso, mas também a funcionalidade da mastigação, já que as suas falhas não permitem o encaixe correto da mordida.

Mordida cruzada

Mordida cruzada é caracterizada pela falta de contato entre os dentes superiores e os dentes inferiores com o fechamento da boca. Os dentes superiores acabam por cobrir os dentes inferiores por causa da estrutura óssea ou por conta do posicionamento dos dentes.

Dessa forma, há o desalinhamento dos dentes e o deslocamento lateral dos dentes inferiores. A mordida cruzada pode ser causada por conta de fatores genéticos, problemas respiratórios e podem motivar problemas como bruxismo, retração gengival, perda dentária, falta de articulação e assimetria facial.

Mordida aberta

A mordida aberta é caracterizada pela falta de contato entre os dentes superiores e inferiores, em que não há a oclusão correta. Nesse caso, há a percepção de que o sorriso está aberto.

Comumente afeta os dentes da frente, também causando desconforto e dificultando a mastigação. Também pode afetar a região posterior, podendo ser de difícil identificação dependendo do grau.

Mordida profunda

A mordida profunda ou sobremordida pode ser identificada pelo encaixe geral dos dentes, fazendo com que os dentes anteriores superiores sobreponham os dentes anteriores inferiores.

Por conseguinte, as margens dos dentes inferiores acabam por morder a gengiva do palato superior, podendo causar dores na região mandibular e motivar dores de cabeça.

Prognatismo

O prognatismo ocorre quando a maxilar inferior (mandíbula) é maior do que o superior (maxila), fazendo com que haja o chamado “queixo grande”.

Assim como os demais problemas, compromete a mastigação, a estética do sorriso e a anatomia facial. Nesse caso, o tratamento ortodôntico está frequentemente associado a um procedimento cirúrgico para a correção do queixo ressaltado.

Retrognatismo

Causa o efeito contrário do prognatismo, em que o tamanho da maxila supera o da mandíbula, fazendo com que haja a percepção de que o nariz está muito para frente e o queixo retraídoa. Aqui também o tratamento no consultório pode ser associado a uma cirurgia ortognática.

sorriso gengival

Sorriso gengival, o que é?

Além das anomalias da mordida, o sorriso também pode ser comprometido pelo chamado “sorriso gengival”. Por sua vez, o sorriso gengival está relacionado ao excesso de gengiva, que acaba por tapar os dentes causando o efeito de que eles são menores do que realmente são.

Essa anomalia do tecido gengival pode comprometer tanto a arcada superior quanto a inferior e são causadas por fatores genéticos, sejam eles musculares ou gengivais.

O tratamento do sorriso gengival também pode ser feito em consultório odontológico e pode ser feito com uma abordagem cirúrgica ou não.

Em situações causadas por hiperatividade muscular ou desequilíbrio esquelético, o tratamento pode ser feito pela aplicação de toxina botulínica no local. A correção da coroa do dente pode ser feito por cirurgias pouco invasivas, como a gengivoplastia, com a remoção estética da faixa da gengiva, ou a gengivectomia, que é indicada em casos de hipertrofia gengival e pode remover a faixa de gengiva juntamente a remoção óssea.

tipos de sorrisos dentes

Qual o tratamento ideal para a correção da mordida?

Independente do problema relacionado aos tipos de sorriso, a solução é sempre recorrer a um ortodontista de confiança.

É em consultório odontológico que o especialista irá avaliar a arcada dentária do paciente e identificar assim qual o problema, podendo o encaminhar para exames de imagem para uma análise mais precisa da zona bucal.

Caso o sorriso esteja comprometido por outros tipos de problemas bucais resultantes de uma má higienização, o ideal é que antes do tratamento ortodôntico o paciente seja encaminhado a outros tipos de procedimentos, como a profilaxia (limpeza profissional) e o tratamento de canal.

A correção da mordida pode ser feita tanto por aparelhos ortodônticos fixos, como por aparelhos móveis, ortopédicos e/ou alinhadores transparentes. A escolha do dentista irá levar em conta as particularidades, a gravidade e as necessidades do caso, além da idade do indivíduo.

Em casos mais leves, a correção pode ser feita pela aplicação de lentes de contato dental e facetas de resina e porcelana, que são películas estéticas e atuam cobrindo as falhas da arcada.

Logo, para prevenir problemas bucais, problemas quanto ao crescimento dos ossos e a realização de cirurgias futuras, não hesite em contatar um especialista diante de anomalias na mordida.

Portanto, o plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família.

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários

               
Artigo anterior

Deixe seu comentário