Saúde Bucal

Os piercings são acessórios utilizados, em grande parte das vezes, por jovens, sendo um símbolo da modernidade. Porém, por serem introduzidos através de perfurações, necessitam de cuidados especiais para que não ocorram inflamações, especialmente os bucais.

Saiba o que fazer se você estiver com um piercing inflamado, os tipos de piercings bucais e os riscos que a ausência de cuidados pode trazer:

Como saber se estou com o piercing inflamado?

Quando ocorre vermelhidão na região perfurada, dores, formação de pus e inchaços semanas após a introdução da joia, mesmo após realizar todos os cuidados solicitados, é o momento de se preocupar.

O meu piercing inflamou! E agora? O que devo fazer?

Se você possui um piercing inflamado, o melhor a ser feito é procurar ajuda do seu dentista e do body piercing responsável pela perfuração. Eles irão saber avaliar a situação e os cuidados a serem tomados para não prejudicar, ainda mais, a região atingida pela inflamação.

Uma boa higiene bucal, evitar movimentar o piercing, evitar a ingestão de alimentos e bebidas quentes são alguns passos que podem ser indicados eliminar a inflamação.

Porém, se a inflamação estiver muito grave, a melhor escolha é a remoção da joia, para evitar complicações maiores.

Banner "conheça os planos dentalvidas"

Não tenho, mas quero colocar um piercing na boca, quais cuidados devo tomar?

Antes de realizar o procedimento e adicionar um piercing na boca, é muito importante que seja realizada uma avaliação com especialistas da saúde dentária, para saber se a saúde bucal está em dia e organismo saudável para receber a perfuração.

Optar por materiais hipoalergênicos, também, é uma opção excelente para evitar inflamações. Em situações mais graves de inflamações, as vias aéreas podem até ser comprometidas. Um especialista em piercings pode auxiliar nessa escolha.

O importante é: nunca faça algo não recomendado por profissionais, pois os riscos à saúde podem ser gravíssimos.

Quais são as regiões mais comuns para se colocar um piercing na boca?

As áreas mais frequentes são na língua, nos lábios, nos dentes, gengivas ou nas bochechas. Geralmente, os piercings que passam pelas cartilagens tem mais chances de inflamação, devido à ausência de suprimento sanguíneo.

Quais os tipos de piercing na boca mais comuns?

  • Piercing na Língua:

Os tipos de piercing na língua podem ser convencionais (no meio da língua, vertical), no frênulo lingual (abaixo da língua) e o snake eyes (posicionado ao centro da língua, de forma horizontal, como se fossem dois olhos de cobra).

  • Piercing nos Lábios:

Podem ser argolas (com círculos completos e meio-círculos), e o labret (a ponta fica externa, onde se localiza a joia ou esfera metálica, e fica ligado a uma base por uma haste).

Uma moça realizando cuidados no piercing com um profissional, uma das coisas a se fazer quando o piercing inflama.

Após a perfuração, quais os cuidados ideais para a cicatrização?

  • Manter regularidade nas consultas com o seu dentista.
  • Realizar a limpeza diária com um cotonete embebido de antisséptico, de forma que retire toda a sujeira acumulada.
  • Escovar os dentes e passar fio dental diariamente também, sempre evitando atingir a joia, é uma forma de evitar possíveis infecções.
  • Evitar mexer no piercing com a língua ou com as mãos pode prejudicar na cicatrização. Mexa apenas na hora da higienização.
  • Realize o processo de cicatrização com cautela e evite alimentos que podem prejudicar e/ou ferir a região perfurada.

Caso haja a suspeita de estar com o piercing inflamado, e apresentar infecções, inchaços, febres e outros problemas, um dentista ou médico deve ser contatado.

Existe algum tipo de riscos e complicações ao colocar piercing na boca?

Sim, existem diversas complicações que podem surgir caso os cuidados pós-perfuração não forem realizados da maneira adequada. São eles:

  • Infecções bacterianas, quando a joia é tocada.
  • As joias podem prejudicar na produção de salivas e mastigação.
  • Os dentes podem ser danificados pela joia.
  • As hepatites virais B, C D e G podem ser contraídas pelo piercing.
  • Sangramento prolongado, caso algum vaso sanguíneo seja atingido na hora da perfuração (por isso, a perfuração deve ser realizada por um profissional).
  • Dores e inchaços (em casos de inchaço, deve-se ter atenção nas vias aéreas).
  • Se houver ferimentos na gengiva ou retração gengival, os dentes podem ficar vulneráveis aos surgimentos de cáries e outras bactérias.
  • O aparecimento de inflamação das válvulas e dos tecidos cardíacos, a endocardite bacteriana.

Vale lembrar que, se os cuidados indicados no momento da perfuração forem realizados com sucesso, as chances de estar, algum dia, com o piercing inflamado é consideravelmente menor.

É realmente necessário manter as visitas odontológicas regulares após a perfuração?

Devido aos fatores de risco que os piercings na região da boca podem oferecer, manter contato com o seu dentista é a melhor maneira de prevenir o surgimento de infeções, inflamações e outras complicações graves, que correm o risco de afetarem, até mesmo, outras regiões da boca.

Por isso, se as consultas não forem regulares, essas complicações podem não ser vistas a tempo de serem tratadas de forma mais tranquila e precoce, e menores as chances de ficar o piercing inflamado.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são decisivas para a a observação de alterações na saúde bucal. Isso porque é pelas visitas ao consultório que o paciente tem acesso aos benefícios de tratamentos como a profilaxia (limpeza profissional) e outras necessidades.

É também por essa periodicidade que o dentista consegue detectar e tratar problemas em sua fase inicial e outros que, ainda, não foram devidamente tratados.

Pelas avaliações são passadas orientações para com a adesão de bons hábitos da higiene e alimentação, além de outros cuidados necessários.

O indicado é que a frequência seja mantida semestralmente, ou seja, 2 vezes ao ano.

O plano odontológico DentalVidas tem diversas opções para garantir mais qualidade de vida e um sorriso mais bonito para você e sua família!

Gostou do texto? Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

Banner "conheça os planos dentalvidas"

               
Artigo anterior

               
Próximo Artigo

Deixe seu comentário

Qual o melhor remédio para dor de dente? SAIBA AQUI Quais são os tipos de lesão bucal? DESCUBRA AQUI Cores de aparelho que não desbota? Veja aqui quais são! Qual o melhor remédio para mau hálito? Confira a lista Invisalign: descubra quais são as vantagens do aparelho Como ter os dentes perfeitos dos sonhos? CONFIRA Descubra os tipos de piercing na boca e como cuidar Conheça as causas por trás do DENTE TORTO
Qual o melhor remédio para dor de dente? SAIBA AQUI Quais são os tipos de lesão bucal? DESCUBRA AQUI Cores de aparelho que não desbota? Veja aqui quais são! Qual o melhor remédio para mau hálito? Confira a lista Invisalign: descubra quais são as vantagens do aparelho Como ter os dentes perfeitos dos sonhos? CONFIRA Descubra os tipos de piercing na boca e como cuidar Conheça as causas por trás do DENTE TORTO